Programação e criação de games e robôs se aprende cêdo - OverBR
Home / Dicas / Programação e criação de games e robôs se aprende cêdo

Programação e criação de games e robôs se aprende cêdo

A partir dos cinco anos de idade já é possível aprender a programar e criar games e robôs

Além de desenvolver diversas competências e habilidades ao aluno, aprender programação desde a infância é imprescindível para a formação dos profissionais do futuro.

Sala de aula SuperGeeks

Isso porque pelo menos 90% das pessoas dependerão de bons conhecimentos em ciência da computação para conseguirem um emprego, já que muitos trabalhos serão automatizados e substituídos por máquinas.

Enquanto o ensino de ciência da computação não é inserido como matéria obrigatória na grade curricular das Instituições de Ensino do Brasil, algumas redes de educação têm preparado crianças para demandas futuras.

Essas escolas oferecem cursos de programação e robótica bilíngües que unem tecnologia com as disciplinas que os alunos aprendem na escola convencional.

 

Escolas ensinam ciência da computação ao mesmo tempo em que crianças treinam o conteúdo escolar, tudo isso com aulas bilíngües

“Com apenas cinco anos de idade, as crianças já podem começar a aprender ciência da computação através da criação de invenções Maker, do desenvolvimento de games, criação de robôs e Internet das Coisas (IoT), realidade virtual e aumentada, inteligência artificial (machine learning) e também da criação de aplicativos e sistemas web.

O ensino ajuda a desenvolver diversas competências e habilidades, tais como raciocínio lógico, criatividade, resolução de problemas, pensamento crítico, foco e concentração.”

Conta Marco Giroto, fundador da SuperGeeks.

Logomarca SuperGeeks
Muitas crianças que fazem este tipo de curso, já sabem, inclusive, o que pretendem fazer quando forem adultas, como é o caso de Rodrigo Lima, de 11 anos, que tem a pretensão de ser engenheiro ou programador de jogos.

“O curso vai me ajudar na programação de jogos e a construir mapas para quando eu for engenheiro.

Ele será necessário para toda a minha vida, através dele você aprende coisas que nem achava que existiam”, explica.

Logomarca com Robô SuperGeeks

O interesse é de ambos os sexos

E não são só os meninos que têm interesse nos cursos de ciência da computação.

Camily Ane, por exemplo, tem 14 anos e quer ser policial.

“Eu acho que a tecnologia e programação podem me ajudar a criar aplicativos para combater o crime e ajudar quem mais precisa”, declara.

Segundo dados publicados pela Foundation for Young Australians (FYA), 60% dos jovens estão buscando profissões que serão tomadas pela tecnologia dentro de 10 a 15 anos.

Ainda de acordo com o relatório, esses empregos terão automação tecnológica em mais de ⅔ das tarefas, o que pode deixar pelo menos 66% desses profissionais desempregados, caso eles não se renovem.

Escola infantil da SuperGeeks

Cursos oferecidos

Pioneira no ensino de programação e robótica para crianças e adolescentes do país, a SuperGeeks prepara crianças para demandas futuras para que façam parte de uma massa digital qualificada e preparada.

A rede que conta com mais de 50 unidades e mais de 5 mil alunos matriculados, oferece cursos de ciência da computação com metodologia exclusiva, o que inclui os cursos desde regulares (semestrais/anuais), extras e os denominados “QuickCodes” (com duração de um a dois meses).

 

Aos 5 anos é possível

Destinado à crianças de cinco a oito anos, o SuperKIDS, por exemplo, é um curso pré-regular que prepara melhor para os cursos Regulares da SuperGeeks.

Ele é dividido em três estágios conforme idade. Além de treinar a pronúncia e escrita do inglês e português, a criança aprende a montar e controlar robôs, desenvolver e criar jogos, experimentos científicos com aprendizado Maker e a programar, tudo isso com um material didático adequado às idades escolares e ao período de alfabetização do aluno.

 

Histórias e animações

Conta com o apoio de histórias em quadrinhos e animações em vídeo.

Também apresenta suporte à realidade aumentada, enriquecendo a experiência de manusear um material escolar.

A criança também pode optar por um dos cursos regulares, o SuperMATH, voltado para crianças a partir dos sete anos de idade, no qual é possível aprender matemática desenvolvendo e jogando o próprio game ou aplicativo. A criança aprende a programar ao mesmo tempo em que reconstrói um problema matemático em forma de algoritmo computacional. São 11 fases semestrais e em cada uma delas, os alunos aprendem os principais conteúdos de todo ano letivo escolar do currículo de matemática.

 

Mais adiantadinhos

Já a Fase-R é totalmente dedicado à robótica para crianças e adolescentes de 09 a 17 anos.

Neste curso, os alunos irão passar por toda área da robótica iniciando as primeiras fases com a criação de pequenos robôs autônomos e de competição, usando placas profissionais de prototipagem como Arduino, passando pela Internet das Coisas (IoT), e pelo desenvolvimento de Drones, até chegar às Fases mais avançadas onde os alunos aprendem a desenvolver e prototipar carros autônomos usando as mesmas tecnologias usadas nos carros autônomos reais.

Mais informações sobre os cursos estão disponíveis em http://supergeeks.com.br/cursos/ .

About Paulo Fernandes Maciel

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*