Funil de vendas o modo mais assertivo em negócios - OverBR
Home / Atualidades / Funil de vendas o modo mais assertivo em negócios

Funil de vendas o modo mais assertivo em negócios

Ação de Marketing e Funil de Vendas como ferramentas para o seu negócio

Oferecer um bom serviço ou produto é a chave do crescimento de todo negócio.

Mas, com a chegada da internet e as inúmeras interações entre pessoas de diferentes perfis e lugares, o mercado enxergou uma maneira de ampliar consideravelmente sua forma de atuação.

Para se tornarem conhecidas, as empresas precisaram buscar ferramentas para ganhar visibilidade na grande rede.

E é neste contexto que o marketing se tornou essencial para os mais variados negócios

Para ter o seu produto visto é necessário utilizar ferramentas mercadológicas

Com um grande número de clientes em potencial, as empresas passaram a utilizar algumas ferramentas de marketing para atrair a atenção das pessoas e também se sobressair em relação aos concorrentes.

O conjunto de técnicas digitais mais completo e eficaz para “pescar” o consumidor é o Funil de Vendas.

  várias pessoas na boca maior e menos na menor do funil de vendas

O que é o Funil de Vendas?

O Funil de Vendas é um sistema de atividades desenvolvido digitalmente com o propósito de monitorar e guiar o cliente desde o primeiro contato com o produto até a finalização do negócio.

Para desenvolver as etapas com eficiência é preciso entender todos os caminhos da jornada de compra, que compreende desde o interesse inicial do consumidor até sua decisão em pagar pelo produto.

O convencimento pode ser realizado por meio de conteúdos relevantes e com informações que realmente podem ajudar o cliente a se decidir.

Cada degrau é importante e deve ser devidamente trabalhado.

Um modelo de Funil de Vendas pode ser definido basicamente assim:

  • Visitante;
  • Lead;
  • Oportunidade;

Criação da persona

Um caminho eficaz para iniciar o Funil de Vendas é definir a persona, ou seja, a descrição do cliente para quem você pretende vender o produto.

É importante não confundir persona com público-alvo.

O primeiro é um perfil mais detalhado sobre a pessoa, já o segundo são dados mais genéricos como profissão, idade e gênero.

A vantagem da persona está no foco dado ao interesse de cada um.

No caso das vendas, a especificidade atrai muito mais o público do que a generalização, até mesmo porque existe uma quantidade absurda de informações na internet, fazendo com que os indivíduos só armazenem informações específicas, que considerem importantes.

 

Conteúdo a favor do marketing

Imagine comprar um casaco para o inverno no Rio de Janeiro.

Provavelmente um número grande de cariocas já realizou essa compra e não precisou de muita experiência para decidir.

Uma vestimenta pouco usada durante o ano em um lugar conhecido por invernos amenos e as demais estações quentes.

Porém, se o morador do Rio de Janeiro programou uma viagem para o inverno de Nova Iorque, vai precisar de outro tipo de agasalho para se proteger do frio.

Neste caso, a pessoa procura por informações mais precisas, como o rigor do inverno no local e qual tipo de casaco pode protegê-la melhor em temperaturas muito baixas.

Nos dois exemplos acima, as técnicas de marketing devem ser aplicadas para mostrar ao possível comprador que a empresa possui os artigos que ele necessita.

O que move todo o sistema é o conteúdo, considerado o combustível de todo o processo de marketing.

As práticas de conteúdo no marketing visando a captação do cliente são definidas como Inbound. Quando feito com qualidade, o consumidor é convertido naturalmente, até mesmo aqueles que não apresentavam um interesse inicial de compra.

 

Como colocar em prática?

Definida a persona e a geração de conteúdo relevante para o negócio, podemos melhor utilizar o modelo de funil de vendas.

Todo esse material é fundamental para a boa prática do esquema de vendas do funil que começa com a captação de visitantes até convertê-los a compradores.

Podemos ver todo o processo e todos os seus estímulos no esquema abaixo:

  • Topo do FunilAprendizado e descoberta

São os visitantes: o cliente ainda não sabe que é cliente.

É o seu primeiro contato com o produto e desperta interesse em pesquisar mais sobre o assunto.

 

  • Meio do Funil O reconhecimento do problema e a consideração de solução

 

Leads com entusiasmo pelo seu conteúdo:

É o momento que o consumidor é despertado para um problema ou se reconhece em uma situação que precisa usar o produto ou serviço.

Ainda busca soluções e avalia qual a melhor opção de compra.

 

  • Fundo do Funil Decisão de compra

 

Chamados de leads qualificados, estão confiantes de que o produto pode solucionar o problema.

Nesta etapa, o setor de vendas pode abordar os possíveis clientes para sanar algumas dúvidas, mais em relação aos trâmites da compra do que sobre o próprio produto.

 

É importante, no planejamento do funil de vendas, pensar no conteúdo como um atrativo, uma isca que fará seu cliente em potencial, seu visitante compartilhar suas informações pessoais com você, tornando-se lead e iniciando uma possibilidade de comunicação mais direta e duradoura, cujo objetivo é a venda.

About Paulo Fernandes Maciel

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*