Home / Empreendedorismo / O Uber Eats utiliza drones para entrega comida

O Uber Eats utiliza drones para entrega comida

Uber Eats testa uso de drones em entrega de comida

O Uber Eats está a caminho de se tornar o maior serviço de delivery do mundo (fora da China), com um crescimento de uso de drones  em mais de 200% em 293 cidades.

Aeronave da Uber Eats sobrevoando cidade

A região do Ásia-Pacífico é a que mais cresce globalmente, com um aumento de mais de seis vezes no número de entregas feitas pelo Eats nos últimos 12 meses.

Na Índia e no Japão, o Uber Eats chegou a várias cidades antes mesmo da Uber, mostrando o grande potencial do produto.

 

Compartilhar aeronaves e carros

 

Para a Uber, é bastante atraente a oportunidade de estender ao Eats os mesmos benefícios que a aviação urbana com drones  trará para o negócio de compartilhamento de carros.

Entregando pelo ar, o Eats será capaz de oferecer entregas mais rápidas, mais abrangentes, mais baratas e mais confiáveis para usuários e restaurantes em todo o mundo.

Várias aeronaves da Uber Eats

A Uber poderá usar os mesmos elementos e sistemas construídos para o Uber Air, assim como os mesmos progressos obtidos com players-chave como a Administração Federal de Aviação dos EUA (FAA, em inglês).

Em maio, San Diego, nos EUA, foi escolhida como a única cidade participante do Programa Piloto de Integração da FAA.

Desde então, o Uber Elevate tem trabalhado de perto com a FAA, o Departamento de Transporte da Cidade de San Diego e já realizou diversos testes bem-sucedidos com parceiros de tecnologia.

Também hoje, a Uber anunciou uma lista de cinco países finalistas para receber testes do serviço Uber Air, ao longo dos próximos cinco anos:

Brasil, Austrália, Índia, Japão e França.

 

Sobre o Uber Elevate

A Uber lançou o seu programa Elevate em outubro de 2016, com a publicação do primeiro Artigo Técnico sobre Mobilidade Aérea Urbana.

Desde então, ela firmou parcerias com fabricantes de aeronaves experientes que estão desenvolvendo veículos de VTOL elétricos, incluindo:

Embraer, Bell, Aurora Flight Sciences (agora uma subsidiária da Boeing), Pipistrel Aircraft e Karem.

O modelo de design da Uber especifica que este veículo totalmente elétrico tenha uma velocidade de cruzeiro entre 150-200 milhas por hora, uma altitude de cruzeiro de 1.000-2.000 pés e possa fazer viagens de até 60 milhas com uma única carga.

 

Encontro Elevate

No ano passado, a Uber anunciou sua intenção de lançar demonstrações de voo do Uber Air em Dallas e em Los Angeles em 2020 e viagens comerciais até 2023.

Para ajudar a criar Skyports para o Uber Air, a Uber também firmou parcerias imobiliárias com a Hillwood Properties e a Sandstone Properties.

Em novembro passado, a Uber lançou o primeiro vídeo da experiência Uber Air.

No Encontro Anual Elevate de 2018, a Uber anunciou um Acordo Espacial exclusivo com a NASA para focar em tecnologias de gerenciamento de tráfego e nos impactos da mobilidade aérea urbana (UAM, sigla em inglês).

A empresa também está colaborando com a E-One Moli para produzir baterias de íons de lítio para veículos e assinou uma Declaração Conjunta de Trabalho com o Exército dos EUA para desenvolver a tecnologia de hélice de rotor.

About Paulo Fernandes Maciel

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*