Home Ecoverde Unilever, Microsoft, Brooks, Neste e ITV estão entre 13 empresas adicionais a aderir ao The Climate Pledge

Unilever, Microsoft, Brooks, Neste e ITV estão entre 13 empresas adicionais a aderir ao The Climate Pledge

por admin

Hoje, a Amazon (NASDAQ: AMZN) e a Global Optimism anunciaram que 13 novos signatários — Atos, Brooks, Canary Wharf Group, Coca-Cola European Partners, ERM, Groupe SEB France, Harbour Air, ITV, Microsoft, Neste, Rubicon, Unilever e Vaude — se juntaram ao The Climate Pledge, um compromisso para eliminar as emissões de carbono até 2040, uma década antes da meta do Acordo de Paris de 2050.

Os signatários do The Climate Pledge concordam em:

  • Medir e informar regularmente as emissões de gases de efeito estufa;
  • Implementar estratégias de descarbonização alinhadas ao Acordo de Paris por meio de mudanças e inovações reais nos negócios, incluindo melhorias de eficiência, energia renovável, redução de materiais e outras estratégias de eliminação de emissões de carbono;
  • Neutralizar as emissões restantes com compensações adicionais, quantificáveis, reais, permanentes e socialmente benéficas para atingir zero emissões anuais de carbono até 2040.

“No ano passado, a Amazon e a Global Optimism fundaram em conjunto o The Climate Pledge para incentivar empresas a atingirem as metas do Acordo de Paris dez anos mais cedo. Hoje, temos notícias animadoras: outras 13 empresas, incluindo Unilever e Microsoft, estão aderindo a esse compromisso de enfrentar em conjunto as mudanças climáticas e salvar o planeta para as gerações futuras”, disse Jeff Bezos, fundador e CEO da Amazon. “Existem agora 31 empresas de todo o mundo que assinaram o The Climate Pledge e, coletivamente, estamos enviando um importante sinal ao mercado de que há uma demanda significativa e crescente por tecnologias que possam nos ajudar a construir uma economia sem carbono.”

Atos

Como líder em serviços digitais seguros e descarbonizados, a Atos assumiu a missão de abrir o caminho para uma economia sustentável e neutra em carbono por meio de inovações tecnológicas. Comprometida em reduzir sua pegada ambiental e ajudar as empresas a ter sucesso em suas ambições climáticas, a Atos usa soluções digitais dedicadas e habilidades altamente especializadas para oferecer uma das abordagens mais abrangentes de descarbonização do mercado. Este ano, a Atos anunciou seu compromisso de eliminar as emissões de carbono até 2035 nas emissões de escopos 1, 2 e 3, estabelecendo os mais altos padrões de descarbonização para a indústria e acelerando seu programa ambiental de uma década.

“Como um parceiro confiável de transformação e inovação, é nossa responsabilidade usar nosso conjunto exclusivo de recursos para enfrentar a emergência da mudança climática e permitir que outros façam o mesmo, começando com nosso ecossistema”, disse Elie Girard, CEO da Atos.

Brooks

O compromisso da Brooks com a sustentabilidade se estende por uma década, e a marca de corrida de alto desempenho recentemente adotou um roteiro para reduzir as emissões de carbono de escopo 1, 2 e 3 em conformidade com a ciência do clima e para eliminar as emissões de carbono até 2040.

“Vivemos, trabalhamos e praticamos esportes como parte de uma comunidade global. O planeta é a nossa casa. E como mais de 150 milhões de pessoas em todo o mundo correm ao ar livre, é fundamental cuidarmos disso”, disse Jim Weber, CEO da Brooks. “À medida que criamos novos equipamentos e administramos nossos negócios globais, buscamos minimizar nosso impacto ambiental, criar mudanças sociais positivas e ser transparentes sobre as áreas em que podemos atuar melhor. Temos muito orgulho de ser a primeira marca esportiva a se juntar ao The Climate Pledge. Essas parcerias serão essenciais para alcançar nossos objetivos ambiciosos.”

Canary Wharf Group

O Canary Wharf Group (CWG) é responsável pelo maior projeto de revitalização urbana da Europa em Londres e entregou um dos maiores portfólios com certificação ambiental do Reino Unido, com mais de 10 milhões de pés quadrados de edifícios certificados de forma sustentável até o momento. Como parte de seu compromisso com o The Climate Pledge, o CWG lançou seu plano para eliminar emissões de carbono, estabelecendo etapas tangíveis para melhorar a eficiência energética e reduzir as emissões, a fim de atingir a meta de zero emissões até 2030.

“Lidar com as mudanças climáticas é um desafio urgente que todos enfrentamos, e o setor imobiliário tem um papel crítico a desempenhar. Canary Wharf funciona com eletricidade 100% renovável desde 2012, mas há mais a fazer”, disse Shobi Khan, CEO do Canary Wharf Group. “Estamos comprometidos em eliminar o carbono até 2030 e trabalharemos com nossos inquilinos e fornecedores na próxima década para melhorar a eficiência energética e reduzir as emissões, apoiando a transição global. Estamos comprometidos em reduzir nossas emissões de carbono para zero até 2030, trabalhando em conjunto com nossos inquilinos e fornecedores para tornar isso uma realidade. Juntar-se ao The Climate Pledge é o reconhecimento desse compromisso.”

Coca-Cola European Partners

A Coca-Cola European Partners (CCEP) aspira obter carbono líquido zero até 2040 em toda a sua cadeia de valor e reduzirá suas emissões absolutas de gases de efeito estufa em 30% até 2030, em alinhamento com a meta de 1,5 °C e a Iniciativa de Metas Baseadas em Ciência. A CCEP já reduziu suas emissões em sua cadeia de valor em 30,5% desde 2010, passando a usar energia elétrica 100% renovável com o apoio da RE100; reduzindo a intensidade energética de sua frota de equipamentos para bebidas frias em 60% desde 2010; e reduzindo em um terço o uso de plásticoàbase de óleo virgem em suas garrafas PET.

“Estamos comprometidos em fazer a nossa parte nos esforços globais para enfrentar a crise climática, reduzindo as emissões absolutas de gases de efeito estufa em nossa cadeia de valor”, disse Damian Gammell, CEO da CCEP. “Pretendemos fazer isso enquanto continuamos descarbonizando nosso próprio negócio sempre que possível e encorajando nossos fornecedores a definir suas próprias metas baseadas na ciência e usar energia elétrica 100% renovável até 2023. É um grande prazer aderir ao The Climate Pledge e acelerar nossa ambição de obter carbono líquido zero até 2040.”

ERM

A ERM trabalha com empresas em todo o mundo para ajudá-las a identificar e lidar com riscos e oportunidades climáticos críticos. A ampla experiência da ERM em ciência, política e economia do clima, juntamente com sua expertise digital, proporciona a seus clientes as ferramentas e os insights necessários para navegar nas complexidades da transição para um futuro de baixo carbono. A ERM também está perfeitamente ciente de sua responsabilidade de reduzir sua própria pegada por meio de uma melhor gestão de energia, por isso mudou para energia renovável e está buscando abordagens confiáveis para compensar as emissões provenientes de viagens.

“A sustentabilidade na ERM é um compromisso em apoiar o desenvolvimento socioeconômico que atenda às necessidades do presente sem comprometer a capacidade das gerações futuras de atender às suas próprias necessidades”, disse Keryn James, CEO da ERM. “O risco relacionado ao clima é uma questão de negócios que tem impacto direto na saúde financeira, reputação e capacidade de atrair e reter talentos da ERM. Como empresa líder em consultoria de sustentabilidade global, nosso objetivo é moldar um futuro sustentável em conjunto com as organizações líderes globais e estamos orgulhosos de nos juntar ao The Climate Pledge e redobrar nossos esforços para alcançar a neutralização de carbono em nossas operações.”

Groupe SEB France

Ciente de sua responsabilidade de criar um planeta mais sustentável, o Groupe SEB France está empenhado em reduzir os impactos ambientais decorrentes de suas atividades comerciais. Desde que estabeleceu seus primeiros compromissos ambientais, o Groupe SEB France registrou uma redução de 21% na energia utilizada em suas instalações industriais e logísticas, superou seu objetivo de reciclagem com o uso de 35% de materiais reciclados em seus produtos e embalagens, e superou sua meta de redução das emissões de carbono relacionadasàlogística, com redução de 33% por unidade vendida.

“Nossas principais ambições são intensificar a inovação para orientar nosso modelo de negócios em direção a uma economia mais circular e continuar combatendo as mudanças climáticas”, disse Richard Joaristi, gerente-geral do Groupe SEB France. “Estamos entusiasmados em aderir ao The Climate Pledge enquanto continuamos nossa jornada para atingir o carbono líquido zero até 2040.”

Harbour Air

Considerada uma das empresas mais bem administradas do Canadá por 11 anos consecutivos, a Harbour Air tem calculado e compensado sua pegada de carbono por mais de uma década. Em 2007, a companhia aérea regional se tornou a primeira e única companhia aérea neutra em carbono do mundo. Desde então, a Harbour Air compensou 100% de suas emissões associadas ao uso de combustível para hidroaviões e operações corporativas. No ano passado, a Harbour Air levou seu compromisso com a sustentabilidade mais adiante e, em 10 de dezembro de 2019, a companhia aérea converteu e realizou com sucesso o primeiro voo de uma aeronave comercial totalmente elétrica do mundo. O ePlane agora está sendo certificado e aprovado pela Administração Federal de Aviação dos Estados Unidos (FAA) e pela Transport Canada – uma etapa importante para a meta da Harbour Air de se tornar a primeira companhia aérea comercial totalmente elétrica.

“Ser uma empresa sustentável e responsável não está apenas incorporado em nossos valores organizacionais, mas, acredito, é vital para nosso sucesso na comunidade”, disse Greg McDougall, fundador e CEO da Harbour Air. “Como a primeira e única companhia aérea neutra em carbono do mundo, temos orgulho de nossa liderança no setor em relaçãoàsustentabilidade. Esperamos nos juntaràcomunidade do The Climate Pledge e apoiar outras organizações e líderes da indústria, como Amazon, Global Optimism e outros signatários, para alcançar o carbono líquido zero até 2040.”

ITV

ITV, a empresa de televisão do Reino Unido, acredita que a TV tem um papel importante a desempenhar não apenas na redução das emissões de carbono, mas também na mudança de cultura e na criação de um novo normal. A ITV se comprometeu a se tornar zero carbono em operações, produções e viagens de negócios até 2030. A estratégia da empresa para alcançar emissões líquidas zero é reduzir seu impacto para que seja o mais próximo possível de zero, de acordo com as últimas orientações das ciências climáticas. A empresa também irá capturar as emissões que absolutamente não pode reduzir por meio do plantio de árvores verificado por terceiros e de projetos de carbono azul de compensação.

“Enfrentar as mudanças climáticas é um dos maiores desafios que enfrentaremos em nossas vidas. Os efeitos das mudanças climáticas já começaram e a hora de agir é agora”, disse Carolyn McCall, CEO da ITV. “A escala da mudança necessária exige que todos nós, empresas, governos e cidadãos trabalhemos de forma colaborativa e ambiciosa. Com um alcance mensal de mais de 50 milhões de pessoas, acreditamos que a ITV tem um papel fundamental a desempenhar; não apenas reduzindo nossas próprias emissões, mas mudando a cultura e criando o novo normal. A ITV tem orgulho de ser signatária do The Climate Pledge.”

Microsoft

Em janeiro, a Microsoft se comprometeu a ser negativa em carbono até 2030 e remover do meio ambiente todo o carbono emitido diretamente ou por consumo elétrico até 2050. A empresa é neutra em carbono desde 2012 e está comprometida em promover o desenvolvimento sustentável e práticas comerciais de baixo carbono em todo o mundo por meio de suas tecnologias habilitadas para nuvem. Para cumprir os compromissos ambiciosos da empresa e ajudar parceiros e clientes a cumprirem seus próprios objetivos climáticos, a colaboração é fundamental e um dos principais motivos pelos quais a Microsoft está assinando o The Climate Pledge.

“Nenhuma empresa ou organização pode lidar de forma significativa com a crise climática por conta própria. Serão necessárias abordagens agressivas, novas tecnologias inovadoras e forte compromisso com a colaboração entre as indústrias e setores econômicos”, disse Lucas Joppa, diretor de meio ambiente da Microsoft. “Juntando-nosàcomunidade The Climate Pledge e trabalhando juntos, seremos capazes de enfrentar coletivamente o desafio e reduzir nossas emissões para que possamos progredir em direção a um futuro zero líquido.”

Neste

Neste, líder global em soluções renováveis e circulares, é a primeira grande empresa de energia a assinar o The Climate Pledge. Há 15 anos, a Neste decidiu se transformar de uma empresa de petróleo em uma empresa de produtos renováveis. Desde então, a Neste tem sido consistentemente reconhecida por sua liderança pioneira em sustentabilidade. A empresa foi incluída nos Índices de Sustentabilidade Dow Jones por 14 anos consecutivos e ficou três anos entre os três primeiros da lista Global 100 das empresas mais sustentáveis do mundo pela Corporate Knights. Continuando sua jornada, a Neste estabeleceu dois ambiciosos compromissos climáticos: reduzir as emissões de gases de efeito estufa dos clientes em pelo menos 20 milhões de toneladas por ano até 2030 e alcançar uma produção neutra em carbono até 2035. Esses objetivos são impulsionados pelo propósito da Neste de criar um planeta mais saudável para nossas crianças.

“A crise climática é um dos maiores desafios de nossos tempos”, disse Peter Vanacker, presidente e CEO da Neste. “Ela não se resolverá com uma única solução, mas com a utilização de todas as soluções disponíveis e inovação para a criação de novas. Este é um trabalho em equipe. Ao aderir ao The Climate Pledge, reforçamos nosso compromisso com a sustentabilidade e, com entusiasmo, nos associamos a uma comunidade que compartilhará conhecimento, ideias e melhores práticas. Estamos ansiosos para trabalhar em conjunto nesta importante missão.”

Rubicon

A Rubicon é uma empresa de software que fornece soluções inteligentes de resíduos e reciclagem para empresas e governos em todo o mundo. Usando a tecnologia para impulsionar a inovação ambiental, eles ajudam as empresas a se tornarem mais sustentáveis e bairros a se tornarem lugares mais verdes e inteligentes para se viver e trabalhar. Por meio do projeto e implementação de soluções circulares, que desviam os resíduos de aterros, eles ajudam seus parceiros a reduzir as emissões de gases de efeito estufa e a criar um mundo mais sustentável. A missão da Rubicon é acabar com o desperdício, ajudando seus parceiros a encontrar valor econômico em seus fluxos de resíduos e executar com confiança seus objetivos de sustentabilidade.

“Acreditamos que a mudança climática está entre as questões mais urgentes que o mundo enfrenta atualmente, o que torna nossa adesão ao The Climate Pledge um momento decisivo para a Rubicon. É a nossa declaração de aliança na luta contra as mudanças climáticas e uma reafirmação da missão da nossa empresa de eliminar o desperdício”, disse David Rachelson, diretor de sustentabilidade da Rubicon. “Todos os dias, nossa equipe trabalha incansavelmente ao lado de nossos clientes para reduzir o acúmulo de resíduos e mitigar seus impactos nocivos ao meio ambiente. Colocar nosso nome neste compromisso reafirma nossa dedicação em criar um planeta mais limpo, saudável e seguro para toda a humanidade. Estamos orgulhosos de estar ao lado de outras empresas que assinaram o The Climate Pledge nesta missão global urgente.”

Unilever

A Unilever definiu pela primeira vez as metas para a pegada de gases do efeito estufa da cadeia de valor do início ao fim em 2010, como parte do Plano de Vida Sustentável da Unilever. Isso inclui reduzir pela metade a pegada de gases do efeito estufa de seus produtos em toda a cadeia de valor e zerar a emissão de gases do efeito estufa de suas próprias operações até 2030. A última meta foi introduzida em uma nova estratégia lançada em 2015 antes da Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas (COP 21) e incluiu uma mudança para energia 100% renovável até 2030, com um marco provisório de energia de rede elétrica 100% renovável em todo o mundo até 2020 — que foi alcançado em janeiro deste ano. Em junho deste ano, a Unilever se comprometeu com emissões líquidas zero de todos os seus produtos, desde a criação até o ponto de venda, até 2039.

“Estamos muito satisfeitos por trabalhar com a Amazon e a Global Optimism no The Climate Pledge”, disse Rebecca Marmot, diretora de sustentabilidade da Unilever. “Combater a crise climática é de suma importância. Na Unilever, estabelecemos para nós mesmos uma meta de emissões líquidas zero, desde a origem até o ponto de venda, até 2039; e estamos investindo EUR1 bilhão em um fundo para enfrentar as mudanças climáticas por meio de nossas marcas. Com o restante da comunidade do The Climate Pledge, esperamos elevar o padrão com esta ação coletiva ambiciosa para o desafio mais urgente de nosso tempo.”he

Vaude

A Vaude está empenhada em reduzir suas emissões de carbono em conformidade com as metas do Acordo de Paris sobre a mudança do clima. Desde 2012, a sede da empresa foi certificada como neutra para o clima. Agora ela estabeleceu uma meta ambiciosa e baseada na ciência de produzir todos os seus produtos em todo o mundo com processos de fabricação neutros para o clima.

“Para enfrentar com eficácia a mudança climática, devemos limitar o aquecimento global com sucesso a abaixo de 2 graus, de acordo com o Acordo de Paris”, disse Antje von Dewitz, CEO da Vaude. “Na Vaude, queremos dar a nossa contribuição e estabelecer para nós mesmos o objetivo de fabricar todos os produtos com produção neutra para o clima. Estamos orgulhosos em aderir ao The Climate Pledge, para que possamos acelerar nossa trajetória rumoàobtenção de carbono líquido zero até 2040.”

“O Acordo de Paris estabeleceu um roteiro unificador para todos os países e todas as pessoas enfrentarem a crise climática tomando medidas”, disse Christiana Figueres, ex-chefe da ONU para a mudança climática e sócia fundadora da Global Optimism. “Ao aderir ao The Climate Pledge, os signatários não estão apenas fazendo uma declaração de compromisso com o futuro, eles estão estabelecendo um caminho para ações e investimentos significativos que irão criar empregos, estimular a inovação, regenerar o ambiente natural e ajudar os consumidores a comprar produtos mais sustentáveis a partir de agora.”

Para obter mais informações sobre The Climate Pledge, acesse www.theclimatepledge.com.

Sobre a Amazon

A Amazon é orientada por quatro princípios: obsessão pelo cliente em vez de foco no concorrente, paixão por invenção, compromisso com a excelência operacional e pensamento de longo prazo. Avaliações de clientes, compras com um clique, recomendações personalizadas, Prime, Fulfillment by Amazon, AWS, Kindle Direct Publishing, Kindle, tablets Fire, Fire TV, Amazon Echo e Alexa são alguns dos produtos e serviços pioneiros da Amazon. Para obter mais informações, visite www.amazon.com/about.

Sobre a Global Optimism

A Global Optimism existe para precipitar mudanças transformacionais em todo o setor. Alcançar um futuro com zero emissões não é um desafio distante. É um que devemos seguir no caminho por enquanto. Toda avaliação científica mostra que, para atingir a meta de zero emissões líquidas até 2050, para manter o aquecimento global abaixo de 1,5 grau Celsius, devemos reduzir pela metade nossas emissões entre 2020 e 2030. Lidar com a crise climática só é possível quando todos, em todos os lugares, fazem sua parte. Trabalhamos com coletivos de ideias semelhantes de todos os setores que estão dispostos a investir nas escolhas necessárias para essa jornada desafiadora e que afirma a vida. Para mais informações, acesse https://globaloptimism.com/.

O texto no idioma original deste anúncio é a versão oficial autorizada. As traduções são fornecidas apenas como uma facilidade e devem se referir ao texto no idioma original, que é a única versão do texto que tem efeito legal.

Fonte: BUSINESS WIRE

Você também pode gostar

Deixe um Comentário