Home Canal Leitor Profissionais se sentem confortáveis com a realização de atividades em home office

Profissionais se sentem confortáveis com a realização de atividades em home office

por admin

Uma pesquisa feita pela Universidade de São Paulo (USP) mostra que os profissionais têm se sentido mais confortáveis em relação ao trabalho remoto. Questões como segurança e ganho de tempo são consideradas os principais atrativos do home office.

O estudo da USP ainda mostra que 70% dos respondentes gostariam de permanecer em sistema de trabalho remoto mesmo após o final da pandemia. A FEA (Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da USP) mostra que a segurança em não ter que sair de casa para trabalhar somada ao ganho de tempo por não ter que se deslocar até o local de trabalho são as principais vantagens do home office.

Isso mostra o quanto o trabalho remoto pode ser positivo e, ao mesmo tempo, uma ótima alternativa a ser cultivada pelas empresas, mesmo após a pandemia.

EaD traz oportunidade de qualificação durante a crise

A pandemia da covid-19 fez com que o interesse por cursos EaD aumentasse consideravelmente. O isolamento social e o cancelamento de aulas presenciais em todo o país foram ações adotadas para conter a disseminação do vírus, e muitos profissionais passaram a procurar opções de qualificação remota. Dessa forma, eles podem adquirir novas habilidades, seja para recolocação no mercado de trabalho, seja para ascender na carreira.

De acordo com a instituição Catho Educação, houve aumento de 70% nas matrículas em cursos EaD entre os dias 21 de março de 6 de abril deste ano, além do crescimento de 45% no interesse por cursos remotos.

Esse movimento ascendente do interesse por qualificação remota indica a necessidade que profissionais sentem, mesmo em tempos de crise, de continuar estudando e se especializando. O conhecimento segue como uma das principais chaves para alcançar uma carreira de sucesso ou se realocar no mercado de trabalho.

Estando em casa durante a pandemia, as pessoas podem aproveitar o tempo livre para estudar, qualificar-se e conseguir um cargo melhor.

Gestores públicos encontram no EaD a solução para adquirir conhecimentos durante a pandemia

A educação remota é uma das soluções mais viáveis para a formação de gestores e funcionários públicos que desejam adquirir maiores conhecimentos e realizar suas atividades profissionais da melhor forma possível.

A crise pandêmica decorrente da covid-19 levou quase 79 mil funcionários públicos ao trabalho remoto. De acordo com levantamento realizado pelo Ministério da Economia, só nesse órgão, mais de 25 mil servidores passaram a trabalhar em sistema home office. Além do Ministério da Economia, outras pastas, como da Saúde e a Presidência da República, também tiveram grande parte do pessoal afastado: 7.788 e 7.181, respectivamente.

Ensino à distância possibilita formação de gestores públicos durante a pandemia

Ao longo do período de pandemia, profissionais passaram a sentir-se mais confortáveis na realização de atividades em home office, e a situação estendeu-se para o campo do conhecimento. Hoje, há uma enorme demanda por cursos EaD, e os servidores podem ter acesso à formação de gestores públicos por meio dos cursos oferecidos pelo IBEGESP.

O IBEGESP é um instituto que dispõe de capacitação em formato EaD para profissionais e gestores já atuantes na Gestão Pública. Alguns dos principais títulos EaD são:

Orientação Dirigida : Formação de Líderes Gerenciais;

Elaboração de Projeto Básico , Memorial Descritivo e Termo de Referência – Online/ao vivo;

Compras Públicas : Planejamento e Procedimentos – EAD;

O Controle Interno nos Órgãos Públicos : Aspectos Jurídicos e Boas Práticas – EAD;

Gestão e Fiscalização de Contratos Administrativos – EAD.

Ao navegar pelo site, é possível conferir todas as opções de cursos EaD do IBEGESP.

Website: https://www.ibegesp.org.br

Você também pode gostar

Deixe um Comentário