Home Noticias Plenário homenageia IBM pelos 100 anos de Brasil

Plenário homenageia IBM pelos 100 anos de Brasil

por Paulo Fernandes Maciel

Plenário do Senado homenageia IBM pelos 100 anos de Brasil;

Em sessão extraordinária ontem dia 3 de abril uma segunda feira conforme havíamos noticiado.

IBM  no Brasil

À mesa: senador Thieres Pinto (E); presidente da IBM no Brasil, Marcelo Porto; presidente da sessão, senador Wellington Fagundes; diretor do Prodasen, Alessandro Pereira de Albuquerque; representante dos funcionários da IBM Brasil, Magali Cardoso Caruso

 

O Plenário do Senado realizou sessão especial em homenagem à empresa IBM Brasil, que completa 100 anos de atuação no país.

O senador Wellington Fagundes (PR-MT), autor do requerimento que resultou na sessão especial;

Afirmou que foi uma oportunidade para reconhecer a importância da empresa para o país;

Desde quando foi contratada pelo governo brasileiro para a ajudar no censo demográfico de 1920.

Wellington afirmou que os programas de “cidadania corporativa” da IBM no Brasil “continuam transformando a vida das pessoas, no país e mundo afora”.

O senador citou como exemplo o projeto do professor Eduardo Simões;

Do Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação da Universidade de São Paulo (USP);

Que visa disseminar a robótica e a inclusão digital entre jovens brasileiros.

A IBM apoia o projeto de Simões de construção de robôs com sucatas, com o qual mostra aos jovens que é possível estudar em uma universidade pública e se tornar um cientista.

O presidente da IBM Brasil, Marcelo Porto, homenageou Valentim Bouças, o brasileiro responsável pela instalação da empresa;

Que tinha o nome de Computing Tabulating Recording Company quando chegou ao país.

Sem ele, acrescentou, o centenário da IBM no Brasil não estaria sendo comemorado.

Segundo Porto, “o clichê de que o mundo mudou não poderia ser mais apropriado para descrever as transformações pelas quais a IBM passou ao longo dessa jornada”.

O executivo observou que, em 2015, “surgiu uma nova IBM no Brasil, uma empresa que procura liderar tendências e mercados em uma nova era da computação — a era dos negócios e governos competitivos”.

O diretor da Secretaria de Tecnologia da Informação do Senado (Prodasen);

Alessandro Pereira de Albuquerque, disse que;

Mesmo com a desativação do mainframe do Prodasen, fornecido pela IBM, as “modernas soluções” da empresa, em cópias de segurança;

Servidores, virtualização e computação pessoal, ainda apoiam as atividades do Senado.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Você também pode gostar

Deixe um Comentário