Home / Dicas / Checklist da Black Friday facilita fazer boas compras

Checklist da Black Friday facilita fazer boas compras

Checklist da Black Friday: 5 passos para proteger sua compra online contra brechas de segurança


O dia está chegando e os consumidores já estão em busca incessante por descontos e é bom fazer um Checklist da Black Friday .

Black friday, Checklist da Black Friday

Para não ficar de fora do evento de varejo mais aguardado do ano, e aproveitar as promoções em segurança e se livrar de possíveis dores de cabeça com fraudes e roubo de dados, especialistas em Segurança da Informação dão dicas essenciais para o Checklist da Black Friday.

Possibilitando que os consumidores utilizem a internet com segurança e não coloquem os seus dispositivos móveis (computadores, tablets e celulares) e as redes da empresa em riscos.

Redes corporativas

Sim, as redes corporativas estão entre as principais preocupações de empresários e CIOs durante esse período de Black Friday;

Pois o acesso à internet se dá também durante o horário de expediente de trabalho.

“Orientamos sempre nossos clientes sobre a importância de treinamento de suas equipes para assegurar que as boas práticas de Segurança da Informação estão sendo rigorosamente aplicadas”.

Comenta Carlos Gajardoni, CEO da NetSecurity, empresa especializada em serviços gerenciados de Segurança da Informação.

Atenção redobrada

Para Gajardoni, independente do ambiente e meios utilizados nas compras online, o usuário que navega na internet tem de estar muito atento.

“As chances de cair em armadilhas e fraudes durante as compras pela web são bem maiores do que em uma loja física”, afirma.

“Além disso, não utilize redes de Wi-Fi desconhecidas, é sempre importante saber em qual internet se está navegando”, reforça.

Proliferaação de phishing para pescar dados

O especialista da NetSecurity também faz questão de alertar para os e-mails falsos, do tipo “phishing”, que apesar de não ser novidade ainda é um golpe muito utilizado por cibercriminosos em datas comemorativas, como a Black Friday.

Esse método “pesca” informações e dados pessoais das vítimas para roubar valores e cometer outros diferentes tipos de crimes virtuais.

“Entender como essas fraudes funcionam e, acima de tudo, se prevenir adequadamente são questões essenciais para evitar prejuízos que podem estragar a experiência do consumidor em uma época tão proveitosa para as compras”, alerta.


Além de refletir sobre os comportamentos e hábitos de consumo na web, outro aspecto para minimizar os riscos durante as compras é fazer um checklist com as ações que devem ser tomadas, seja no computador, tablet ou smartphone.

Confira abaixo o Checklist da Black Fridaye boas compras!


1.Confira a autenticidade do aplicativo antes de fazer o download


Nas compras via celular, sempre faça o download de aplicativos nas lojas ou sites oficiais das marcas.

Esteja ciente de quais informações ou permissões estão sendo solicitadas antes de instalar um aplicativo.

Evite fazer o download de lojas de terceiros, pois os agentes de ameaças fazem uso da temporada festiva para criar aplicativos fraudulentos que parecem estar associados à marca verdadeira.

2 Verifique se o site que você está acessando é seguro

É importante que o usuário observe, ao efetuar a compra on-line, se o site tem protocolo de segurança e certificado HTTPS válido.

Estes detalhes são vistos no próprio navegador, a partir da imagem de um cadeado na barra de navegação e do endereço da página.

Além disso, uma outra dica é que, antes de clicar em algum endereço, o consumidor passe o mouse no banner da mensagem ou botão para ver no canto da tela se o link direciona para o endereço oficial da loja.


3.Não use a mesma senha para todos os acessos

É complicado escolher e lembrar de senhas diferentes para o acesso on-line ao:

Banco, e-commerce, computador corporativo, contas de e-mail, redes sociais etc.

No entanto, lembre-se que se um hacker tiver acesso a uma senha, ele pode ter acesso a todas as suas outras contas e dados contidos nelas;

E, de brinde, encontrar uma porta para roubar dados pessoais.

A dica também vale para os lembretes de senha, que nunca devem ser ativados.

4 Desconfie de ofertas muito vantajosas

O marketing atrai muitos clientes, mas também os oportunistas, que podem utilizar as ofertas tentadoras para roubar informações pessoais.

Analise se as ofertas são reais e se não tiver certeza, não arrisque.

O ideal é ir direto ao site oficial da marca e pesquisar o produto desejado.

5 Não ignore as notificações de atualização do celular ou computador

Que levante a mão quem nunca ignorou aquela mensagem de atualização de software e clicou na opção para lembrar mais tarde.

É um hábito comum, mas algumas atualizações possuem patches (software para correção de bugs) de segurança importantes que realmente precisam ser executados.

Desta forma, o sistema fará a detecção apropriada de atividades maliciosas para evitar futuras dores de cabeça.


Sobre a NetSecurity

Fundada em 1999, a NetSecurity é uma empresa especializada em Segurança da Informação.

A marca atua com Serviços Gerenciados (MSS), Security Operations Center (SOC), Suporte Especializado e na comercialização de produtos dos melhores fabricantes do mercado que possuem foco na proteção de ambientes de TI e ações preventivas contra novas ameaçadas.

Com projetos entregues em mais de 15 países, a NetSecurity possui escritórios no Brasil e nos Estados Unidos.
Para mais informações, acesse: www.netsecurity.com.br

Deixe um Comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*