Home Noticias Empresa colabora com a migração de mais de 100 mil pessoas para o home office durante a pandemia

Empresa colabora com a migração de mais de 100 mil pessoas para o home office durante a pandemia

por admin

A pandemia acelerou a migração para o home office. Empresas e seus colaboradores foram obrigados a aderir ao trabalho remoto durante o isolamento. Nesse cenário, o avanço da tecnologia foi fundamental para conseguir dar conta da rotina do escritório em casa. A distribuidora Unentel colaborou com a migração de mais de 100 mil colaboradores de empresas brasileiras para a nova dinâmica de trabalho e o êxito dessas adaptações mostrou que algumas dessas mudanças podem se tornar permanentes.

Através de softwares e dispositivos que facilitam a comunicação e trazem mobilidade, como soluções para videoconferência, headsets com cancelamento de ruído e webcams de alto desempenho, a Unentel elevou a experiência no trabalho remoto dos profissionais agregando as principais soluções tecnológicas para home office disponíveis no mercado – de marcas como Poly e Logitech, empresas que já estavam um passo à frente em direção ao ambiente de trabalho do futuro.

Há pouco mais de um ano como vice-presidente executivo da Unentel, Frederico Passos, comenta que a distribuidora conseguiu resolver rapidamente a demanda urgente gerada com a dinâmica de trabalho do escritório para casa. “Realizamos grandes mudanças no nosso modelo de negócios e expandimos geograficamente nossa atuação para todo país, além de contratações de figuras de peso do mercado de TI. Este investimento refletiu na nossa atuação frente aos desafios impostos pela pandemia. De certa forma, a Unentel já estava empenhada em antecipar novas tecnologias de gestão”, afirma.

Para o futuro, o empresário acredita que as soluções de trabalho remoto continuarão sendo abarcadas por profissionais de diversos segmentos – tanto em regimes totalmente virtuais ou híbridos. De acordo com a pesquisa da Faculdade de Economia e Administração da Universidade de São Paulo (FEA-USP) em parceria com a Fundação Instituto de Administração (FIA) sobre o tema, 70% dos entrevistados disseram que gostariam de continuar trabalhando em home office mesmo depois da pandemia, mostrando que este é um segmento que verdadeiramente tende a se consolidar ainda mais.

Website: http://www.unentel.com.br/

Você também pode gostar

Deixe um Comentário