Home / Dicas / ESET dá 12 dicas para uma navegação segura

ESET dá 12 dicas para uma navegação segura

Dia Mundial da Internet: ESET dá 12 dicas para uma navegação segura.

ESET

O recente ataque de ransomware serviu de alerta para os riscos que os internautas correm e a importância de saber como evitá-los

Maio de 2017 – Na próxima quarta-feira, 17 de maio, é comemorado o Dia Mundial da Internet, com o objetivo de promover a inclusão digital.

No entanto, a data serve também de alerta para que os usuários estejam melhores preparados para aproveitar;

Esses ambientes de forma segura, alertam os especialistas da ESET – fornecedora de soluções para segurança da informação.

“A comemoração dessa data alguns dias depois do ataque mundial de ransomware que afetou mais de 200 mil computadores;

Ao redor do mundo deve contribuir com a conscientização de usuários e empresas para os riscos associados à internet e a importância de proteger-se contra eles”;

Afirma Camillo Di Jorge, Presidente da ESET Brasil.

“Temos visto um aumento exponencial no número e na sofisticação dos ataques virtuais.

O que exige atenção redobrada dos internautas”, acrescenta.

Com o intuito de ajudar os internautas a navegarem de forma mais segura, os especialistas da ESET criaram uma lista com dicas importantes de como manter-se protegido na internet:

1. Não instale software suspeitos – mesmo plug-ins
Plug-ins de browsers são comuns, e geralmente uma forma simples de adicionar funções ao seu navegador;

Como baixar vídeos do YouTube, ou adicionar feeds de redes sociais, como o Facebook.

Mas, recentemente, diversos plug-ins maliciosos têm roubado dados de usuários;

E até utilizado os computadores das vítimas para realizar ataques.

Escolha cuidadosamente e dê preferência para empresas que você já ouviu falar, com boas avaliações dos usuários na loja de aplicativos oficial do navegador.

Pense com muito cuidado antes de instalar qualquer software, especialmente se for gratuito.
2. Bloqueie pop-ups
Nem todas as janelas pop-ups são ruins – muitas são úteis. Mas algumas são usadas para distribuir malware ou para golpes de phishing.

Configure o seu navegador para bloqueá-los por padrão, desse jeito você “inspeciona” qualquer janela pop-up que surgir e abre somente as que realmente quiser ver.
3. A web é social – mas não seja amigável demais
Aceitar solicitações de amigos para dar um impulso em um jogo no Facebook pode parecer uma boa ideia;

Mas você pode abrir uma brecha de entrada da sua vida pessoal, para pessoas que você sequer conhece. Com a nova Busca Gráfica do Facebook, seus dados privados podem ser facilmente rastreados;

Entregando, por exemplo, sua localização, seu empregador, e até seu número de telefone.

Aceitar solicitações de amizade de pessoas que você não conhece ou confia põe sua privacidade em risco. Filtre os amigos com regularidade para estar seguro.

Você também precisa rever suas configurações de privacidade regularmente.
4. Cuidado ao clicar em links nas redes sociais
Histórias curiosas e engraçadas circulam muito rapidamente no Twitter e no Facebook;

Então elas são perfeitas para que os cibercriminosos usem para enganar os desavisados.

Caso uma história pareça muito maluca para ser verdade, é bem possível que não seja.

Procure no Google, encontre uma fonte confiável e leia a partir dali.
5. Nunca atualize um player de vídeo somente para assistir a um vídeo
Uma das mais básicas medidas de segurança para usuários da Internet é garantir que programas como o Flash e o Java estejam atualizados;

Versões antigas permitem que cibercriminosos encontrem brechas para atacar o seu computador.

Mas, caso um vídeo que tenham enviado a você solicite uma atualização, não clique;

Essa é uma tática comum do crime virtual para instalar malware, inclusive com vídeos sobre notícias e celebridades.

Atualize aplicativos como o Java e o Flash a partir do painel de controle do seu computador, ou quando eles solicitarem atualização.
6. Presentes “gratuitos” online não são gratuitos
Desconfie sempre de qualquer oferta para a qual você precisa preencher dados pessoais em troca de uma chance de ganhar.

Os cibercriminosos usam esses ataques para coletar informações pessoais que podem ser usadas em crimes de roubo de identidade.
7. Seja muito cuidadoso ao acessar Wi-Fi em redes públicas
Pontos de Wi-Fi em redes públicas podem ser arriscados se você estiver acessando dados confidenciais de trabalho ou sites de banco a.

Os usuários ficam mais seguros usando uma conexão 4G do celular compartilhada com um laptop.
8. Atualize, atualize, atualize
Garanta que seu computador esteja configurado para se atualizar automaticamente sempre que possível. Acesse o painel de controle no Windows e configure o Windows Update para automático, e também atualize o seu browser regularmente;

Configure-o para atualizar sem a sua permissão, se possível.

Ao garantir que você tenha os pacotes de segurança mais atuais para corrigir brechas de segurança no seu sistema operacional e nos aplicativos, você melhora sua proteção online.
9. Assista filmes somente em sites conhecidos
Sites oferecendo filmes e séries gratuitos são conhecidos por espalhar malware;

Especialmente se eles estiverem oferecendo filmes que ainda estão no cinema.

Seja muito cuidadoso com esse tipo de conteúdo.
10. Os alertas do browser são bons, mas não infalíveis
Quando navegadores como o Chrome alertam que você está em um site perigoso, é um sinal para recuar. Habilite a Navegação Segura – ou o equivalente para o Explorer ou Safari – e você terá alertas de sites que podem disseminar um malware.

Para proteção adicional, um antivírus pode bloquear domínios e sites – algo útil para alguém que compartilha um computador.
11. Não armazene senhas no seu navegador
Uma notícia recente revelou como o Google Chrome pode exibir senhas em texto caso outro usuário tenha acesso ao computador.

Problemas também podem ocorrer simplesmente ao esquecer de deslogar ;

Então, para ter tranquilidade, limpe o histórico do browser e use um gerenciador de senhas.

Não salve senhas no seu navegador em um computador que pode ser acessado sem autenticação ou onde uma conta é compartilhada.
12. Instale soluções de segurança em todos os dispositivos
É importante que o usuário mantenha uma solução de segurança proativa instalada e atualizada em todos os dispositivos;

Que acessam a internet, o que inclui computadores, tablets e smartphones.

Para mais informações, acesse o site www.eset.com.br, o blog http://blogs.eset.com.br/laboratorio/

Ou acompanhe a ESET nas redes sociais: https://www.facebook.com/EsetBrasil e https://twitter.com/eset_brasil

Sobre a ESET
Fundada em 1992, a ESET é uma fornecedora global de soluções de segurança que provê proteção de última geração contra ameaças virtuais.

A empresa está sediada na cidade de Bratislava (Eslováquia), com centros de distribuição regionais em San Diego (Estados Unidos);

Buenos Aires (Argentina) e Singapura, e com escritórios em São Paulo (Brasil), Cidade do México (México), Praga (República Chega) e Jena (Alemanha).

A ESET conta ainda com Centros de Pesquisa em nove países e uma ampla rede de parceiros em mais de 180 localidades.

Desde 2004, a ESET opera na América Latina, a partir de Buenos Aires, onde conta com uma equipe de profissionais capacitados a responder às demandas do mercado local de forma rápida e eficiente, a partir de um Laboratório de Pesquisa focado na investigação e descoberta proativa de várias ameaças virtuais.

300x250

About Paulo Fernandes Maciel

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*