Home / Artigos / 5G no Brasil está perto deverá chegar até 2020

5G no Brasil está perto deverá chegar até 2020

Segundo estudos da Adobe Digital Insights: a cobertura 5G no Brasil chegará até 2020

Novo relatório da Adobe sobre as tendências mobile traz o Brasil entre os cinco países que mais crescem em novos usuários de smartphone e a tecnologia 5G no Brasil ainda demora.

E até por isso o país ainda apresenta limitações no acesso à internet via dispositivos móveis.

5G no Brasil - simbolo 5G e trilhas de circuitos

Segundo o mesmo relatório a tecnologia  5G deverá representar US$11,8 bilhões aos e-commerces nos EUA

Para o especialista da Adobe, seguindo o padrão histórico de evolução das tecnologias de telecomunicação, o 5G deve chegar ao Brasil em 2020
A tecnologia 5G fará muita diferença.

Especialmente levando em conta a relação entre conversão e velocidade de conexão ou tempo de carregamento da página.

Com potencial para movimentar cerca de US$ 12 bilhões em receita ao ano para os varejistas online nos EUA até 2021.

Símbolo 5G com sinal de carga

 

A pesquisa da Adobe traça o cenário e as tendências da evolução mercadológica com a participação dos smartphones.

 

Essa é uma das constatações apontadas pelo “A Mobile-First World”.

Estudo desenvolvido pelo braço de pesquisas da Adobe, o Adobe Digital Insights (ADI);

Com o objetivo de mostrar o atual cenário das experiências do cliente em smartphones e desvendar as principais tendências do setor.

Infográfico crescimento do consumo via 5G USA

Segundo Jefferson Araujo, Head of Practice Digital Experience da Adobe para América Latina, embora ainda não tenhamos a tecnologia 5G no Brasil.

Vemos diversas operadoras de telefonia trabalhando com outros padrões comercializados com nomes diferentes e bem estranhos, como por exemplo:

4.5G, 4G+, ou até mesmo o já conhecido 4G.

“Dessa forma já é possível realizarmos ações de melhoria dentro de nossos ambientes digitais e também nos prepararmos para essa próxima geração.

Com relação ao tempo, se seguirmos o padrão de evolução que tivemos entre as redes 2G, 3G e 4G;

Temos um tempo médio de dez anos entre cada uma delas, dessa forma a previsão atual é que o 5G no Brasil chegue por volta de 2020”.

Assuntos relacionados:

ZTE e Orange Group anunciam parceria inovadora para 5G

Adobe e CIC-ESPM formam parcerias em cursos para transformação digital

Adobe Digital Insights: assistentes de voz ganham força, em vendas digitais

O Crescente número de usuários

Quando o assunto é o aumento no número de usuários de smartphones, o Brasil é um dos países em destaque, compondo o top 5 global.

De 2015 a 2017, o Brasil registrou 25 milhões de novos usuários de celulares inteligentes.

Apesar do número expressivo, a Índia é o país que lidera esse ranking, com 211 milhões de pessoas a mais utilizando smartphones na comparação com 2014.

Infográfico posição do Brasil em consumo de smartphones

Posição não é tudo

Entretanto, apesar da presença entre as cinco nações que mais crescem em quantidade de smartphones ativos;

O Brasil sequer aparece entre os países que mais acessam a internet com o dispositivo móvel.

Mais uma vez a Índia lidera, com 58% da população navegando na internet via smartphone;

Seguida da Coreia do Sul (52%) e China (45%).

“Esse gap demostra que, apesar do crescente número de smartphones, ainda há um desafio estrutural no Brasil.

Isso inclui tanto o desenvolvimento e acesso às redes de conexão mobile e Wi-Fi;

Até em como as empresas com presença online podem aprimorar a experiência mobile entregue aos consumidores para aproveitar esse grande potencial de audiência.”,

Afirma Araujo.

 Brasil é baixo em acesso por smatrphone

Smartphone: aumento de 89% no acesso à internet e potencial de receita

O ADI buscou entender também como anda a divisão do acesso à internet por dispositivo nos EUA.

Os dados mostram que, enquanto mais uma vez os smartphones apresentam desempenho positivo;

Tendo crescido 89% de 2015 a 2017

O acesso via desktop e tablets perdem espaço para os celulares inteligentes, caindo 17% e 30%, respectivamente.

“Como único tipo de dispositivo que registrou crescimento no número de acessos, a importância do smartphone para as marcas hoje é nítida.

Com os celulares praticamente como extensão do corpo humano, as empresas têm nas mãos dos clientes uma linha direta de interação.”

Diz o especialista.

 

Confiança para adquirir via smartphone

Além disso, a pesquisa da Adobe aponta que o valor dos acessos (receita por visita) via smartphone está aumentando em um ritmo mais rápido do que o desktop.

Nos últimos três anos, a diferença entre o valor dos acessos via smartphone e via desktop caiu em 11%. “Vemos aqui que, diferente do que acontecia anteriormente na jornada de compra;

Em que o cliente pesquisava via dispositivos móveis e fechava a compra no desktop;

Os e-consumidores adquirem cada vez mais confiança para concluir seus pedidos no próprio smartphone.”

Finaliza Araujo.

A Mobile-First World

O estudo do ADI tem como base a análise de trilhões de visitas a mais de 6 mil sites;

De janeiro de 2015 a dezembro de 2017, em dezenas de países de diferentes continentes.

Além disso, o levantamento conta também com dados de uma pesquisa complementar;

Com base na resposta de mais de 4 mil consumidores dos EUA, Reino Unido, Alemanha e França.

O estudo completo pode ser acessado aqui.

Sobre a Adobe Systems Incorporated
A Adobe está mudando o mundo por meio de experiências digitais.

Para mais informações, visite www.adobe.com/br/

About Paulo Fernandes Maciel

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*