Home / Artigos / #CPBSB Robôs do vale do aço não fizeram feio na campus party

#CPBSB Robôs do vale do aço não fizeram feio na campus party

Campus Party foi vitrine para equipe de robótica da Unifei Itabira, destacam os participantes.

Unifei

Estudantes da Unifei participaram da Campus Party Brasília no último fim de semana e não fizeram fei.

A equipe de robótica Drumonsters, da Universidade Federal de Itabira (Unifei), não venceu a competição de hóquei com robôs;

Da Campus Party Brasília, mas retornou a Itabira com um aprendizado grandioso das inovações que revolucionam o mercado tecnológico e vão além das salas de aulas.
Os universitários Gabriel Takaki, Hugo Assis, Camilo Lelis e Marcos Fonseca participaram de uma das maiores experiências tecnológicas do mundo;

A Campus Party, realizada na capital federal entre 14 e 18 de junho.

A mineradinha saiu da linha de robôs “porradas” para atividades esportivas diferenciadas.

A categoria robô porrada, hoje em dia é dominada pela Kimauanisso, que ganhou quase tudo em Petrópolis no início do ano.

 

E os meninos retornaram a Itabira com a certeza de que os robôs desenvolvidos na Unifei de Itabira não perdiam em nada para os rivais de equipes país afora.

“Nossos robôs estão muito equilibrados com os robôs que participaram”, conta Gabriel Takaki, que cursa Engenharia de Produção.
Na Campus, os Drumonsters disputaram o melhor desempenho em robótica;

controle das máquinas e trabalho em equipe, em competição realizada no Centro de Convenções Ulysses Guimães.

Eles foram ao evento a convite da empresa de robótica Robocore, que já conhece o trabalho do time.
Muito além da competição, o evento foi vitrine para os universitários.

“A troca de experiências foi muito grande.

Descobrimos muitas coisas novas e foi um ótimo meio de divulgação.

Puderam ver nossa equipe como uma competidora em potencial”, citou Gabriel Takaki.

O grupo corre agora atrás de patrocínios para outras competições de robótica no país.

Além do hóquei, eles desenvolveram unidades que competem em modalidades de robô trekking, seguidor de linha e futebol de robôs.

A tecnologia vai desde o controle manual até o autônomo, onde basta dar o play e a máquina faz seu trabalho sozinha.

Fonte: ROBOCORE

Assuntos relativos:

http://overbr.com.br/artigos/garotada-da-maua-detona-na-linda-petropolis-kimauanissoImagem robô tripulado

About Paulo Fernandes Maciel

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*