Home Noticias Cultura sneaker e a mudança no mercado de tênis

Cultura sneaker e a mudança no mercado de tênis

por Paulo Fernandes Maciel

O crescimento da cultura sneaker – e o que ela diz sobre o mundo atual

Nas últimas décadas, omercado de tênis conseguiu reunir transformações culturais e reunir temas diversos, como a ascensão do esporte, da cultura hip-hop, da cultura sneaker e também do luxo. O mercado cresceu substancialmente nos últimos cinco anos, progredindo a uma taxa composta de crescimento anual de 5,1%, segundo empresas de consultoria norte-americanas. E esse é um segmento que deve crescer ainda mais nos próximos anos, seguindo tendências já apontadas em diversos sites, como o SneakerBreaker.com.

cultura sneaker

Prática surgida nos anos 1980 mudou o mercado de tênis de maneira significativa

Esse é setor que envolve todo tipo de calçado: aeróbicos, tênis de corrida, tênis para caminhada e calçados esportivos. As vendas devem continuar a crescer nos próximos cinco anos devido a vários fatores, incluindo a crescente população de classe média e a demanda do consumidor por produtos de bem-estar e treino. Uma pesquisa da Grand View Research, Inc. estima que o mercado de calçados valerá 95,14 bilhões de dólares em 2025.

De acordo com números do site de notícias da indústria esportiva SportsOneSource, o mercado internacional de roupas esportivas esportivas é estimado em cerca de 55 bilhões por ano, que é aproximadamente o tamanho do PIB do Quênia, de acordo com o Financial Times.

Segmentação no mercado

Embora as empresas de esportes e moda sejam as principais proprietárias da indústria de tênis, as marcas premium, especialmente empresas de automóveis, como AUDI, BMW e Mercedes,  também podem se beneficiar com a segmentação desse público.

O público-alvo dos produtos de atletismo é principalmente a geração Y e os consumidores da Geração Z, que veem os tênis como símbolos de status. No entanto, os ricos da Geração X que cresceram com Jordan também são grandes viciados em tênis.

Mas o que significa ser alguém fissurado em tênis? Essa pessoa é conhecida como um sneakerhead. É alguém que coleciona, comercializa ou admira tênis como um hobby. Geralmente, são pessoas que conhecem todos os modelos e estudam o mercado com atenção. Os sneakerheads surgiram pela primeira vez nos EUA, mas agora são um fenômeno global.

O surgimento

A cultura sneaker surgiu mais claramente na década de 1970, quando a icônica roupa aeróbica de Farrah Fawcett inspirou as massas a comprar meias esportivas, faixas para a cabeça e tênis coloridos para a prática do esporte. Conforme os americanos começaram a correr e a se exercitar para se divertir, as roupas esportivas se tornaram mais acessíveis e modernas.

Enquanto a cultura aeróbica deu início à demanda por calçados esportivos na década de 1970, a cultura do sneakerhead realmente explodiu na década de 1980, quando a Nike assinou um acordo histórico com uma estrela emergente: Michael Jordan, que iniciava sua caminhada no basquete profissional no Chicago Bulls.

Simbolo global

O icônico tênis Air Jordan 1 preto e vermelho da Nike foi lançado em 1985 por 65 dólares. Jordan não podia usar o calçado em quadra, mas peitou as regras da NBA. Ele foi multado em 5 mil dólares, mas a Nike decidiu pagar a multa e investir no marketing do produto. No fim de 1985, Jordan foi escolhido o calouro do ano e o tênis fez um sucesso estrondoso.

Hoje, a linha Air Jordan é sinônimo de cultura de basquete e hip hop. Os Jordans tornaram-se mais do que apenas sapatos; eles são um símbolo global de status e um emblema da cultura do tênis. Em paralelo ao esporte, a cultura hip hop também possui importância fundamental na cultura sneaker.

Na década de 1980, roupas esportivas e cultura hip-hop  se encontraram quando o grupo de hip-hop Run DMC lançou sua faixa inovadora, “My Adidas”. A música foi um sucesso, não apenas porque os rappers estavam falando sobre tênis. Representou uma mudança de paradigma na moda hip hop – pela primeira vez, as roupas dos rappers refletiram o estilo das ruas e das quadras de basquete.

Cultura pop, hip hop e moda

 A ascensão das estrelas do hip-hop com tênis de marca coincidiu com a chegada da assinatura Nike Air Jordan 1 da lenda do basquete Michael Jordan e, juntos, esses fatores catalisaram um estilo de rua que os jovens de todo o mundo poderiam fazer referência.

Atualmente, empresas de mídia, incluindo GQ, Complex, HYPEBEAST e Highsnobiety, tendem a ter um alcance global e cobertura de notícias sobre tênis, além de uma ampla variedade de tópicos como cultura pop, hip hop e moda.

Essas empresas produzem conteúdo e tem estratégias exclusivas e personalizadas sobre a cultura sneaker, que incluem séries originais,  documentários, colaborações de celebridades, entrevistas e outras ofertas de conteúdo.

Veio para ficar

A cultura do tênis está longe de ser uma tendência passageira. Ao longo dos anos, colecionar tênis tornou- se um fenômeno global no qual os consumidores estão dispostos a apostar alto – gastando mais de US $ 20.000 em sapatos de edição limitada. Marcas inteligentes podem ser sábias para capitalizar a cultura do tênis, já que a indústria está prestes a crescer exponencialmente na próxima década.

Você também pode gostar

Deixe um Comentário