Home Artigos O Home office ganha mais espaço no mundo corporativo

O Home office ganha mais espaço no mundo corporativo

por Paulo Fernandes Maciel
home office

O Home Office está funcionando a contento? Saiba como eletroeletrônicos podem ajudar


Após os constantes pedidos para que a população fique em casa, diversas empresas e microempreendedores adotaram o home office.

Só que o processo não é tão simples assim.

Muitas vezes, para ser possível trabalhar, é preciso fazer algumas adaptações em casa.

Ter uma internet de qualidade, por exemplo, faz toda a diferença.

o home office

Se o sinal de internet cai toda hora e atrapalha sua videoconferência importante, saiba que o problema pode ser o roteador


De acordo com técnico comercial Herbert Abreu, do Grupo Loja Elétrica, isso se refletiu na procura por produtos que auxiliem esses profissionais.

“O roteador interno, por exemplo, teve um aumento de 30% na venda em relação a janeiro e fevereiro deste ano.

O equipamento é responsável por distribuir o sinal de internet no ambiente, e quanto maior a sua potência e velocidade de transmissão, melhor”, comenta.

Consultoria para fazer o home office funcionar


A Loja Elétrica tem auxiliado os clientes com orientações sobre a aquisição desses produtos e como as instalações devem ocorrer.

“Nós orientamos, por exemplo, sobre o local ideal para colocar o roteador.

Quando instalado próximo a caixas de isopor, papelão e barreiras de vidro, isso pode ser impeditivo a boa propagação de sinal.

E a pessoa não consegue trabalhar normalmente”, explica.
Segundo Herbert, além dos roteadores de uso interno, os amplificadores auxiliam no maior alcance do sinal, fazendo-o chegar a outros cômodos da casa.

“Já os roteadores externos vão promover maior cobertura”, comenta.

Área rural


Para as pessoas que optaram por fazer o isolamento longe dos centros urbanos, os modems de internet para uso externo são os ideais, segundo Herbert.

“Eles ampliam em até seis vezes a recepção da Internet e usam o chip do próprio celular”.

Outro produto é o telefone celular de mesa.

“Com potente antena externa, ele se conecta às operadoras com mais facilidade e garante maior ganho de sinal”, diz.


Dicas


Segundo Herbert, para fazer as adaptações nos escritórios de casa, os consultores da Loja Elétrica estão orientando também sobre o uso de outros itens, que também tiveram crescimento considerável nas vendas no último mês:


• Cabos HDMI de até 20 metros, que auxiliam na conexão de monitores, TVs, receptores e notebooks.
• Switchs, que garantem maior número de conexões simultâneas de notebooks e computadores.
• Cabos de ligação entre pontos de rede e computadores, que podem se estender de um a cinco metros.
• Carregadores sem fio, veiculares ou de parede para celulares, que podem auxiliar diversos usuários.


E para garantir a segurança das instalações, Herbert também cita:


• Uso de estabilizadores, que vão manter a Tensão Elétrica (Voltagem) fornecida pela concessionária de energia com valores constantes, sem oscilações, garantindo o funcionamento adequado de determinados equipamentos.
• Uso de filtros de linha com 5 tomadas com cabos de 1,5m e proteção contra curtos e surtos elétricos.
• Instalação de no breaks, para garantir o funcionamento dos equipamentos em caso de queda de energia.
• Uso de fontes de 12V 20A ou fontes multiuso, que proporcionam maior segurança na instalação de eletrônicos.


Herbert lembra que, sempre que for necessário realizar alguma adaptação em casa, que necessite de instalação elétrica ou aquisição de equipamentos específicos;

É sempre importante consultar profissionais que possam orientar a fazê-lo de forma adequada. “Segurança é o principal”, define.

Sobre a Loja Elétrica


Especializada na distribuição de materiais elétricos, a Loja Elétrica foi fundada em 1947, é líder em seu segmento no estado e conta, atualmente, com 1.200 colaboradores, 11 filiais;

Localizadas em várias regiões da grande Belo Horizonte, uma em Uberlândia e uma em Ipatinga – e 10 lojas dedicadas (in company) que ficam dentro de mineradoras, siderúrgicas, cimenteiras e indústria de celulose, além do centro de capacitação em tecnologia (CCT), que oferece cursos para eletricistas e técnicos.

Possui ainda o maior centro de distribuição do seu tipo na América Latina, com capacidade de armazenamento para mais de 50 mil itens.
A companhia trabalha com produtos nas áreas de eletricidade, telecomunicações, automação industrial para a indústria 4.0, cabeamento estruturado, CFTV, redes de computadores, segurança eletrônica e iluminação industrial em led de alta potência.

Além das lojas instaladas em cinco cidades de Minas Gerais, o consumidor pode adquirir os produtos em todo o país e pelo e-commerce do Grupo: www.lojaeletrica.com.br.

Você também pode gostar

Deixe um Comentário