Home / Artigos / O Monitoramento e segurança em TI recebe nova versão

O Monitoramento e segurança em TI recebe nova versão

Nova versão de monitoramento chega para revolucionar o controle e na segurança da informação no mercado de TI.

monitoramento

Os sócios Rodrigo Tregnago, Marc Croom, Ernani Tomedi e Félix Rasera (Foto Janquiel Mesturini / Conceitocom Brasil)

Atualizações tornam software ainda mais prático e com monitoramento nas redes e alertas em tempo real.

Ajudando empresas de informática a serem mais eficientes na terceirização de serviços

Mais fácil na visualização, mais prático, mais eficiente no controle e na segurança da informação e muito, mas muito mais rápido.

A nova versão do Monsta carrega consigo múltiplas soluções, adicionando importantes recursos para auxiliar no controle das redes de informática.

Os novos recursos aprimoram os sistemas de alertas e a visualização dos eventos em tela.

Agora, também é possível a geração de gráficos para acompanhamento em tempo real dos monitores de um determinado dispositivo, funcionalidade muito útil para empresas que possuem um NOC (Network Operations Center);

Ou terceirizam serviços de informática, instrumentalizando-as com um serviço ainda mais potente e operacional que permite atuar à distância e de forma proativa.

Genuinamente brasileiro, o software, que levou quatro anos para ser desenvolvido está operando comercialmente há dois anos;

E já atua em 15 estados brasileiros, além do Distrito Federal.

Mais funcional, ele permite analisar a situação e o desempenho dos dispositivos monitorados;

Além de identificar possíveis problemas e encontrar com agilidade a melhor situação, oferecendo ao usuário diagnósticos com retorno imediato.

Para cada item monitorado, limiares de tolerância são especificados de forma gráfica, permitindo a geração de alertas quando a qualidade estiver fora dos padrões aceitáveis.

Estes alertas garantem um diagnóstico preciso do local e da natureza do evento e sua respectiva ação de correção.

A tecnologia também pode monitorar equipamentos como nobreaks e geradores de energia para obter estimativas referentes à autonomia das baterias e evitar paradas indesejadas.

Todo em português, o Monsta monitora redes, liberando profissionais de tarefas monótonas.

Tanto para as empresas que fazem o seu próprio monitoramento como para provedores de internet ou empresas que terceirizam serviços de tecnologia da informação, o Monsta torna-se fundamental dentro da infraestrutura de TI.

O software é instalado na empresa do usuário, mas mantém uma base de alertas em nuvem.

Assim, detecta possíveis perdas de comunicação nos sistemas em funcionamento e envia avisos por meio de SMS, e-mail e, agora, através do aplicativo Telegram.

Desse modo, o usuário tem conhecimento quando o sistema de monitoramento está sem comunicação, mesmo que seu servidor esteja desligado.

A sistemática da integração com o Telegram é simples e proporciona o envio de mensagens ilimitadas e sem custo para seus usuários, sendo, inclusive, possível a criação de grupos para o envio de alertas individualizados.

Outra inovação é o modelo de visualização dos dispositivos em hierarquia.

Assim, é possível ver o estado de cada equipamento com cores em uma única tela, gerando visão total da rede monitorada, o que agiliza na identificação de problemas.

A geração de gráficos em tempo real permite acompanhar instantaneamente a disponibilidade de algum recurso que está sendo monitorado.

“Este é um recurso fundamental para empresas que fazem atendimento ao cliente remotamente.

Com esta funcionalidade, o técnico que estiver em atendimento com um usuário por telefone, por exemplo, pode passar informações imediatas e, com isso, diminuir o tempo do serviço prestado”;

Destaca Félix Rasera, diretor da Monsta Tecnologia.

Segundo ele, também foram implementadas outras ferramentas de tempo real como ping e traceroute;

De modo que o técnico não necessita mais estar conectado a um servidor para ter essas funcionalidades.

O software nasceu na Serra Gaúcha e chegou como uma revolucionária interface para ajudar empresas de todo o Brasil a crescer.

Simples e eficaz, o sistema opera com plano único anual de R$ 500;

Sem limite de equipamentos cadastrados, podendo ser testado gratuitamente por 30 dias.

Empresas como a Todeschini, uma das maiores fabricantes de móveis planejados da América Latina, já atuam com o programa.

Para o analista de Infraestrutura de TI da Todeschini, Leonardo Guisso, a aparência e o layout do programa agradaram desde o início, melhorando a cada atualização.

“O Monsta se tornou fundamental para gerir o grande parque de equipamentos da Todeschini.

O software nos atende plenamente em todos os sentidos, além de possuir custo e benefícios muito atraentes.

O que era reativo, passou a ser proativo”, pontua.

Mais informações no www.monsta.com.br.

 

monitoramento
Da garagem de casa ao mercado

A história do Monsta começou há cerca de quatro anos, quando os Especialistas em Redes de Computadores;

Ernani Tomedi e Félix Rasera e o Engenheiro Eletrônico Rodrigo Tregnago, que já trabalhavam juntos;

Tentaram utilizar ferramentas existentes de monitoramento gratuitas e esbarraram na dificuldade e complexidade de configuração, além dos elevados custos operacionais.

A dificuldade resultou em uma solução: criar um software de monitoramentos de redes IP acessível e de fácil compreensão.

Quando começaram o desenvolvimento e implementação da ideia, o grupo buscou a participação do programador inglês, Marc Croom.

Marc era conhecido do trio por ter demonstrado um estudo sobre ferramentas de gerenciamento de servidores Linux.

O Monsta nasceu como grande parte das soluções do mercado de tecnologia: em casa.

Durante os três primeiros anos de trabalho o grupo se reunia nas garagens das casas dos membros.

Por horas, estudavam e aperfeiçoavam o desenvolvimento do sistema, sem nunca deixar de acreditar no melhor resultado.

Assim que terminou essa etapa a solução foi finalmente implantada e teve enorme sucesso no processo de monitoramento do provedor próprio e de empresas clientes.

Além de aprovarem, esses primeiros parceiros, começaram a adotar a solução e indicá-la a conhecidos. Assim, o Monsta se tornou um produto comercial.

O lançamento oficial aconteceu durante o Future ISP 2017 – 2º Congresso Nacional de Provedores, que ocorreu em Olinda (PE).

Foto: Janquiel Mesturini / Conceitocom Brasil
Legenda: Os sócios Rodrigo Tregnago, Marc Croom, Ernani Tomedi e Félix Rasera

About Paulo Fernandes Maciel

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*