Home Artigos Microsoft realiza segunda reunião do AI Industry Board

Microsoft realiza segunda reunião do AI Industry Board

por SimbiekJP

Comitê foi criado para discutir os impactos da adoção de inteligência artificial e uso responsável da tecnologia AI Industry Board. O encontro debateu oportunidades para retomada econômica no Brasil com impulso da tecnologia 

 Aconteceu em setembro a segunda reunião do AI Industry Board, fórum criado pela Microsoft em março deste ano e que tem como objetivo discutir o uso ético e responsável da Inteligência Artificial (IA) ​​com representantes de diversas empresas e organizações do país e debater quais são os desafios e oportunidades trazidos pela adoção da tecnologia.

A reunião teve como foco discutir o processo de retomada econômica, como a tecnologia pode apoiar e ser um combustível para passar por esse período desafiador e como a requalificação em habilidades voltadas às tecnologias emergentes é essencial para se beneficiar do potencial trazido por elas. 

Abertura do A reunião AI Industry Board, teve abertura da presidente da Microsoft no Brasil, Tânia Cosentino

 A reunião AI Industry Board, realizada por meio de videoconferência pelo Microsoft Teams, teve abertura da presidente da Microsoft no Brasil, Tânia Cosentino, que trouxe uma reflexão sobre as oportunidades trazidas pela IA para o mercado de trabalho do futuro, a importância da requalificação dos profissionais e qual o papel das empresas neste contexto. 

O encontro contou ainda com Luciano Ramos, gerente de Pesquisa e Consultoria do IDC Brasil, apresentando as tendências do atual cenário econômico e do uso da tecnologia.

Também estiveram presentes representantes de empresas brasileiras dos ramos de teleatendimento ao consumidor, mineração e pesquisa em tecnologia e inovação. 

Aprimorar seus processos de tomada de decisão

 Segundo análise do IDC, empresas estão buscando acelerar inovação e veem a Inteligência Artificial não só como algo para automatizar o atendimento ao cliente, mas sim como uma oportunidade de aprimorar seus processos de tomada de decisão. A pesquisa IDC COVID 19 Impact on IT Spending Survey feita em meados de junho/2020 aponta que 32% das empresas pretendem adotar agressivamente tecnologias emergentes para criar vantagem competitiva, mesmo que no meio do processo precisem começar tudo de novo.

59% delas irão investir em Analytics, IA e Machine Learning em um período de 12 a 24 meses.

As novas tecnologias também trazem a necessidade de habilidades para lidar com elas.

Nesse contexto, 42% consideram o conhecimento em Data Analytics como uma das habilidades mais importantes para a retomada econômica, e 30% acreditam que IA é uma delas.  

 “Neste estudo pudemos analisar que as companhias estão buscando tecnologias com potencial de gerar agilidade e diferencial competitivo e que a habilidade de lidar com novas tecnologias, como a IA será um diferencial importante para a retomada de seus negócios.

O AI Industry Board gerou um debate necessário para enfrentar esse período que estamos vivendo, onde pudemos analisar tendências e discutir sobre o que está sendo feito e quais podem ser os próximos passos no caminho de recuperação econômica do país”.

Disse Luciano Ramos, gerente de Pesquisa e Consultoria do IDC Brasil. 

Aceleração do processo da transformação digital

 A pandemia causada pelo novo coronavírus trouxe diversos desafios que fizeram com que muitas empresas acelerassem seu processo de transformação digital em pouco tempo.

Essa nova realidade mostrou às empresas oportunidades que podem ser geradas com o uso de tecnologias de nuvem e inteligência artificial, principalmente no aumento de produtividade e colaboração de suas equipes, tomada de decisões e em seus processos de inovação.

 Um estudo recente realizado pela consultoria americana Ducker Frontier, a pedido da Microsoft, mostrou que quanto mais a IA é adotada, mais benefícios as empresas obtêm de sua adoção. Neste cenário, as horas trabalhadas poderiam ser reduzidas, ou seja, enquanto a IA realizaria tarefas operacionais para as quais foi treinada, os profissionais poderiam dedicar seu tempo em outras atividades e na tomada de decisões.

A pesquisa revelou que em um cenário de máxima adoção de inteligência artificial, cargos de alta qualificação poderiam ter redução de até 50% nas horas trabalhadas.  

Desafios e oportunidades

 Acreditamos que a inteligência artificial tem o potencial de trazer muitos benefícios aos negócios e à sociedade. 

Nessa reunião, debatemos os desafios e oportunidades que observamos com nossa experiência e com pesquisas como a da Ducker Frontier;

buscando garantir oportunidades iguais de acesso às tecnologias para todas as pessoas e empresas.

Nossas prioridades são treinar a força de trabalho do futuro, assegurar o acesso à educação e garantir que tecnologias de ponta estejam disponíveis para todos”.

Afirma Tânia Cosentino, presidente da Microsoft Brasil. 

 O AI Industry Board é uma iniciativa que faz parte do compromisso da Microsoft de promover o uso responsável e o desenvolvimento da IA no Brasil.

O Comitê, no entanto, pertence a todas as empresas e organizações que fizeram parte deste pacto para o desenvolvimento da IA, a fim de colaborar para o progresso científico e a resolução de problemas concretos no país. 

Fonte: https://news.microsoft.com/

Você também pode gostar

Deixe um Comentário