Home / Atualidades / A Bienal de Arte Digital segue com exposições abertas

A Bienal de Arte Digital segue com exposições abertas

As Exposições da Bienal de Arte Digital seguem abertas até o dia 18 de março, no Centro Cultural Oi Futuro.

Bienal de Arte Digital

Bienal de Arte Digital “Espelho Sonoro” (Foto: Gustavo Baxter/Alicate)

O Evento exibe obras nacionais e internacionais com o tema linguagens híbridas, fundindo os universos de arte e tecnologia.
A primeira edição da Bienal de Arte Digital, no Centro Cultural Oi Futuro;

Reúne obras de arte tecnológica de artistas nacionais e internacionais, todas selecionadas sob o tema linguagens híbridas.

Exposições inovadoras, como “Caravel”, escultura cinética do artista-cientista brasileiro Ivan Henriques que é capaz;

De extrair energia do metabolismo de bactérias anaeróbicas em um processo que também é capaz de filtrar águas poluídas, permanecem no local até 18 de março.

Depois disso, a Bienal segue para Belo Horizonte, onde a programação ocorrerá entre os dias 26 de março e 29 de abril no Conjunto Moderno Da Pampulha.

No Museu de Arte da Pampulha (MAP).

Contando com patrocínio da Oi, Cemig, Accor Hotels, Mastermaq, Belotour e apoio cultural Oi Futuro e Conjunto Moderno da Pampulha.

Leia também:

“Caravel” na Bienal de Arte Digital no Rio

Regulamento da XX Bienal de Arte Fotográfica Brasileira em Cores
“O discurso da Bienal e as questões debatidas por ela são completamente atuais.

Acho importante e relevante nossa sociedade poder ver este tipo de trabalho porque a arte tem esse fator de instigar, aproximar, trazer curiosidade e sentimentos.”

Afirma Ivan, que desenvolveu a bioarte “Caravel” em parceria com a Universidade de Gante, na Bélgica;

E contou com o apoio do Instituto Nacional de Tecnologia (INT) para cultivar no Rio de Janeiro a bactéria necessária para a exposição.
Entre as artes expostas está “Espelho Sonoro”, desenvolvido pelo brasileiro Rodrigo Ramos.

Que pretende recriar o equipamento utilizado por soldados na Primeira Guerra Mundial para captar o som;

De aproximação de exércitos adversários, mas com o intuito de fazer o público perceber com clareza os sons do cotidiano que passam despercebidos.

Já o artista curitibano Jack Holmer traz pela primeira vez ao Brasil o seu “Manifesto Contra a Gravidade”;

Após apresentações nos Estados Unidos e em Israel.

Trata-se de robôs de impressão 3D elaborados para flutuar e se movimentar de acordo com a aproximação do público, desafiando as leis da física.
“Quando temos essa junção de artistas do mundo inteiro, como ocorre aqui na Bienal de Arte Digital;

Mostramos que os pontos de pesquisa, apesar de estarmos trabalhando com engenharia, matemática, ciência e poética, eles são os mesmos pontos da arte contemporânea.”

Analisa Jack Holmer, que também é professor de Poéticas Tecnológicas na Unespar/Escola de Música e Belas Artes do Paraná.
Entre as exposições internacionais estão “Bloques Erráticos”, do chileno e diretor da Universidad de Chile Daniel Cruz;

Obra realizada somente com garrafas de água e iluminação que exibe um poema em prol da preservação das geleiras;

E “Langpath”, do espanhol Sóliman Lopez, estrutura que capta os movimentos do expectador e busca mostrar a velocidade com que os dados chegam a outros servidores ao redor do mundo.
“Com o Langpath busco mostrar como o mundo digital está trabalhando por trás do que vemos e quão grande é o esforço para manter nossa nova cultura e nosso ambiente digital de comunicação”, explica Lopez, da Escuela Superior de Arte y Tecnologia de Valencia, na Espanha.
A proposta da Bienal é se tornar uma agenda nacional de arte digital e mostrar a cada dois anos obras e exposições que reflitam temas sociais importantes, evidenciando que a arte possibilita à tecnologia exibir suas experiências sociais.

Após sua estreia no Rio, a Bienal segue para Belo Horizonte.

Onde a programação ocorrerá entre os dias 26 de março e 29 de abril;

No Conjunto Moderno Da Pampulha – Museu de Arte da Pampulha (MAP), com patrocínio da Oi e apoio cultural do Oi Futuro.

Lopez e o “Langpath” (Foto: Gustavo Baxter/Alicate)

Bienal de Arte Digital

Bienal de Arte Digital “Espelho Sonoro” (Foto: Gustavo Baxter/Alicate)

Sobre o tema

As configurações atuais da Arte Tecnológica têm se fundido com a vida contemporânea, num processo viral de trocas incessantes entre o mundo real e o simulado.

Criam-se trabalhos híbridos, nos quais o digital e o analógico, o natural e o artificial, o real e o virtual, se atravessam.

A tecnologia passou a ser vista como um fator constitutivo da vida humana  e com a biotecnologia, a própria vida.

As pesquisas científicas são reapropriadas e se transformam em linguagens artísticas;

Através do uso da interatividade, virtualidade, sistemas híbridos e imersão.
Nesta edição especial do FAD o objetivo será exibir trabalhos e conceitos através dos quais as transformações;

Ao longo do tempo, dos processos digitais na vida, na criatividade e na sociedade através da arte e da comunicação;

Criam experiências por meio das hibridações imersivas aos visitantes.

Bienal de Arte Digital

Bienal de Arte Digital Lopez e o “Langpath” (Foto: Gustavo Baxter/Alicate)

Apoios e patrocínios:

Sobre a Oi Futuro
O Oi Futuro promove, apoia e desenvolve ações inovadoras e colaborativas para melhorar a vida das pessoas e da sociedade.

Com a atuação nas frentes de Educação, Cultura, Inovação Social e Esporte.

O instituto acelera iniciativas que potencializam o desenvolvimento pessoal e coletivo, fomentam experimentações de inovação e estimulam conexões.
Na Educação, o Oi Futuro investe em modelos inovadores para inspirar novas formas de aprender e ensinar com o NAVE (Núcleo Avançado em Educação);

Que forma jovens para as economias digital e criativa, com foco na produção de games, aplicativos e produtos audiovisuais.

O programa, desenvolvido em parceria com as Secretarias de Estado de Educação do Rio de Janeiro e Pernambuco, oferece ensino médio integrado.

Além de obter formação voltada para a indústria criativa e digital, os estudantes do NAVE são incentivados a desenvolver o espírito empreendedor e a estabelecer suas primeiras conexões profissionais, por meio de projetos e eventos de integração com o mercado de inovação.

 

Centro cultural

Na área Cultural, o instituto atua como um catalisador criativo, impulsionando pessoas através das artes;

Estimulando a produção colaborativa e promovendo o acesso à cultura na era digital.

O Oi Futuro mantém um centro cultural no Rio de Janeiro;

Com uma programação que valoriza a produção de vanguarda e a convergência entre arte contemporânea e tecnologia;

E realiza o Programa Oi de Patrocínios Culturais Incentivados, que seleciona projetos em todas as regiões do país por meio de edital público.

O Instituto também faz a gestão do Museu das Telecomunicações e sua Reserva Técnica;

Pioneiro no uso da interatividade no Brasil, e do LabSonica, laboratório de experimentação sonora.

Também no Rio, o Oi Futuro mantém a Oi Kabum!, escola de arte e tecnologia onde está abrigado o Lab.IU, Laboratório de Intervenção Urbana.
Na Inovação Social, o Oi Futuro mantém o Labora, laboratório voltado para soluções inovadoras e de impacto para as cidades e a gestão cultural.

O Labora é um ambiente de conexão, aprendizagem e criação para organizações e empreendedores;

Comprometidos com a transformação de impacto e oferece programas de incubação e aceleração;

Para projetos e negócios sociais em diferentes fases de maturação e perfil empreendedor.

O Oi Futuro também aposta em projetos esportivos que conectem pessoas e promovam a inclusão e a cidadania.

Sobre a Cemig

A Cemig, comprometida com a sociedade e com os públicos que interage;

É uma grande incentivadora da cultura por acreditar no poder transformador da arte.

Investe permanentemente para fortalecimento dos setores cultural, esportivo educacional e social.
A Cemig é a maior empresa integrada do setor de energia elétrica do País;

Sendo o maior grupo distribuidor, responsável pela operação de mais de 530 mil quilômetros de linhas de distribuição.

É ainda o maior grupo transmissor e o terceiro maior grupo gerador, com uma capacidade instalada de 8,5 GW.

Vale destacar que a concessionária foi selecionada, pela 17ª vez consecutiva;

Para compor a carteira do Índice Dow Jones de Sustentabilidade no período 2016/2017;

Mantendo-se como a única companhia do setor elétrico da América Latina a fazer parte do índice desde a sua criação, em 1999.
A companhia está presente em 22 Estados e no Distrito Federal e conta com mais de;

127 mil acionistas em 44 países e ações negociadas nas Bolsas de Valores de Nova York, Madri e São Paulo.

AccorHotels

AccorHotels é um líder mundial em viagens e estilo de vida e inovador digital oferecendo experiências únicas em mais de:

4.200 hotéis, resorts e residências, bem como em mais de 10.000 das melhores casas particulares em todo o mundo.

Beneficiando-se da experiência como investidor e operador, a AccorHotels opera em 95 países.
Sua carteira inclui marcas de luxo de renome internacional, incluindo:

Raffles, Sofitel Legend, SO Sofitel, Sofitel, Fairmont, onefinestay, MGallery by Sofitel, Pullman e Swissôtel;

Bem como o popular midscale e marcas boutique como 25hours, Novotel, Mercure, Mama Shelter e Adagio;

As reconhecidas marcas econômicas incluindo JO&JOE, ibis, ibis Styles, ibis budget e as marcas regionais Grand Mercure, The Sebel e hotelF1.

A AccorHotels também oferece serviços inovadores durante toda a experiência do viajante;

Sobretudo pela recente aquisição do John Paul, líder mundial em serviços de concierge.
Com uma coleção incomparável de marcas e uma rica história que se estende por quase cinco décadas;

A AccorHotels, juntamente com sua equipe global de mais de 250.000;

Homens e mulheres dedicados, tem uma missão intencional e sincera de fazer com que cada hóspede se sinta bem-vindo.

 

Programas de fidelidade

 

Os hóspedes têm acesso a um dos programas de fidelidade mais gratificantes do mundo – Le Club AccorHotels.
A AccorHotels está ativa nas suas comunidades locais e comprometida com o desenvolvimento sustentável e a solidariedade através do PLANET 21;

Um programa abrangente que reúne funcionários, clientes e parceiros para impulsionar o crescimento sustentável.

A Accor SA está cotada em bolsa com ações negociadas na Euronext Paris e no mercado OTC nos Estados Unidos.
Para mais informações e reservas, visite accorhotels-group.com ou accorhotels.com.

Ou torne-se fã e siga-nos no Twitter e Facebook.

Mastermaq

A Mastermaq Software é uma empresa 100% brasileira.

Com 25 anos de experiência, 500 colaboradores diretos;

E está presente no dia a dia de mais de 100.000 usuários em todo território nacional;

Oferecendo soluções que transformam a contabilidade em fator de sucesso para o empreendedor brasileiro.

Mais informações sobre a Bienal de Arte Digital em: www.bienalartedigital.com

About Paulo Fernandes Maciel

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*