Home Negócios Limpeza correta de fossa exige equipamento adequado para minimizar impactos

Limpeza correta de fossa exige equipamento adequado para minimizar impactos

por admin

O descuido com a fossa pode ocasionar uma série de problemas a pessoas, animais e também ao meio ambiente. Isso ocorre, pois, a falta de tratamento adequado do esgoto é grave no Brasil. De acordo com dados do Instituto Trata Brasil, mais da metade dos brasileiros não tem acesso à coleta de esgoto. Este é um dado preocupante e que precisa de atenção.

Diante disso, o CEO da Maxxflex, fabricante de mangueiras e mangotes de borracha, Daniel Rodriguez, acredita que a limpeza de fossa é um importante passo para o início de grandes mudanças no país. “É necessário que todos façam a sua parte, desde a limpeza da fossa até o combate mais severo de tantos outros problemas relacionados ao meio ambiente”, afirmou.

Para o executivo, as maneiras como os procedimentos são realizados também precisam ser consideradas. “No caso da limpeza de fossa, de nada adianta ter a iniciativa de realizar o serviço, mas fazê-lo de maneira inadequada”, ponderou Rodriguez. “Um dos itens imprescindíveis para essa atividade cujo uso não pode ser negligenciado é a mangueira”, completou.

Questionado sobre as características da mangueira para limpeza de fossa que a tornam apropriada para a limpeza de fossa, o CEO da Maxxflex elencou que se trata de um mangote de construção flexível para serviço específico de sucção e descarga de fossa e bueiro. “O fato de contar com um item com fabricação exclusiva para esse tipo de serviço já garante uma qualidade muito maior”, salientou.

Rodriguez ainda contou que a mangueira própria para a limpeza de fossa é fabricada com borracha natural resistente à abrasão e calor, aguentando uma temperatura de até 110° C. “Temos sempre um zelo pela matéria-prima utilizada, justamente para garantir as necessidades esperadas para seu uso. Assim, elas ainda têm um reforço nas lonas têxteis e espiral de arame de aço”, destacou.

Uma das grandes preocupações em negligenciar a limpeza da fossa são as inúmeras doenças que o esgoto não tratado pode ocasionar. Além do mau cheiro, em casos extremos como a enchente, este esgoto pode ainda vir a infectar as pessoas. Essa é uma consequência do contato direto com dejetos presentes na água suja. Entre as indesejáveis consequências estão sintomas como diarreia e febre, decorrentes de doenças como leptospirose e hepatite.

As fossas nada mais são do que unidades de tratamento primárias de esgoto, mas que também precisam de cuidados para sua eficácia. Assim, a manutenção da fossa é uma maneira de controlar os perigos que o esgoto presente nela pode causar. O cuidado com o meio ambiente também é outro ponto crucial a ser levado em consideração.

Daniel Rodriguez ressalta que da mesma maneira que a água do esgoto causa danos à saúde humana ela também prejudica o solo. “Nesse sentido, garantir a limpeza da fossa é mais que cuidar da saúde das pessoas, como também do meio ambiente, diminuindo os impactos que o esgoto a céu aberto ocasiona”, finalizou.

Website: http://maxxflex.com.br/

Você também pode gostar

Deixe um Comentário