Home / Mídia Corporativa / Cobre: a Termomecânica traz novas ligas

Cobre: a Termomecânica traz novas ligas

Termomecanica cobre e ligas não ferrosas inicia 2018 com novas linhas de fundição em operação

cobreA Termomecanica, líder no setor de transformação de metais não ferrosos, cobre e suas ligas, inicia o ano de 2018 com duas novas linhas de fundição contínua em pleno funcionamento.

Com investimentos de R$ 20 milhões na aquisição de novos fornos, a empresa aumenta em 8% sua capacidade produtiva;

E amplia a oferta de produtos de valor agregado, como as ligas especiais consumidas principalmente pelo mercado externo

Leia também: Termomecanica acelera produção de alumínio

 

Para atender ao mercado internacional, especialmente no que diz respeito às ligas especiais;

A Termomecanica inicia o ano com duas novas linhas de fundição contínua em pleno funcionamento.

Instaladas na unidade I, em São Bernardo do Campo (SP), permitirão elevar a capacidade produtiva da unidade para até 190 mil toneladas por ano.

Os investimentos da ordem de R$ 20 milhões foram destinados à aquisição dos fornos e infraestrutura de instalação.

 

“Acreditamos na importância de seguir inovando para ampliar as oportunidades e ofertar produtos de valor agregado para os nossos clientes.

Dentro deste contexto, são cruciais os investimentos, sobretudo, em tecnologia que proporcionam adequação dos custos, melhoria contínua da qualidade e das condições de trabalho”;

Explica Luiz Henrique Caveagna, Diretor de Operações Industriais da Termomecanica.

 

Exportações cobre e alumíno

 

As exportações têm conquistado representatividade nos negócios da empresa ao longo dos últimos anos;

E o mercado americano é hoje um grande consumidor das ligas especiais, cuja fabricação poderá ser impulsionada por esses investimentos.

O índice tem evoluído acima de dois dígitos anualmente:

Em 2016, o volume vendido para o mercado externo foi 13% superior ao de 2015 e, em 2017, cujo resultado ainda não foi contabilizado, o crescimento deve ficar em torno de 20%.

 

Uma dessas linhas de fundição foca na produção de ligas de latão binário, compostas de Cobre e Zinco;

Com aplicações que vão desde terminais elétricos para o segmento automotivo, passando por peças que sofrerão repuxos e estampagem mais leves, até processos mais exigentes que necessitam de deformações severas.

Conectores elétricos de alta resistência e maleabilidade para uso em telefonia “crimpagem” e eletro eletrônica em geral.

Já a segunda linha de fornos é dedicada às ligas especiais de Bronze com Fósforo e latão com Chumbo;

Que são altamente aplicáveis na fabricação de terminais que necessitam de resistência a movimentos repetitivos.

Além disso, a nova estrutura também beneficiará a produção de chapas e tiras laminadas.

A Termomecânica ainda se coloca como uma das principais laminadoras de cobre voltados à refrigeração e ar condicionado HVAC do BrasiL.

 

Leia também: ABRAVA faz regulação em aquecimento e ar condicionado

 

Sobre a Termomecanica

Uma das resistentes empresas representativas da indústria de base do Brasil

A Termomecanica, uma das maiores indústrias privadas brasileiras, é líder no setor de transformação de metais não ferrosos, cobre e suas ligas em produtos semielaborados e produtos acabados.

Recentemente, passou a fabricar também produtos em Alumínio.

Fundada em 1942, com um capital de 200 dólares, pelo engenheiro Salvador Arena, é altamente capitalizada, com um patrimônio líquido avaliado em mais de 800 milhões de dólares.

A empresa mantém programas de constante modernização e expansão, que definem sua tradicional estratégia de reinvestimento de lucros.

A Termomecanica e demais empresas que compõem a divisão de semielaborados do grupo contam com cerca de 1.900 empregados;

Quatro fábricas no Brasil (três em São Bernardo do Campo – SP e uma em Manaus – AM);

Uma no Chile (Santiago) e uma na Argentina (Tortuguitas, na Grande Buenos Aires);

Além de dois Centros de Distribuição no Brasil, (São Bernardo do Campo – SP e Joinville – SC).

 

Em 2017, a Termomecanica foi reconhecida como a melhor empresa na categoria Metalurgia, Mineração e Siderurgia;

E posicionada em 399º na classificação geral do Anuário As Melhores da Dinheiro; e no ranking Valor 1000 teve seu índice de liquidez pontuado em 15,67.

Além disso, mais uma vez figurou entre as “Maiores e Melhores” da Revista Exame;

Sendo uma das poucas empresas que integram a lista desde a sua primeira publicação, em 1974.

Saiba mais sobre a Termomecânica em: https://www.termomecanica.com.br/

About Paulo Fernandes Maciel

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*