Home Dicas Working in Tech discutirá oportunidades de trabalho em TI

Working in Tech discutirá oportunidades de trabalho em TI

por Paulo Fernandes Maciel
Working in Tech

Working in Tech traz Lives” gratuias sobre futuro do TI e terá Google e Facebook como convidados

Working in Tech é dividida em nove sessões e apresenta oportunidades de trabalho no setor de TI.
Com o avanço da pandemia do Covid-19 no mundo, são cada vez mais frequentes as recomendações para que as pessoas fiquem em casa como um esforço para diminuir a velocidade da propagação do coronavírus.

Pensando nisso, a Digital Innovation One, maior ecossistema open education do Brasil para desenvolvedores de software, e o Meu Futuro Digital desenvolveram a série de bate-papos Working in Tech, criada para que, sem sair de casa, interessados e atuantes na área de tecnologia sejam apresentados às grandes oportunidades de trabalho no setor e tenham acesso a cases práticos de como é possível criar uma carreira profissional de sucesso em desenvolvimento de software.

Working in Tech

Série de bate-papos voltada a profissionais de tecnologia destaca trabalho remoto e carreira de freelancer

Composta por nove sessões, a série contará com a participação de lideranças de empresas como Google e Facebook, também de desenvolvedores de software e recrutadores de talentos de multinacionais, que compartilharão aspectos técnicos e comportamentais de processos seletivos, dando dicas de como os profissionais devem construir adequadamente um portfólio de projetos, se preparar para entrevistas e conhecerem componentes culturais de um ambiente corporativo.

De acordo com Iglá Generoso, CEO da Digital Innovation One, o COVID-19 trouxe grandes desafios para a sociedade, porém um novo mercado de tecnologia irá emergir, com maior exigência de protagonismo na aprendizagem contínua e nova cultura de trabalho, gerando uma grande janela de oportunidades.

Cenários que fizeram surgir a necessidade da websérie para abordar temas como as novas oportunidades de carreira na área de tecnologia em grandes empresas, o trabalho remoto no Brasil para empresas de outros países e a carreira de freelancer.

Working in Tech

Meu Futuro Digital

Para Marco Santos, fundador do Meu Futuro Digital, um ecossistema digital com mais de 76 empresas, institutos e entidades governamentais com o propósito de transformar o Brasil para o futuro do trabalho, esta é uma forma de incentivar os profissionais a se interessarem pela área de Tecnologia da Informação. complementa Marco Santos, fundador do Meu Futuro Digital.

“Diversas áreas da economia começam a sofrer um impacto negativo, porém há grandes oportunidades para jovens talentos que ainda estão na faculdade e pessoas de qualquer idade que desejam migrar para a carreira de desenvolvimento de software.

Por isso, unimos grandes líderes da área para discutir como aumentar a renda familiar e conquistar sonhos por meio da tecnologia”, afirma.

Práticas para desenvolvimento de soft skills

A websérie Working in Tech discutirá ainda as melhores práticas para desenvolvimento de soft skills e os aspectos fundamentais do futuro no trabalho;

Temas esses que foram abordados em Davos 2020 pelo Fórum Econômico Mundial e que são a essência para uma evolução de carreira sustentável e competitiva.

A primeira sessão da Working in Tech será realizada com transmissão ao vivo pela internet, na terça-feira, dia 31 de março, a partir das 13h e terá a participação de Regina Acher (Laboratoria), Rodrigo Akira (Google), Miro Lima (Facebook), Marco Santos (Meu Futuro Digital/GFT) e Iglá Generoso (Digital Innovation One).

Interessados em participar e receber toda a programação devem fazer a sua inscrição gratuita pelo site: https://digitalinnovation.one/projetos/working-tech.

Sobre a Digital Innovation One

Fundada em 2018, a Digital Innovation One é a primeira plataforma Open Education brasileira que tem como objetivo Democratizar o conhecimento em desenvolvimento de software e tecnologias exponenciais para acelerar a formação de mais de 5 milhões de talentos digitais, conectando-os com grandes oportunidades que potencializam o desenvolvimento socioeconômico regional.

Atualmente o ecossistema da startup conta com mais de 35 mil estudantes, 120 instituições de ensino, 20 embaixadores, 250 mentores/professores e 90 empresas conectadas por meio dos programas educacionais.

Você também pode gostar

Deixe um Comentário