Home Artigos Melhoramentos apresenta novo modelo de governança

Melhoramentos apresenta novo modelo de governança

por Paulo Fernandes Maciel

A Melhoramentos Celusoe apresenta novo modelo de governança e posicionamento estratégico renovados

Com a credibilidade que construiu ao longo de seus 130 anos de vida, a Companhia, alinhada aos critérios ASG, a Melhoramentos planeja um futuro crescimento que melhora o amanhã das pessoas e do planeta através da inovação e do espírito empreendedor sustentável

A Melhoramentos , nome mais conhecido da Companhia Melhoramentos de São Paulo, é uma companhia de capital aberto que atua, diretamente ou através de suas controladas, nos segmentos Editorial, Cultivo e Manejo de Florestas, fabricação de Fibras de Alto Rendimento de Celulose e Desenvolvimento Imobiliário.
A Melhoramentos anuncia a renovação do seu posicionamento estratégico ao mercado, orientado para produtos que trazem impacto positivo para o meio ambiente, ampliação da cultura e educação no país e desenvolvimento socioeconômico responsável.

Melhoramentos

Forte governança corporativa


O novo modelo de gestão é regido através de uma governança corporativa forte, independente e amparada por uma cultura corporativa de transparência e orientação às pessoas.
“Nossa missão é fazer crescer para melhorar o amanhã”, afirma o CEO Rafael Gibini. “Isso significa que queremos um crescimento para a Companhia que favoreça o bem-estar de todos os nossos stakeholders. Queremos gerar impactos positivos no nosso entorno, dar continuidade às ações de preservação da fauna e da flora e perseguir inovações de forma responsável e transformadora. Acreditamos que esse é o nosso caminho para o crescimento sustentável de todos nós: empresa, sociedade e país”, explica Gibini.

Rafael Gibini. CEO Melhoramentos Foto.Claudio Gatti

Inovação e pioneirismo na Melhoramentos


Com o corpo executivo de alto nível totalmente renovado e, aliado a um novo conselho de administração profissional e muito experiente, o posicionamento da Companhia Melhoramentos traz um novo olhar para os negócios atuais e futuros, sempre conectando com o propósito de melhorar o amanhã da sociedade e honrando seu passado de 130 anos de inovações e pioneirismo.

Unidades de negócios alinhadas


Com sede em São Paulo e unidades de produção da Melhoramentos nas cidades de Camanducaia (MG), Bragança Paulista (SP) e Caieiras (SP), o grupo Melhoramentos possui, atualmente, três (3) unidades de negócio:
• Melhoramentos Florestal:

Com três unidades de manejo em Caieiras (SP), Camanducaia (MG) e Bragança Paulista (SP), estas unidades utilizam as mais inovadoras técnicas de biotecnologia. A Companhia possui mais de 17 mil hectares de florestas cultivadas de pinus e eucalipto; florestas essas que abastecem sua fábrica de fibras celulósicas de alto rendimento, bem como outras indústrias que demandam madeira certificada.

Para maximizar a preservação ambiental, cerca de 80% das mudas da Companhia advém de clonagem. Sendo o manejo dessas florestas e da cadeia de custódia dos produtos certificados pelo FSC, o selo de certificação florestal com maior credibilidade no mundo.

Aplicações das fibras

Nossas fibras podem ser aplicadas na composição de produtos para;

embalagens de papel cartão, na polpa moldada, na produção de papel fenólico, em papéis do tipo tissue, toalhas de papel, papéis sanitários e guardanapos, entre outros. Tapetes para pets e preenchimento para drywall, na construção civil; também estão entre os produtos que encontram aplicação em nossas fibras. A Companhia está trabalhando em projetos inovadores para que, de forma consciente e responsável, sua fibra possa substituir não-renováveis e não-biodegradáveis, entre eles certos tipos de plásticos, nas cadeias produtivas de todo o país. Em todos esses processos, a Melhoramentos Florestal conta com centenas de colaboradores nas regiões onde atua.

Sobre a Editora Melhoramentos


• Editora Melhoramentos: conhecida pelo seu leque de conteúdos infantis assinados por autores de renome como Ziraldo e Maurício de Sousa, a Editora está investindo em novos segmentos editoriais alinhados aos valores da companhia e que atendem toda a família. Entre os destaques estão as obras voltadas para o público YA (Young Adult), com conteúdo que envolve; quase essencialmente, educação e entretenimento, além de parentalidade e autodesenvolvimento. Outros investimentos estão sendo projetados com a introdução de novas tecnologias e a diversificação de canais e plataformas, sempre com curadoria para os conteúdos digital e impresso.


• Melhoramentos Patrimonial: focada gestão do patrimônio que envolve mais de 148 milhões de metros quadrados de terrenos com vocação para o desenvolvimento imobiliário, a unidade de negócios imobiliários se dedica ao desenvolvimento de projetos imobiliários inteligentes, sustentáveis e com receita recorrente. São projetos residenciais, comerciais, logísticos e de infraestrutura sustentáveis, focados em um futuro mais humano, prático e consciente, e pautados por um diálogo transparente com autoridades públicas e pela escuta ativa das necessidades das comunidades locais e sua mobilidade urbana.

“A expansão de todas as nossas unidades de negócios está sendo realizada com o cuidado que o valor da inovação requer, visando a constante transformação e busca permanente pela excelência”, comemora Gibini.

Melhoramentos

História e Legado


Em 1877, Antônio Proost Rodovalho fundou a Companhia Cantareira e Esgotos dedicada à construção de redes de saneamento e à urbanização da cidade de São Paulo. Uma das obras mais conhecidas da Companhia é o reservatório da Consolação com 6.500 m³ de água entregue à cidade de São Paulo em 1878.
Em 1887, o grupo começa a construção da sua fábrica de papel e, em 1890, a Companhia Melhoramentos é fundada por Rodovalho.


Quatro anos depois, Otto Weiszflog, um jovem alemão que teria papel decisivo no futuro da Companhia, chega a São Paulo e entra para o ramo gráfico. Seu irmão Alfried Weiszflog chega ao Brasil em 1896 e segue seus passos. Ambos vão trabalhar como funcionários na gráfica que depois é por eles adquirida.
Em 1900, a Melhoramentos de Rodovalho passa a fornecer papel à gráfica dos Weiszflog, que em1906 foi rebatizada como Weiszflog e Irmãos – Estabelecimento Gráfico. Em 1915, a Editora publica O Patinho Feio, primeiro livro impresso em quatro cores no Brasil.

Uma grande marca no início do século XX


Enquanto isso, a Companhia Melhoramentos de Rodovalho elevava sua produção de papel, chegando a mais de 1 milhão de quilos do produto em 1919.
Em 1920, a Weiszflog Irmãos reúne capital e adquire a Companhia Melhoramentos, agora nomeada Companhia Melhoramentos de São Paulo. Com o lema Da Árvore ao Livro, a Melhoramentos parte para a sua verticalização: começa a construir um extraordinário banco de terrenos em Caieiras para o cultivo sustentável das florestas necessárias à fabricação de papel.

Celulose alto padrão

A partir de 1946, a Companhia começa a produzir celulose a partir do eucalipto de suas florestas. Um ano mais tarde, a celulose de eucalipto atinge alto padrão e começa a ser usada na confecção de papéis nobres e para impressão. Nas décadas que se seguem, a Companhia entra no segmento de fabricação de dos papéis toalha e higiênico; depois consumidos nos famosos dispensers com a marca. A fábrica de papéis passou a também produzir papéis de imprimir e escrever; sendo uma boa parte utilizada em sua gráfica em São Paulo para a fabricação dos famosos cadernos Melhoramentos.

Acompanhando tendências mercadológicas

Com as mudanças no mercado gráfico brasileiro, a Companhia desativou sua gráfica situada na zona oeste da cidade de São Paulo nos anos 2000, transformando o local na Casa Melhoramentos, um projeto arquitetônico premiado que desde 2018 abriga, além da sede da Companhia, um espaço cultural que conta com áreas de convivência, coworking, auditório e amplos espaços com cerca de 800m² cada. O local foi tombado pelo Conpresp em reconhecimento pelo papel e o legado da Melhoramentos para a cidade de São Paulo.

Controladoria


A fábrica de papéis, por sua vez, foi vendida à companhia chilena CMPC em 2009. Na venda, a Companhia permitiu à CMPC o uso da marca Melhoramentos Papéis para as linhas de papéis toalha e higiênico.
O atual quadro de acionistas controladores é composto pelas:

Famílias Weiszflog e Plöger, herdeiros dos fundadores, e pela família Velloso, herdeira do executivo Mário Toledo de Moraes que, em 1970, recebeu dos fundadores ações da Companhia em retribuição aos excelentes serviços prestados.


Sustentabilidade e Preservação do Meio Ambiente

Com certificações que incluem FSC e ISOs entre outras.

O grupo Melhoramentos possui equipe própria de brigadistas e vigilância patrimonial para preservação da flora e da fauna em suas regiões de atuação.

Além disso, possui diversas iniciativas voltadas à:

Sustentabilidade e educação, tais como Monitoramento e Preservação de Nascentes, Preservação das Florestas de Alto Valor de Conservação; e ainda Estudos e Monitoramentos Socioambientais, Monitoramento de Potabilidade; e a manutenção da Escola de Ensino Fundamental Alice Weiszflog, entre outros.


Sobre a Melhoramentos


A Companhia Melhoramentos de São Paulo, é uma companhia de capital aberto que atua; diretamente ou através de suas controladas, nos segmentos:

Editorial, Cultivo e Manejo de Florestas, fabricação de Fibras de Alto Rendimento de Celulose e Desenvolvimento Imobiliário.


A Melhoramentos se posiciona como agente de transformação no mundo, realizando, empreendendo e sendo protagonista do futuro em seus negócios. Segue comprometida com o desenvolvimento sustentável do País,; e sempre agregando valor aos seus produtos, serviços e empreendimentos.
Fundada há 130 anos, a Melhoramentos tem sua sede em São Paulo e unidades de produção nas cidades de:

Camanducaia (MG)

Bragança Paulista (SP)

E Caieiras (SP).

Para mais informações, acesse: http://www.melhoramentos.com.br.

Você também pode gostar

Deixe um Comentário