Home Canal Leitor Microempreendedores otimizam home office

Microempreendedores otimizam home office

por Paulo Fernandes Maciel
Microempreendedores

Os Microempreendedores driblam rotina e contam estratégias diferenciadas para otimizar home office.

Microempreendedores

Estratégias possibilitam que franqueado fature R$ 10 mil por mês.

Trabalhar por conta própria foi a saída para muitos profissionais que nesses últimos tempos se viram sem a carteira de trabalho assinada.

E investir em um negócio seguro, já testado no mercado dá ainda mais segurança do que começar um negócio do zero.

Para quem estava acostumado à rotina de escritório e com a pressão exigida por resultados, encontraram no home office a qualidade de vida almejada.

No entanto, trabalhar por conta própria não é tão simples quanto parece, requer muita disciplina para que o profissional;

Não perca o foco e não se distraia com problemas da casa e família, já que esse ambiente passa a ser o seu “novo local” de trabalho.

Leia também: Programa EMBRAPII-SEBRAE conta co parceria de Cietec, IPT, SEBRAE e Agência USP de Inovação

 

De acordo com o Sebrae, a montagem de um escritório doméstico oferece vantagens e desvantagens que devem ser analisadas criteriosamente pelos pontos de vista familiar, profissional e empresarial.

O principal atrativo do home office tem sido a possibilidade de realizar um sonho de ser tornar o seu próprio patrão.

Isso acaba se tornando gratificante para realização pessoal e vantajoso economicamente;

Mas também apresenta desvantagens que podem ser minimizadas com a realização de um bom planejamento.

Conheça um pouco da história de dois microempreendedores que mudaram seu estilo de vida;

E que hoje são sucesso em suas áreas de atuação devido a vida regrada profissionalmente que adotaram:

Microempreendedores

Paixão por viagens.

 

O aumento do desemprego no Brasil nos últimos dois anos, em virtude da crise econômica;

Levou muitas pessoas a repensarem seus conceitos e assumirem um cargo de patrão através de um negócio próprio como Microempreendedores.

Foi o que fez o educador físico, Leandro Guerra do Bonfim Almeida, de 39 anos;

Ao investir na Encontre Sua Viagem, rede de franquias especializada em serviços turísticos com mais de 500 unidades espalhadas por todo o Brasil.

Leandro trabalhou por anos como professor de academia e servidor público no Rio de Janeiro;

Até que decidiu trocar tudo isso e morar em Foz do Iguaçu, no Paraná, por 6 anos.

Em 2013, o jovem regressou para o Rio de Janeiro, e viu novamente sua vida mudar de rumo:

começou a trabalhar como corretor de imóveis.

Logo após a Copa do Mundo, em 2014, mudou novamente de área e ingressou em uma multinacional para trabalhar com jornalistas durante as Olimpíadas.

Apaixonado por viagens, Leandro enxergou o quão oportuno esse nicho tem sido nos últimos anos.

Os microempreendedores tem um grande ponto a seu favor.

 

Ele atua profissionalmente na cidade que mais recebe turistas no Brasil: o Rio de Janeiro.

Ele que escolheu trabalhar home office, pois o investimento é bem baixo, conta que sua rotina começa todos os dias às 8h30, inclusive aos finais de semana, onde começa a trabalhar em divulgações de viagens, dicas em redes sociais como Facebook, Instagram e Youtube, além de compartilhar essas informações para seus clientes através do email marketing.

“Procuro logo cedo organizar o que divulgar, para quem divulgar e quais são os destinos mais solicitados por meus clientes.

Feito isso, envio normalmente mensagens, principalmente, por Whatsapp;

Que é o canal mais utilizado pelos meus clientes e também nas minhas redes sociais”, explica.

Leandro acredita que há alguns pontos que são muitos importantes para quem decide empreender. “Trabalhar home office não é sinal de trabalhar menos, muito pelo contrário;

Pois para que o negócio dê certo depende apenas de nós, da dedicação atribuída no trabalho.

O mais importante é saber administrar o horário, pois no início atendia qualquer hora e ficava sem qualidade de vida, e muitas vezes não resolvia e não vendia mais que hoje”;

Avalia o empreendedor que acaba de completar um ano na franquia e fatura líquido no mês R$ 3 mil.

 

De volta ao mercado de trabalho

 

Em busca de qualidade de vida, através de flexibilidade no horário e aumento da renda;

A jovem Ana Carolina Ferrari Danna Malveira, de 30 anos, há quase dois anos encontrou na Acqio;

Rede especializada em pagamentos eletrônicos, o apoio que buscava para retornar ao mercado de trabalho.

Ela que residia em Campinas (SP) casou e se mudou para a capital mineira, em Belo Horizonte.

Tentou encontrar algum emprego formal, porém sem sucesso algum.

Após ficar desempregada por um longo período, a alternativa foi se aventurar no mundo dos negócios. Sua rotina diária é muito simples, porém com foco para alcançar os resultados.

“Tenho o costume de acordar sempre cedo, verifico os e-mails, acompanho a evolução de credenciamento e chamados e, em seguida vou para rua buscar novos clientes”;

Diz a empreendedora que trabalha em média entre 6 a 8 horas por dia e fatura R$ 5 mil por mês (líquido).

Para otimizar suas vendas a internet é sua aliada, principalmente o Whattsapp para divulgação e captação de novos clientes.

Mas para que isso tenha o efeito esperado, Ana Carolina passou a acompanhar com mais afinco as mudanças da tecnologia;

Tudo isso para ficar ainda mais por dentro dos desafios que esse segmento proporciona.

Você também pode gostar

Deixe um Comentário