Home Atualidades Women Going Digital curso para mulheres digitalizarem-se

Women Going Digital curso para mulheres digitalizarem-se

por Paulo Fernandes Maciel
Women Going Digital

Câmara Brasil-Alemanha abre inscrições para o Women Going Digital curso online gratuito de digitalização para mulheres

A Câmara Brasil-Alemanha de São Paulo (AHK São Paulo) abriu em, 13 de fevereiro, as inscrições para seu curso online e gratuito sobre Digitalização voltado para mulheres em busca do seu primeiro emprego ou de uma recolocação profissional, o Women Going Digital.

O objetivo é incentivar a atuação das mulheres e melhorar a empregabilidade feminina em áreas tecnológicas por meio do ensino de conceitos e tecnologias da Era Digital.

Interessadas podem fazer sua inscrição até o dia 10 de abril


“A Câmara Brasil-Alemanha de São Paulo abraçou a missão de promover a transformação digital.

Ao mesmo tempo, também queremos promover a igualdade de gêneros, por meio da conexão entre esses dois temas. Afinal, não temos como falar de empregabilidade sem falar de transformação digital”.

Women Going Digital

Explica Bruno Vath Zarpellon, Diretor de Inovação e Tecnologia da instituição.
O evento de lançamento da iniciativa, realizado no espaço onono da BASF, contou com a presença de parceiros do projeto e, especialmente, profissionais da área.
Cristiane Rauen, Coordenadora-Geral de Educação Profissional e Tecnológica a Distância e Tecnologias Educacionais do Ministério da Educação (MEC) apresentou uma estatística que ressalta a baixa aderência da população brasileira aos cursos de formação profissional.

“Atualmente, o Brasil apresenta apenas 8% de matrículas na Modalidade EPT (Educação Profissional e Tecnológica). Ainda existe no senso comum um quadro de desprestigio para essa modalidade de formação, em detrimento dos cursos de bacharelado”.

Women Going Digital

Marc Bovenschulte, Diretor do Instituto de Inovação e Tecnologia (iit), chegou ao Brasil diretamente da Alemanha para participar do momento de lançamento da iniciativa e lembrou a importância de ações como Women Going Digital: “estratégias como essa servem não somente para encorajar e empoderar jovens mulheres, mas também para criar perspectivas para mulheres que já estão no mercado de trabalho”.

Mulheres de referência em tecnologia


O encerramento do evento contou com um painel de discussão integrado por executivas de empresas associadas à Câmara Brasil-Alemanha de São Paulo que discutiram as oportunidades para mulheres em áreas de Tecnologia.

Sylmara Requena, Head de Recursos Humanos da Siemens;

Carolina Borges, Vice-Presidente de Ecosystemas e Channels da SAP Brasil;

E Fernanda Rodrigues, Diretoria de Recursos Humanos do GFT falaram sobre os desafios enfrentados por mulheres tanto para alcançarem posições mais altas nas empresas, quanto para mantê-las.
“No universo da transformação digital, o campo de atuação para as mulheres é enorme.

O conteúdo que o programa Woman Going Digital entregará será útil para abrir a visão das participantes e auxiliá-las a se comunicar usando essas novas tecnologias”, concluiu Borges.

Sobre o curso:


O curso online traz 16 módulos, entre eles, Internet das Coisas, Machine Learning, Big Data, Realidade Virtual, Métodos Ágeis, e Privacidade e Segurança de dados.

Cada módulo irá abordar desde o histórico até as formas de implementação das tecnologias tratadas.
Em sua primeira edição, o curso disponibiliza até 100 vagas.

As candidatas selecionadas terão acesso ao conteúdo, que será transmitido por meio de metodologias de ensino variadas, como podcasts, vídeo aulas e infográficos.

A plataforma conta também com um fórum para que as participantes possam tirar dúvidas e debater com especialistas sobre os assuntos tratados.
Em virtude da limitação de vagas, é necessário que as candidatas preencham um formulário de inscrição disponível aqui e respondam aos testes de inglês e conhecimentos gerais.

As inscrições estão abertas até o dia 10 de abril.
As 100 candidatas selecionadas serão notificadas antes do início do curso previsto para o dia 18 de maio.

Além de alunas brasileiras, o Women Going Digital também estará aberto para mulheres moçambicanas que tenham interesse em participar do curso em seu país.
Para saber mais sobre a iniciativa e realizar a sua inscrição, clique aqui.

Você também pode gostar

Deixe um Comentário