Home Artigos Megatubarão ganha vida através da Ai da Intel

Megatubarão ganha vida através da Ai da Intel

por Paulo Fernandes Maciel
Mega tubarão da parceria Intel

Inteligência artificial da Intel dá vida ao “Megatubarão”.

Produzido pela Scanline VFX usando o software Ziva VFX, Megalodon  projetado em tempo recorde com precisão realista, desde a forma como ele se movimenta na água até seus músculos e pele, para proporcionar uma experiência surpreendente para o público de todo o mundo.

Mega tubarão da parceria Intel

“Na Intel, trabalhamos todos os dias para produzir coisas incríveis.

É emocionante ver nossos processadores Intel® Xeon® Scalable usados para levar o tubarão Megalodon às telas dos cinemas.”

Afirma Julie Choi, chefe de marketing de IA da Intel.

 

Aprimorar a arte

A tecnologia de IA da Intel permite criar imagens super-realistas com detalhes incríveis e poupa tempo ao longo dos ciclos de criação, pois todos podem trabalhar em conjunto para aprimorar a arte e, consequentemente, a experiência do público.

Recriar um enorme tubarão pré-histórico das águas para as telas não foi uma tarefa fácil, porque além de dar vida ao Megalodon, a Scanline e a Ziva também precisaram reproduzir de forma realista os movimentos do animal.

Elas foram capazes de fazer isso com uma série de simulações físicas e, em seguida, inserindo o tubarão em todos os movimentos e posições necessários para as cenas do filme.

“Ajudamos os animadores a fazer criaturas incríveis com o poder da IA da Intel.

Uma das grandes vantagens de usar processadores Intel Xeon Scalable é poder gerar volumes de dados de treinamento surpreendentes.

Quando queremos elaborar um processo de aprendizagem de máquina, é preciso saber como algo se comporta para que possamos nos antecipar ou extrapolar o comportamento esperado – nesse caso, o movimento do tubarão.

A tecnologia Intel Xeon ajudou nossos profissionais a fazer isso com rapidez, eficiência e da maneira mais realista possível”, explica James Jacobs, CEO da Ziva VFX.

 

Usando o hardware de inteligência artificial (IA) da Intel, a Warner Bros.

A linha de processadores Intel Xeon Scalabe garantiu poder de processamento ao software de geração de personagens da Ziva e ajudou a acelerar seu “sistema de física” –algoritmo de IA que automatiza os movimentos das criaturas como o Megalodon.

Além disso, a Scanline usou o Intel Xeon para processar as cenas do filme, poupando tempo precioso e permitindo produzir mais opções de imagens.
“Para produzir ‘Megatubarão’, precisávamos de muito desempenho em nossos sistemas computacionais”, explica Stephan Trojansky, presidente e supervisor VFX da Scanline.

“Anos atrás, seria necessário um enorme sistema de renderização e uma grande equipe para produzir uma quantidade muito pequena de cenas.

Hoje, usamos 2.500 processadores Intel Xeon com quase 100.000 núcleos para produzir todo o filme.

É possível ter ciclos rápidos de produção e apresentar várias opções para o diretor, o que é fundamental para gerar os melhores efeitos visuais.”

Saiba mais  na Página de Inteligência Artificial da Intel

Sobre a Intel

 

A Intel (NASDAQ: INTC) expande as fronteiras da tecnologia para tornar as mais incríveis experiências possíveis. Informações sobre a Intel pode ser encontrada em newsroom.intel.com, newsroom.intel.com.br e intel.com.
Siga a Intel no Twitter e no Facebook: www.twitter.com/intelbrasil e www.facebook.com/intelbrasil.

Intel e o logo da Intel são maras registradas da Intel Corporation ou de suas subsidiárias nos Estados Unidos e em outros países.

Você também pode gostar

Deixe um Comentário