Home / Artigos / Tendências que vão agitar o mercado de T.I

Tendências que vão agitar o mercado de T.I

Fique de olho nas tendências que vão agitar o mercado de T.I.

tendências

 

Dinâmico, o mercado de tecnologia já provou sua eficácia.

Afinal, quantas profissões nascem como um movimento natural a partir do desenvolvimento de inovações?

Como consequência natural, outras funções passam a ser substituídas e, eventualmente, extintas.

Assim, é fundamental que os profissionais se mantenham atualizados;

Não só em relação às capacidades técnicas, mas também no sentido que a área caminha.

Especialistas como o engenheiro e o arquiteto de dados, responsáveis por pensar em arquiteturas de data lake e fast data, além do cientista de dados, que aplica algoritmos avançados para descobrir padrões e criar predições, precisarão se adaptar aos novos cargos que devem surgir com as aplicações de Inteligência Artificial.

Leia também: E você será substituído por um robô?

Uma dessas tendências são os AI Taggers ;

Pessoas que irão classificar as informações para alimentar algoritmos, transcrever áudios e vídeos;

Para aprimorar ferramentas de reconhecimento de linguagem e alimentar respostas de chatbots de atendimento inteligente.

Já no universo da Internet das Coisas, novos engenheiros terão a capacidade de desenvolver aplicações mais complexas em sensores minúsculos e adaptados a cada aparelho, fábrica e comércio.

Com essas novas profissões que basearão suas decisões com base nos dados, o mundo caminhará ao dinamismo.

 

Novos profissionais

 

Esses novos profissionais marcarão presença em projetos em que o grande volume de dados permitirá a aplicação de algoritmos de alta precisão, como os de manufatura, finanças, seguros, telecomunicações, internet, mídia e governamental.

Em todos esses setores, há a real necessidade de um processamento de dados maior, tornando mais difícil a função humana de analisá-los individualmente.

Assim, surge a demanda da criação de algoritmos capazes de aprender com o uso de I.A, possibilitando que os próprios computadores se programem para interpretar os dados de maneira eficaz.

Dentre as principais tendências que criam a necessidade dessas novas profissões, o dilúvio de dados, que começou a surgir no século 21, é o de maior destaque.

Tudo começou com o Google, que conseguiu encontrar as páginas mais relevantes da web por meio de um mecanismo próprio, indexando todos os resultados possíveis.

Esse feito foi revolucionário, provando que é possível obter valor real de dados não estruturados.

 

Tendências de modelos

 

Hoje, as companhias se inspiram nesse modelo.

Se há informações capazes de gerar insights poderosos e aplicações rentáveis, por que não explorá-las? Esse é o tema da atualidade, e os grandes volumes de informações dos sistemas estão permitindo uma análise exploratória precisa.

As técnicas utilizadas são conhecidas há décadas, porém;

Com o atual poder computacional e a capacidade de armazenamento atual, o uso dessas técnicas vem se ampliando, gerando mais demandas.

Pesquisas e aprimoramento

 

O surgimento de novas tecnologias e sua evolução traz a necessidade de pesquisa contínua por parte dos profissionais;

Fazendo com que se atualizem no mesmo ritmo de outras áreas, como a medicina avançada.

Para isso, conferências, leituras e a utilização de novas técnicas e algoritmos são essenciais. Apesar de trabalhoso, esse processo nunca foi tão facilitado quanto atualmente.

Com o ensino a distância e a farta documentação on-line;

Os autodidatas têm características de sobra para se destacar no mercado.

Já para as empresas, é preciso formar novos times antenados.

É o caminho mais rápido para encontrar talentos de dentro ou fora da companhia.

Com treinamentos é possível formar novos parceiros especializados no processamento de um grande volume de informações, como o Big Data.

Com isso, também é possível gerar aplicações de destaque por meio do investimento em pesquisa e desenvolvimento com foco no negócio;

Para que ninguém se perca e todo mundo saiba exatamente o que buscar.

Para conseguir destaque em qualquer setor, é preciso prestar atenção às tendências e técnicas mais modernas.

E com a tecnologia não é diferente.

É preciso estudo, pesquisa e vontade de experimentar.

Essas características, junto com a adaptabilidade, farão com que os profissionais tornem-se diferenciados e requisitados no mercado.

Créditos: Leonardo Dias

*Leonardo Dias é CDO e co-fundador da Semantix, empresa especializada em;

Big Data, Inteligência Artificial, Internet das Coisas e Análise de dados.

tendências

Sobre a Semantix

A SEMANTIX é a maior empresa com foco em Big Data no Brasil, fundada em 2010 com a missão de construir a nova Era Digital.

Oferecemos produtos próprios, serviços de consultoria, treinamento e suporte para soluções de Big Data, Data Science, Enterprise Search, Machine Learning e Internet das Coisas.

Nosso objetivo é atender a intersecção de várias áreas de conhecimentos que envolvem;

A Ciência dos Dados (Ciências da Computação/Tecnologia, Matemática/Estatística e Business).

Atuamos em todas as fases de um projeto de Big Data (end-to-end), sempre com o foco de agregar valor para os nossos clientes.

Inovar com tecnologias e metodologias de vanguarda é o nosso grande diferencial competitivo, buscamos entregar o maior valor no menor tempo.

Conheça mais no blog: Semantix

 

About Paulo Fernandes Maciel

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*