Home Apps Twitter aumentará o número de caracteres no Twet

Twitter aumentará o número de caracteres no Twet

por Paulo Fernandes Maciel

O Aumento dos caracteres do Twitter indicia a necessidade de autoexpressão do usuário.


Especialista em redes sociais faz análise do anúncio do Twitter sobre teste para dobrar o limite de suas publicações para 280 caracteres.
Essa iniciativa é uma tentativa do Twitter em alcançar novos usuários, ou seja, combater a estagnação;

Explica o especialista em redes sociais da Universidade Presbiteriana Mackenzie (UPM), Celso Figueiredo Neto.

“É interessante pensar que essa iniciativa inverte a lógica de less is more (menos é mais);

Ou o discurso de que as coisas estão cada vez mais rápidas, com menos texto e mais imagens.

Dobrar o número de caracteres é um modo de dizer que preciso de mais palavras para dizer o que eu sinto”;

Explica o Figueiredo.

O profissional ressalta que essa mudança sinaliza que o usuário precisa falar mais para capturar cliques e colher curtidas, e nesse caso o Twitter entende que precisa ceder mais espaço para isso, mas com um limite para não perder o seu DNA.

“O textão do Facebook indicia a necessidade de autoexpressão do usuário.

Ele precisa mostrar seu ponto de vista.

Os 280 caracteres podem dar mais espaço para a pessoa contar a história e levar o usuário a clicar no link”;

Frisa o professor.

A persuasão demanda tempo em qualquer mídia, se você reduzir excessivamente o tempo e espaço de expressão ele vai perder sua capacidade persuasiva e, portanto, cliques de outros usuários, afirma o professor do Mackenzie.

“O motor de qualquer rede social são seus usuários.

O que move os usuários nas redes sociais é a capacidade de gerar cliques, que significam apoio, concordância, autoestima. Aumentar o espaço de exposição para o usuário significa dar a ele mais liberdade para exercer sua persuasão”;

Sintetiza Figueiredo.

O especialista está disponível para conceder entrevistas sobre o assunto.

Sobre o Mackenzie

A Universidade Presbiteriana Mackenzie está entre as 100 melhores instituições de ensino da América Latina;

Segundo a pesquisa QS Quacquarelli Symonds University Rankings, uma organização internacional de pesquisa educacional;

Que avalia o desempenho de instituições de ensino médio, superior e pós-graduação.

Você também pode gostar

Deixe um Comentário