Home / Canal Leitor / Numero de fusões e aquisições subiram 5% em 2017

Numero de fusões e aquisições subiram 5% em 2017

Número de fusões e aquisições cresce 5% no Brasil em 2017, mostra estudo da PwC

fusões

O setor de Tecnologia da Informação se destaca com 21% das transações realizadas

 

O número de fusões e aquisições aumentou 5% entre janeiro e setembro segundo a PwC Brasil.

De acordo com relatório mensal, foram registradas 464 operações nos nove primeiros meses do ano, ante 440 no mesmo período do ano passado.

Na comparação entre setembro deste ano o do ano passado, houve queda de 6% (58 e 62 transações, respectivamente).

O setor de Tecnologia da Informação (TI) tem a preferência do investidor, com 21% do total de operações em 2017.

Foram 96 negociações, um aumento de 20% em relação aos primeiros nove meses ano passado (80 transações).

Em setembro, 17% das operações foram no setor de TI.

Serviços Auxiliares e Serviços Públicos representaram, respectivamente, 10% e 9% da fatia de investimentos em setembro. Destaque para os Serviços Públicos, que cresceram 156%, na comparação com setembro de 2016 (41 ante 16).

Numa dessas operações, a companhia China Merchants Port Holdings, sediada em Curitiba, realizou a aquisição de 90% da TCP Participações pelo valor de R$ 2,9 bilhões.

 

Regiões

No ano, a região Sudeste sediadas na região Sudeste concentrou 69% das transações.

Foram 319 operações entre janeiro e setembro, aumento de 15% em relação ao ano passado, quando houve 277 transações. Somente em setembro, porém, houve queda de 16% no comparativo com o ano passado (36 e 43, respectivamente).

Entre os estados da região, São Paulo lidera com 53% das operações, sendo 194 na capital e 46 no interior até setembro.

O Sul concentrou 14% dos negócios em 2017. Norte, Nordeste e Centro-Oeste registraram 1%, 6% e 3% das transações no mês de setembro, respectivamente.

 

Investimentos estrangeiros

Estados Unidos, França e China responderam por 45% das 192 transações com capital estrangeiro anunciadas até setembro, redução de 1% em comparação ao ano passado.

Respectivamente, os países tiveram 53, 21, e 12 negociações.

Isoladamente, o setembro contou com 26 transações de origem estrangeira, 8% a mais que o mesmo período em 2016.

As transações com capital estrangeiro se mantiveram como a modalidade de maior volume, superando os números de 2016. No período de janeiro a setembro, foram realizadas 278 aquisições de controle majoritário, aumento de 14% em comparação ao mesmo período do ano anterior.

As negociações de compras ficaram em segundo lugar com 156 operações, 3% a mais que em 2016.

 

About Paulo Fernandes Maciel

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*