Home Atualidades Beer Hack Lab da Pratinha inova em imagem holográfica

Beer Hack Lab da Pratinha inova em imagem holográfica

por Paulo Fernandes Maciel
Holografia criada no Beer Hack Lab da Pratinha

A Cervejaria usa holografia desenvolvida no seu Beer Hack Lab para surpreender clientes

Se o mercado de cervejas artesanais vem crescendo vertiginosamente no Brasil como sabemos as tecnologias se acumulam como por exemplo o Beer Hack Lab da Pratinha .

Pois em 10 anos, fomos de 70 para 700 novas fábricas

As cervejarias têm usado o potencial criativo para estabelecerem identidade e posicionamento.

aHolografia criada no Beer Hack Lab da Pratinha

Um dos exemplos mais proeminentes do mercado brasileiro é a Cervejaria Pratinha, de Ribeirão Preto – SP.

Empresa que, além de 28 medalhas em 7 diferentes concursos no mundo, vem conquistando o público pelo DNA marcado pela disrupção e mindset inovador.

Leia também:

Impressão 3D com elementos de cerveja projeto B33R3D é lançado

Frango frito traz Dercy Gonçalves de volta à ativa

 

Projeto será lançado no Mondial de la Bière, no Rio, entre 4 e 8 de setembro

O mais recente projeto é o conteúdo interativo para um display volumétrico que produz imagens holográficas de alta qualidade voltado para a apresentação de produtos nos pontos de venda.

O Looking Glass é um equipamento que permite receber este conteúdo e foi apresentado na Siggraph;

O maior e mais importante evento de computação gráfica e mídias interativas do mundo;

Na cidade de Los Angeles, entre os dias 28 de julho e 01 de agosto.

O conteúdo desenvolvido para “rodar” neste equipamento foi desenvolvido no Beer Hack Lab, o laboratório de inovação da Pratinha.

A tecnologia apresenta imagens tridimensionais holográficas e permite interação com o consumidor através de touch screen e reconhecimento de gestos.

A impressão é de que a cerveja é real e está bem ali, na frente do cliente.
“É uma experiência com a marca no PDV que surpreende, desperta curiosidade e a vontade do consumo imediatamente.

Pensamos em utilizar isso não só como forma de divulgação no PDV mas como uma mídia para interagir com o consumidor e evoluir para uma venda online”.

Explica José Virgílio Braghetto Neto, sócio e diretor da Cervejaria Pratinha.

Holografia criada no Beer Hack Lab da Pratinha
Novidade será apresentada no Brasil

O projeto de holografia da Pratinha será lançado em território nacional durante o Mondial de la Bière.

Evento que acontece no Rio de Janeiro, entre os dias 4 e 8 de setembro.

A Pratinha estará presente no evento como convidada no estande da Cervejaria Colorado e com os rótulos Birudô (Witbier);

E a premiada Culotte de la Duchesse (Red Flanders Ale), além de um título da Colorado, a Ribeirão Lager.
O Mondial de la Bière acontece em três países simultaneamente.

Este ano, já houve uma edição em São Paulo, ocasião em que a Pratinha foi a cervejaria mais premiada do evento com três medalhas de ouro.

Agora, o festival chega ao Píer Mauá, no Centro da capital carioca. Serão mais de 100 cervejarias nacionais e estrangeiras participando do evento.

 

Beer Hack Lab é um interessante  centro de visitação

Cervejas e tecnologia da Pratinha nascem em laboratório científico apelidado de Beer Hack Lab
Em pouco tempo, a Pratinha já colocou em prática diversos projetos com foco em inovação tecnológica e sustentabilidade prática.

E a ciência tem um destaque especial na cervejaria:

Desde a fundação da fábrica, um laboratório exclusivo é dedicado ao desenvolvimento de estudos, experimentos, protótipos de cervejas e novas tecnologias.

O Beer Hack Lab também é aberto à visitação pública aos sábados, como parte do Tour Pratinha.

É dentro do Beer Hack Lab onde ideias são colocadas em prática, como:

O uso de energia solar e um foto biorreator de algas, além do tratamento de 100% do resíduo orgânico gerado na criação das receitas.

Mais recentemente, a Pratinha também causou alvoroço nas redes sociais ao lançar, durante o Mondial de la Bière em São Paulo, a Magic Booze, uma bebida alcoólica mista e ultra concentrada feita à base de cerveja artesanal.

As primeiras mil unidades esgotaram em apenas 24 horas e um novo lote está sendo preparado para pré-venda em: http://magicbooze.cervejariapratinha.com.br/.

A bebida é considerada um ponto-chave na revolução do transporte e armazenamento de cervejas.
Já o B33r3d, iniciativa voltada para o público cervejeiro geek, é um projeto de impressão 3D;

Através do qual foi desenvolvido um filamento biodegradável com resíduos de produção das cervejas e P.L.A (ácido poliláctico, um polímero feito de amido de milho).

No site http://b33r3d.cervejariapratinha.com.br/ é possível também baixar gratuitamente projetos de acessórios cervejeiros para serem impressos em casa.
“Além do padrão de excelência das nossas cervejas, prezamos também pelo papel no desenvolvimento sustentável e tecnológico do setor.

A Pratinha sempre se portou como uma startup e os frutos de todo este trabalho já estão sendo colhidos”.

Explica José Virgílio Braghetto Neto.

Prêmios e medalhas

A Cervejaria Pratinha, atualmente, tem em seu portfólio mais de 20 rótulos.

A carta de cervejas vem colecionando importantes premiações e medalhas de concursos cervejeiros nacionais e internacionais.

Com destaque para três medalhas de ouro no Mondial de la Bière (2019);

Melhor Cerveja das Américas com a Culotte de La Duchesse pela Copa de Cervezas de América e Medalha de Prata como Melhor Cervejaria das Américas, pelo mesmo concurso em 2018.
Outros destaques são premiações no World Beer Awards em design e cervejas (2018), segundo lugar em sustentabilidade no Brasil Brau (2017), medalhas no International Beer Challenge 2017 e 2018 em Londres, Festival Brasileiro de Cerveja em Blumenau, 2018 e 2019 e Aro Rojo no México, 2017 e 2018.

Agora com mais 2 medalhas no World Beer Awards de 2019.

Você também pode gostar

Deixe um Comentário