Home Artigos Combate ao Colesterol tem novo teste o meuDNA Saúde

Combate ao Colesterol tem novo teste o meuDNA Saúde

por Paulo Fernandes Maciel

Dia Nacional de Combate ao Colesterol: conheça o teste genético que indica predisposição genética ao problema de saúde

O dia 8 de agosto é considerado o dia do Combate ao Colesterol pela OMS (Organização Mundial da Saúde

O colesterol alto e triglicerídeos altos são fatores que aumentam o risco de infarto e outras doenças cardiovasculares. Segundo a Organização Mundial da Saúde, mais de 100 mil brasileiros morrem dessas doenças por ano.

Agora, a mais avançada opção de testagem de genes está disponível no Brasil, o meuDNA Saúde, que permite ao usuário identificar a predisposição genética ao colesterol alto e triglicerídeos altos, entender potenciais riscos e agir precocemente na prevenção.

Combate ao Colesterol

Salvando vidas controlando ou fazendo o Combate ao Colesterol

“É um investimento que, literalmente, salva vidas”, explica Cesario Martins, diretor do meuDNA.

colesterol alto, quando causado por uma alteração genética, tem o nome de hipercolesterolemia familiar e é pouco conhecido.

Além disso, é uma doença silenciosa que a pessoa só descobre que tem quando infarta ainda jovem, por exemplo.

No entanto, o estudo genético permite conhecer o risco, bem como o dos familiares, e, juntamente com o médico, criar um plano personalizado de acompanhamento.

A hipercolesterolemia familiar é uma doença que exige tratamento o quanto antes, para evitar consequências graves para a saúde.

Combate ao Colesterol

Sequenciamento usa IA


O kit do meuDNA Saúde é vendido pelo site meudna.com, e o usuário faz a coleta da amostra de saliva em casa, por conta própria. Após isso, envia o kit ao laboratório por correio.

Em cerca de seis semanas, recebe o e-mail para acessar os resultados.

A Mendelics, empresa mãe do meuDNA, é especializada em Sequenciamento de Nova Geração (NGS) e a amostra é analisada através da tecnologia Exoma, que faz um sequenciamento completo dos genes.

Por meio de inteligência artificial (IA) e bioinformática, as informações são comparadas com tudo o que já existe nos bancos de dados genéticos, para identificar as variações genéticas que podem aumentar o risco de desenvolvimento de doenças. Fundada em 2012, a Mendelics é pioneira e líder em NGS, com ampla experiência no diagnóstico de doenças genéticas através da análise de DNA.

Variação genética e mutação no gene

Uma variação genética é uma alteração no código genético capaz de mudar o funcionamento de um gene.

Algumas variantes são responsáveis pela cor de cabelo ou olhos, enquanto outras podem influenciar o desenvolvimento de doenças.

No caso da hipercolesterolemia familiar, os genes envolvidos na predisposição são LDLR, LDLRAP1, PCSK9, APOB e o teste identifica possíveis falhas nesses genes.

Já o alto nível de triglicerídeos hereditário, está associado mutações nos genes LPL, APOC2, APOA5, LMF1, GPIHBP1.

Ambas predisposições são detectadas pelo meuDNA Saúde.

A identificação precoce do risco evita o desenvolvimento da doença e complicações cardiovasculares, esteatose hepática e pancreatite aguda, causados pelos altos níveis de colesterol e/ou triglicerídeos.

“Com o acesso às informações genéticas, o usuário tem a oportunidade de fazer escolhas melhores para sua saúde e também pode incentivar os familiares a conhecerem o próprio risco”, comenta Martins.

Sobre o meuDNA Saúde


Teste pioneiro no mercado brasileiro, lançado pelo meuDNA em 30 de junho.

O meuDNA Saúde é uma forma revolucionária de lidar com a doença antes mesmo dela aparecer, gerando uma melhoria para a saúde;

O que poderá identificar a predisposição aos cânceres de mama (feminino e masculino), ovário, próstata, colorretal, de pele melanoma e endométrio, além de doenças como triglicerídeos altos, colesterol alto e doença de Wilson.

Todas as informações presentes no resultado do usuário são baseadas no que está comprovado pela ciência.

As informações genéticas podem ser muito úteis para o planejamento de exames preventivos, Combate ao Colesterol e outras ações que aumentem a qualidade de vida.

Para pessoas com alto risco, o acompanhamento e as medidas de redução de risco são definidos pelo médico de forma individualizada.

“O resultado abre uma oportunidade à vida, permitindo que a pessoa seja protagonista nas decisões que envolvem sua saúde”, finaliza Martins.

Você também pode gostar

Deixe um Comentário