Home Fotografia Seis exercícios para melhorar sua fotografia

Seis exercícios para melhorar sua fotografia

por Plantão da Redação

Quando o assunto é dica, macete e tutoriais, a equipe do site Photoventure manda muito bem e vira e mexe acaba publicando um bom artigo ou tutorial, desta vez, o pessoal selecionou seis exercícios importantes para ajudar aos fotógrafos e amantes desta arte a melhorarem suas fotografias.

De enorme valia e vale cada parágrafo. Confira:

1. Modos de medição

Spot-meter

Os sistemas de medição (matricial, ponderado-central ou pontual) são ótimos para o uso geral, mas não são 100% infalíveis. Cenas com a iluminação muito clara ou escura podem enganar os medidores. Por isso, é importante saber quando usar cada um e como eles afetam sua fotografia. Uma boa alternativa, por exemplo, é mudar a medição para pontual.

Nesse modo, você fica no controle de onde a câmera está medindo, o que ajuda a compreender melhor a faixa tonal de uma cena. A medição pontual permite medir a partir de uma pequena parte da cena e sugere configurações de exposição que vão resultar num tom médio. Para isso, é necessário que você tenha cuidado com o posicionamento do alvo e estude a cena para decidir qual a melhor área para começar os cliques.

Outra dica é combinar a medição pontual com a função AE LOCK, porque isso irá corrigir as configurações de exposição após a medição.

 

2. Preste atenção no histograma

foodapp_9.JPG

Assim como os níveis de exposição em programas de edição de imagem, como o Adobe Photoshop ou o Lightroom, a visualização do histograma de uma câmera é um gráfico que representa o brilho dos pixels que compõem uma imagem.

A escala vai de preto, com uma leitura de luminosidade zero do lado esquerdo, ao branco, com uma leitura de 255 no lado direito. Os picos no histograma indicam o número de pixels com esse brilho e um grande pico significa que muitos pixels têm esse brilho.

Uma cena com exposição ideal tem um histograma com uma distribuição chamada “normal”, com um pico no meio e apenas alguns pixels muito brilhantes e muito escuros. Prestar atenção no histograma após cada clique fará você entender melhor a distribuição de brilho de uma imagem.

 

3. Use lentes fixas sempre que possível

prime_2.tif

Usar uma lente fixa evita que você se distraia com o zoom. Em vez disso, você anda até o objeto, observa-o pelo visor ou se desloca para encontrar um novo ponto de vista para fotografar.

Fazer isso faz com que você explore o assunto de forma mais detalhada e tenha uma melhor compreensão do ângulo de visão da lente.

 

4. Defina um balanço de branco específico

exercises4

Os sistemas de balanço de branco automáticos modernos são extremamente capazes, mas isso nem sempre é uma coisa boa, porque pode significar que você fotografa apenas em tons neutros.

A dica é se livrar do balanço automático e predefinir um valor apropriado para cada condição de iluminação.

 

5. Use o modo de exposição manual

DCM123.shoot_basics.manual 6a83e55eedcc41b9b62951fe37780201

Usar o modo de exposição manual coloca você no comando e o faz estudar o brilho de um tema e o que está ao redor.

Isso também significa que você tem que considerar tanto a profundidade de campo e se quer congelar ou borrar o movimento.

 

6. Publique uma foto por dia

exercises6

Tirar ao menos uma foto por dia e publicá-la vai incentivar a sua criatividade, aprimorar seu olhar crítico e explorar novas áreas e técnicas de fotografia.

 

Você também pode gostar

Deixe um Comentário