Home / Dicas / Invasão hacker a autoridades preocupa usuários da internet

Invasão hacker a autoridades preocupa usuários da internet

Ataques hacker a autoridades públicas preocupam usuários comuns na internet

Autoridades como o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, procuradores do Ministério Público e magistrados disseram ter recebidos mensagens estranhas, ligações do próprio número e outras questões que evidenciam que o aparelho foi invadido por hacker.

Ainda neste tema sobre segurança digital, em maio o WhatsApp havia anunciado que alguns usuários haviam sofrido com um ataque hacker, onde através apenas de uma chamada de voz pelo aplicativo os criminosos conseguiam ter acesso ao celular da vítima.

Indivíduos de péssima índole e dispostos a desestabilizarem alguns governos usam de invasão hacker às comunicações de autoridades.

Esses crimes devem ser devidamente apurados e os culpados Chantagistas e o hacker devidamente presos e condenados na forma da lei.

 

Na última semana, autoridades públicas denunciaram que sofreram ataques hackers em seus celulares.

Com os casos, muitas pessoas se recentem em relação a segurança de seus aparelhos.

A especialista em infraestrutura de TI, Sylvia Bellio, pontua que é possível diminuir muito os riscos de ser atacado por um criminosos cibernético.

“Cuidados devem tomados ser desde a escolha das senhas até os sites acessados e aplicativos baixados.

Além de diminuir a chance de se tornar um possível alvo, também é possível se proteger contra vazamentos de informações e arquivos pessoais”, pontua Sylvia.

Sylvia Bellio dá alguns conselhos para preservar a sua privacidade na web:

Sergio Moro
Proteção de fotos e vídeos contra ataques de hacker

Cuidado ao armazenar fotos e vídeos, algumas informações podem ficar registradas em aplicativos ou até mesmo serem hackeadas através do seu e-mail, caso sua senha não tenha um bom nível de segurança.

Por isso, a criação de senhas mais seguras é primordial.
É aconselhável desativar o armazenamento automático de suas fotos e vídeos para as chamadas “nuvens”, assim você filtra somente o que não for comprometedor no caso do provedor ser hackeado.
Lembre-se de deletar as imagens da lixeira e sempre apagar seus dados antes de mandar o aparelho para a assistência técnica.

Já existem programas e aplicativos que garantem que as fotos e vídeos sejam deletados definitivamente do sistema.
Também estão disponíveis apps e aparelhos celulares com recursos para bloqueio de fotos através de senhas, criptografia, PINs e até biometria.
O cruzamento de dados e de conteúdo pode gerar muito mais informações do que você possa imaginar.

A câmera do celular tem capacidade, por exemplo, em muitos aparelhos, de fazer a associação de uma foto com data, horário, e outros detalhes como geolocalização, portanto, você deve ficar atento a este tipo de função antes de compartilhar uma foto.
E, por último, e não menos importante, é preciso confiar na pessoa com quem você compartilha suas imagens.

Celular Moro atacado por hacker
Navegadores

Muita gente não sabe, mas os navegadores ou browsers oferecem alternativas de privacidade como utilizar a função “in Private” que permite realizar a navegação sem gerar cookies e registros de acessos, impedindo que os mesmos sejam rastreados ou hackeados e pode ser o primeiro passo para se proteger de enxeridos.

Outra coisa importante na atualização do navegador é verificar com certa frequência a configuração da privacidade.
Há rastreadores em sites de compras que podem sugerir anúncios para você, quando estiver navegando em outras páginas.

Eles sabem pelos ‘cookies’ quais foram as buscas, sites visitados, e até seu número de registro de computador, o IP.

Na verdade, os chamados ‘cookies’ guardam temporariamente suas visitas, histórico de navegação, formulários com seus dados, além de outras informações compartilhadas.

No entanto em alguns navegadores é possível ter uma navegação anônima, onde nada do que for acessado ficará salvo no seu histórico.
“Sempre é bom limpar informações e cookies por precaução”, recomenda Sylvia.

Redes sociais

Da mesma forma que no navegador nas redes sociais, é preciso analisar no menu ‘configurações’ as alternativas de privacidade e limitar o acesso a dados que você não queira que sejam públicos.
Na plataforma do Facebook, por exemplo, você pode fazer uma cópia dos seus dados e ler nessa página os aplicativos que armazenam seus dados pessoais, inclusive sua lista de amigos.

No item ‘aplicativos, sites e plugs’, você pode retirar o que você desejar, bastando clicar em ‘desativar plataforma’, para eliminar conexões com aplicativos externos.
De acordo com Sylvia Bellio, o conteúdo postado nas redes sociais também dá muitas pistas para intrusos, por essa razão procure não mostrar endereço, telefone, data de nascimento, placa do carro, fotos da frente da casa, passagens aéreas, documentos em geral, ou mesmo marcar os lugares públicos que frequenta.

Há muitas informações importantes que podem ser cruzadas por algoritmos e facilitar a ação de pessoas mal-intencionadas.

 

Buscadores

No buscador Google, por exemplo, na sua conta haverá canais com ‘informações pessoais’ e ‘privacidade’, que têm a alternativa de ser verificados.

Você pode excluir as atividades deletando na página o histórico armazenado das suas ações naquele ambiente.

Também é possível impedir a armazenagem de informações que são guardadas todos os dias, como o uso de aplicativos, atividades de voz e áudio, histórico de localização, entre outras coisas.

Geolocalização

O GPS é uma ótima opção para você localizar endereços, mas se ele estiver ligado seguramente vai gerar dados e informações para alguém vender algo para você ou rastrear sua localização.

“Para impedir o acesso de aplicativos a sua localização verifique as configurações do seu aparelho celular e desative nos ajustes esta opção”, descreve Sylvia.

Filtragem dos aplicativos

Os aplicativos te oferecem muitas vantagens, mas sempre querem seus dados em troca.

“Fique atento ao que você deve aceitar e aquilo que efetivamente pode ser compartilhado”, enfatiza Sylvia.
Se você não usa com frequência todos os aplicativos que estão no seu celular, delete então aqueles que você nunca vai usar ou que usa muito pouco.

É bom lembrar que, muitos dados o app pode armazenar rapidamente. Analise o que ele pode guardar sobre você.

Reveja o que liberou sobre sua privacidade e verifique se há alguma notícia na web sobre a boa-fé do aplicativo.

Nunca se esqueça de pôr na balança o que você ganha realmente usando este ou aquele aplicativo.

Bluetooth

Como você deve saber, o Bluetooth realiza conexões com aparelhos ou dispositivos de outras pessoas que estão ao redor, mas não necessariamente suas conhecidas.

Então, se você está conectado com pessoas ao lado, certifique-se que elas só receberão arquivos com seu consentimento e ponto final.

Para evitar a possibilidade de seu aparelho ser infectado por vírus, desative, quando não for necessário, este recurso nas configurações do seu aparelho.

Amigos secretos

Nunca deixe que um programa saiba quem participa de sua lista de contatos, porque você pode deixá-los a mercê de intrometidos.

Há notícias de que empresas de TI armazenaram um mundo de dados e informações de usuários de redes sociais, sem consentimento, porque não tomaram o cuidado devido de impedir o acesso a essa lista.

 

Sobre Sylvia Bellio

Iniciou a carreira no setor financeiro, atuando como gerente da área administrativa de grandes instituições bancárias.
Diretora Geral da it.line – empresa eleita por quatro anos consecutivos o Maior Canal de Vendas Dell do Brasil.
Com mais de 15 anos de experiência no mercado de tecnologia conduz sua equipe de arquitetos de soluções e executivos de negócios para se posicionem lado a lado com os profissionais de TI na busca de soluções para resolver os desafios de negócios das empresas.
Agraciada, através de sua empresa, por anos consecutivos com os mais conceituados prêmios da Dell Computadores.
Introduziu no Brasil fabricantes como:

Dot Hill Systems de armazenamento FC;

EqualLogic armazenamento Iscsi;

Force10 de networking; Compellent de armazenamento FC|ISCI.
Tem papel de destaque no empoderamento feminino dentro do universo da tecnologia.

É a única mulher a compor o conselho das empresas parceiras da Dell no Brasil.

Participou de diversas edições do Dell World e das últimas edições do Dell Women’s Entrepreneur Network.

Sobre a it.line

No mercado há mais de 15 anos, a it.line é uma empresa de tecnologia que oferece serviços de projetos de TI, Arquitetura Digital, Consultoria, Integração, Suporte, Virtualização, Cloud Computing e Segurança.
A empresa foi considerada, por quatro anos consecutivos, o maior canal de vendas da Dell no Brasil.

Além disso, o empreendimento faz parte da elite dos canais Dell, pois é Titanium, degrau mais alto do programa Partner Direct.
Oferece toda linha de produtos Dell EMC através de um modelo de negócios direto com o fabricante e suportado pelos melhores profissionais de pré-vendas, vendas e pós-vendas do segmento.
Atua com base no conceito de ser, realmente, um provedor de soluções, não apenas mais um revendedor de produtos, a it.line participa ativamente junto aos projetos de seus clientes, suportando-os da pré-venda à pós-venda, provendo todos os serviços de suporte e assistência técnica que as soluções demandarem.
Os conceitos que resumem a it.line são: Tradição, Confiança, Respeito, Credibilidade e Flexibilidade.

Acesse: www.itltech.com.br

Deixe um Comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*