Home / Noticias / Carro autônomo. Apple reforça-se na NASA e Tesla

Carro autônomo. Apple reforça-se na NASA e Tesla

Decidida a dar um novo impulso ao seu programa do carro autônomo, denominado “Projecto Titan”;

 

Carro autônomo

Project Titan, Apple Car

A Apple optou por somar “know-how”, recorrendo à contratação de quadros da NASA e da Tesla.
Numa altura em que algumas das rivais entraram e numa nova etapa do desenvolvimento do respectivo projeto de carro autônomo;

Com a realização de testes com clientes finais (como é o caso, por exemplo, da Google via Waymo);

A Apple decidiu não perder mais tempo e, numa tentativa de dar novo impulso ao seu próprio projecto, avançou para o reforço da sua estrutura.

Nomeadamente, com a contratação de ex-empregados da agência espacial norte-americana NASA, especialistas em robótica, e da eléctrica Tesla.
Segundo documentos oficiais a que os jornalistas terão tido acesso, estas novas contratações visam, antes de mais nada, reforçar as diferentes equipes que estão envolvidas no desenvolvimento do carro autônomo da Apple.

Programa também conhecido, internamente, como “Projecto Titan”.
A Apple terá entregue, no dia 14 de Março, junto das autoridades californianas, um pedido de autorização para realização de testes com veículos autônomos.

Sendo que, do pedido de autorização, faziam inesperadamente parte os nomes de seis funcionários da Apple, apontados como “condutores/operadores” de carros autônomos.
Os reforços
Embora e de acordo com os regulamentos do Departamento de Veículos Motorizados da Califórnia (DMV), estes nomes não tenham de constar do pedido de autorização, a sua inclusão e posterior investigação online, permitiu ao Business Insider apurar que se tratam de funcionários que, no seu percurso profissional, já estiveram ligados quer à agência espacial norte-americana, e ao fabricante automóvel de carros elétricos Tesla, quer ainda à indústria da robótica.

Sendo que é com o seu know-how que a marca da maçã contar para impulsionar o seu “Projecto Titan”.
Entre os indivíduos cujos nomes fazem parte do pedido de autorização está o de Shilpa Gulati;

Que o LinkedIn apresenta como “uma experiente especialista em robótica”, que já trabalhou em alguns “projetos especiais numa companhia de Silicon Valley”.

Destacando igualmente, mesmo sem referir o nome da Apple, a sua capacidade para reunir uma equipe de “30 cientistas e engenheiros de classe mundial”, desafio no qual está trabalhando desde Março de 2015.

Carro autônomo
Shilpa Gulati
Ainda de acordo com a sua página no LinkedIn, o último cargo desempenhado por Gulati foi como investigadora sénior na alemã Bosch;

nde desenvolveu “algoritmos de movimento para aplicação na condução autônoma”;

Assim como um projeto conjunto com a NASA, no sentido de desenvolver um veículo para ser utilizado numa das luas de Júpiter.
Também citados no pedido de autorização são, segundo a CNBC, os nomes de Jeremy Ma, um engenheiro de software pertencente ao Departamento de Projetos Especiais da Apple, desde Março de 2015.

Mas que, antes disso, trabalhou no Laboratório de Propulsão a Jato da NASA;

Organização da qual vieram ainda Victor Hwang e Paul Herbert, ao passo que Christopher Gadda, outros dos nomes inscritos, é um ex-funcionário da Tesla.
Objetivo: testar capacidades
Os documentos apresentados pela Apple ao DMV revelam ainda que a tecnológica prevê dar treino aos ditos condutores para que se possam;

Acessar os comandos dos automóveis autônomos e assumir o controle, em caso de necessidade.

Sendo que, dos testes a que os carros serão submetidos, fará parte a avaliação da sua capacidade para circularem tanto a alta como a baixa velocidade;

Fazerem uma inversão de marcha, assim como uma guinada rápida da direção, aceleração e travagem a fundo.

About Paulo Fernandes Maciel

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*