Home Artigos Telefone molecolá está com os dias contados

Telefone molecolá está com os dias contados

por Paulo Fernandes Maciel
Molecolá

Com a entrada em operação do SGDC a partir de setembro o telefone molecolá terá mais um declínio em sua existência.

Molecolá

O satélite brasileiro já está posicionado na sua órbita e as equipes terrestres estão em processo de ajustes para sua opracionalidade.

 

Muito antes do aparecimento do celular, no Brasil já se usava o telefone molecolá, e seu uso ainda é bem profuso, principalmente do meio norte de Minas Gerais para cima.

O Brasil possui  5470 municípios, mais uns milhares de vilarejos e pequenas comunidades pouco mais que rurais (currutelas).

Lugares que estão fora do “radar” do progresso, onde a população conta com 2 ou 3 orelhões (comunitários) quando funcionam que são a forma de se comunicarem.

Molecolá

A grosso modo é assim!

Você liga para 1 desses orelhões

Alguém atende e diz:

– Alô

– Alo é de Riacho dos Ribamar ?

– Óxi é sim! A qui é Jósinaldo, quer falar com quem ?

– Quero falar com o Energilson

_ Énérgilson di Das Dô ?   Pai de Eudegúndio?

– Sim é com ele mesmo

– Apois, vô mandá o mulécu lá!

Seria cômico se real não fosse.

Que o Satélite SGDC foi lançado no dia 04/ 05, a bordo de um foguete Ariane 5 da Ariane Space na plataforma de Kourou, na Guiana Francesa, e que ele é um modelo Eutelsat, modificado, comprado da Tales Alenia Space, consorciado com a Visiona Joint venture entre Telebrás , Embraer e Ita…

Quase todo o mundo já sabe por ter sido amplamente divulgado, elogiado e criticado aos montes, principalmente pelos “especialistas” comentaristas convidados de todas as mídias televisivas radiofônicas etc etc.

Este é o país dos especialistas, nos ambientes de ar condicionado, patrocinado e com formação nas melhores faculdades de vila.

Conhecem uma realidade “acadêmica”, falam pelas recópias que fizeram de tomos escritos por autores  que recopiaram outros autores.

O que conta é que o Artefato de 5m de altura 5,8 toneladas está completando a fase “Handover”, a passagem definitiva para o comando da Telebras.

Está com sua órbita definida (colocado em seu local no espaço), é um satélite fixo ou seja acompanha a velocidade e sentido de rotação da terra em um ponto 36 mil KM acima do nosso território.

O que equivale dizer que todo o território brasileiro e parte do oceano Atlântico está sob o seu “guarda-chuva”.

A maior porção de oceano compreende do estreitamento da região sudeste até o RS.

Extremamente importante para a Marinha, já que 80% da atividade comercial naval marítima está entre Vitória ES e RS.

Também é importante para a Aeronáutica, dando um Up-grade no SIVAM, projeto que tive o privilégio de participar na modalidade de Serviços Eletrônicos Complementares;

Fazendo a interface com as (UVTs),  unidade de vigilância terrestre (Radares).

O SIVAN poderá deixar de usar satélites alugados e competir espaços com outros prioritários.

Mas o principal ainda será a cobertura de internet;

Pela banda larga que será disponibilizada pela Telebras, para todo o território nacional.

A escola e o posto de saúde da cidade Bom Fim (RR);

Que hoje já deve ter ao menos 1 posto de combustíveis, e talvez por um grande favor do “deus” capital;

1 agência bancária (Posto de serviços) ou uma lotérica.

Receberá internet para os alunos e os médicos se comunicarem com o Brasil dos “especialistas”.

O mesmo pode acontecer em Jacareacanga (às margens do rio Tapajós);

Os alunos terem internet e o posto de saúde ser conectado.

Pontos de Wi-Fi  para tirar essas cidades do esquecimento.

Até mesmo em Marsilac a 40 minutos da cidade de São Paulo onde a comunicação não é Uai-Faia, é azeis tem.

“É preciso conhecer das trevas para se amaldiçoar a luz”

Para maiores informações visite o Site: www.telebras.com.br/

O redator.

Você também pode gostar

Deixe um Comentário