Home / Atualidades / Microsoft se associa a empresas de mapeamento para construir a próxima representação do mundo

Microsoft se associa a empresas de mapeamento para construir a próxima representação do mundo

Microsoft se associa a empresas de mapeamento para construir a próxima representação do mundo

Por Kevin Dallas //

A localização é essencial para entender o mundo que nos rodeia, e compreender os dados que a envolvem tem um enorme potencial para transformar vidas, cidades e mercados. A jornada começa com um ecossistema que aproveita a herança, a experiência e as tecnologias de alto nível de nossos parceiros. Como um passo adiante nessa direção, TomTom, HERE e Esri, titãs em tecnologia de mapas, uniram-se a nós no Centro de Tecnologia da Microsoft para compartilhar nossas metas de pioneirismo em serviços inteligentes baseados na localização por meio dos serviços e tecnologias Microsoft.

Por meio de uma nova associação, TomTom e Microsoft anunciaram a união de forças para integrar serviços baseados em localização ao Microsoft Azure, facilitando a construção e a administração de aplicações corporativas, móveis, web e para a Internet das Coisas (IoT) que levam em conta a localização. A TomTom, líder global em produtos de navegação e mapas, fornece tecnologias avançadas de localização para a Microsoft, otimizadas para atualizações rápidas, mapas e recursos inovadores, entre eles Mapas em Alta Definição e tecnologia RoadDNA para condução autônoma.

Mcirosoft-Technology-Center_Detroit-image-640x475-2

Da esq. para a dir., Ashish Pandya, Diretor de Estratégia Corporativa da HERE; Pieter Gillegot-Vergauwen, vice-presidente de administração de produtos e mapas da TomTom; Heather Blatchford, diretora de alianças globais da Esri, e Chris Pendleton, gerente-geral de programas de serviços do Azure em localização na Microsoft, no Centro de Tecnologia da Microsoft em Detroit.

“Com a associação com a Microsoft, podemos trazer todas as nossas camadas de mapas ao ecossistema Microsoft Azure e impulsionar a inovação que melhora a vida das pessoas”, comentou Pieter Gillegot-Vergauwen, vice-presidente de administração de produtos e mapas da TomTom, para uma audiência formada por pessoas influentes do mundo dos negócios e da indústria automotiva em evento realizado em Detroit. “Trabalhamos ativamente para liderar o caminho rumo a um futuro de mobilidade inteligente, cidades mais inteligentes e condução autônoma.”

A Microsoft também anunciou uma extensão da colaboração com a HERE, parceira antiga que impulsiona os dados de localização em muitos de nossos serviços, entre eles Bing, Cortana, Windows e Office. A HERE, fornecedora global de serviços de mapas e dados, também dá impulso à API Bing Maps, para disponibilizar mapas de localização de estabelecimentos comerciais, rastreamento de recursos e outros serviços de localização para milhares de empresas e desenvolvedores. Um novo acordo permite que a Microsoft expanda o uso de dados e serviços da HERE para cenários de produtividade em automóveis.

“Começamos a entrar em uma nova era de serviços relacionados a automóveis conectados em termos de segurança, produtividade dentro dos carros e de realizar viagens mais eficientes”, comentou Ashish Pandya, diretor de estratégia corporativa na HERE. “Acreditamos que apenas uma entidade não é capaz de fazer tudo. É preciso um esforço colaborativo. Estamos satisfeitos de expandir o acordo que tínhamos com a Microsoft.”

A Esri, líder do mercado em tecnologias de sistemas de informação geográfica (GIS, em inglês), é outro parceiro de longa data da Microsoft com seus produtos ArcGIS, que estão integrados em muitas de nossas aplicações e serviços. O GIS em tempo real da Esri roda em Azure e pode assimilar qualquer tipo de informação baseada em localização, em tempo real, incluindo dados do clima, fontes de meios sociais, dados de sensores e dados de serviços de localização de empresas como a HERE e TomTom. Recentemente, anunciamos uma prévia do ArcGIS para PowerBI, que serve para criar visualizações atrativas, e valorizamos a Esri como um parceiro-chave na tecnologia geoespacial para clientes corporativos.

“A plataforma ArcGIS da Esri é potencializada pelo Azure, e é o poder e a escabilidade do desempenho da nuvem que começa a fazer transações de bilhões de observações, centenas de milhares de imagens e milhões de mapas tornarem-se uma realidade”, comentou Heather Blatchford, diretora de alianças globais da Esri.

Com nossos parceiros, nossa arriscada ambição é criar a próxima “representação do mundo”, um novo índice de dados de lugares, objetos e dispositivos físicas e sua interconectividade. Acreditamos que esse repositório de dados geoespaciais será o próximo conceito em tecnologia de representação, que inclui sistemas bem estabelecidos como o esquema de conhecimento do Bing, o esquema de pessoas do Facebook e os esquemas profissionais do Microsoft Office e do LinkedIn.

No futuro, a Microsoft quer habilitar serviços globais baseados em localização para clientes, diferenciados por uma plataforma aberta, com grandes conjuntos de dados e funcionalidade integrada de maneira nativa para desenvolvedores, além de uma profunda integração com outros esquemas de dados para novos cenários. Visualizamos uma plataforma que fornece opções a nossos clientes, condições para personalização e oportunidades de impulsionar as cidades inteligentes, IoT e a transformação industrial, desde a produção até a venda de automóveis.

Os cenários poderiam incluir automóveis conectados que combinem mapeamento atualizado, dados de tráfego e clima com a agenda do condutor, listas de tarefas e preferências para um planejamento de rotas personalizadas. Os automóveis inteligentes poderiam mudar de rota para evitar acidentes, recomendar restaurantes nas proximidades e encontrar caminhos com boa cobertura celular para ligações de trabalho. Para aumentar a segurança e a eficiência, os dados das condições do caminho, os sensores de automóveis e o comportamento do condutor podem informar sobre a manutenção preventiva para o veículo.

As cidades poderiam utilizar os serviços baseados em localização para analisar, influenciar e melhorar o tráfego. Os dados de localização podem ajudar as empresas a lidar com a logística, otimizar pequenas frotas e rastrear o envolvimento do cliente.

Hoje em dia, os dados de localização não estão limitados a caminhos e destinos. Incluem massivos conjuntos de dados que podem ajudar a quantificar o mundo físico e entender a ampla mudança geográfica com o passar do tempo. Por exemplo, os grupos ambientalistas poderiam aplicar a aprendizagem automática e a visão computacional a imagens aéreas ou sensores em mares profundos para analisar e inclusive prevenir o desmatamento e a poluição do oceano.

Esperamos aumentar nossa colaboração com Esri, HERE e TomTom para habilitar nossos serviços de transformação digital e nos associarmos com fabricantes de automóveis conforme eles continuam criando os automóveis conectados.

Kevin Dallas é vice-presidente corporativo de desenvolvimento de negócios na Microsoft.

Fonte: Microsoft

Você pode conferir todas as novidades através do link:  

300x250

About Vinicius Fernandes Felipe

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*