Home Noticias Doenças cardiovasculares mais perigosas nas mulheres

Doenças cardiovasculares mais perigosas nas mulheres

por admin

As doenças que atingem os vasos do coração e cérebro estão entre as principais causas de morte no mundo. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), o número de casos no Brasil é alarmante, com mais de 300 mil óbitos ao ano – e a quantidade de mulheres com doenças cardiovasculares está crescendo. A uma semana do Dia Internacional da Mulher, saiba mais sobre as doenças mais perigosas para o coração feminino e como preveni-las.

Segundo o dr. Rafael Vilanova, cardiologista do CHN, as doenças cardiovasculares que mais merecem atenção das mulheres e devem ser prevenidas ao máximo são o Infarto Agudo do Miocárdio, o Acidente Vascular Cerebral (AVC) – também conhecido como derrame – e o Tromboembolismo Pulmonar.

“As doenças cardiovasculares resultam de uma combinação de fatores de risco, que vão desde fatores genéticos, doenças como hipertensão arterial, até a adoção de hábitos danosos à saúde, como o sedentarismo e o tabagismo. Isso significa que, na prática, quanto mais fatores de risco a mulher tiver, maiores são as chances de desenvolver uma doença cardiovascular”, afirma o médico.

Para cuidar melhor do seu coração, a mulher deve, primeiro, fazer um acompanhamento frequente com o seu cardiologista, principalmente após a menopausa, período em que a mulher está mais sujeita a adoecer do coração. Ele irá realizar uma avaliação completa, com história clínica e exame físico, além de exames específicos para detectar qualquer alteração cardiovascular. Caso seja necessário, indicará o tratamento adequado. Além disso, é importante ficar de olho no estilo de vida e evitar os principais fatores de risco para as doenças cardiovasculares.

Principais fatores de risco para doenças cardiovasculares nas mulheres:

– Hipertensão arterial
– Diabetes
– Obesidade;
– Sedentarismo;
– Tabagismo;
– Excesso de bebidas alcoólicas.

É fundamental avaliar ainda se existem casos de doenças cardiovasculares na família (principalmente nos pais e irmãos). No entanto, dr. Rafael ressalta que apesar da importância dos fatores genéticos, a grande maioria das doenças cardiovasculares pode ser evitada com a adoção de hábitos saudáveis no dia a dia e um acompanhamento junto a um médico de confiança.

Para prevenir as doenças cardiovasculares é essencial que as mulheres tenham uma alimentação prioritariamente saudável, livre de alimentos processados, rica em frutas e vegetais, com menos sódio e gordura hidrogenada, pratiquem atividade física ao menos três vezes na semana, diminuam a quantidade de bebidas alcoólicas e interrompam o tabagismo.

Website: https://www.chniteroi.com.br/

Você também pode gostar

Deixe um Comentário