Home / Dicas / Projeto Sesc Desdobrando Imagens promove cinema e realidade virtual

Projeto Sesc Desdobrando Imagens promove cinema e realidade virtual

Programação reúne palestras, bate-papos, mostra de vídeos, cursos e oficinas
Realidade Virtual

De 17 de maio a 13 de junho, o Sesc Belenzinho realiza o projeto Desdobrando Imagens, que reúne palestras, bate-papo;

Mostra de vídeos, cursos e oficinas ligados ao uso de realidade virtual e imersão nas práticas cinematográficas.
A palestra com o norte-americano Michael Naimark, um dos pioneiros e principais nomes na criação da realidade virtual, é um dos destaques da programação, no dia 4 de junho.

Produtor, inventor e estudioso do campo da realidade virtual e novos meios, Michael é conhecido por seu trabalho em mapeamento de projeções, com o Google Street View, com transmissão global de vídeo e patrimônio virtual.

Ele foi premiado por 16 patentes relacionadas a câmeras e displays e seu trabalho foi visto em mais de 300 exposições de arte, festivais de filmes e apresentações ao redor do mundo.

Desde 2009, integra o corpo docente do departamento de Cinema da Universidade da Califórnia do Sul, do programa de Telecomunicações Interativas da Universidade de Nova York e do Media Lab do MIT. Em 2015, Naimark foi contratado como o primeiro “artista residente” da Google, no seu recém-criado departamento de realidade virtual.
Outro destaque é o lançamento mundial do documentário Fogo na Floresta, primeiro filme em realidade virtual;

Produzido em uma aldeia indígena na Amazônia, dirigido por Tadeu Jungle, que será exibido em óculos de realidade virtual, junto com outras produções, nos dias 3 e 4 de junho.
Desdobrando Imagens é uma programação derivada da 7ª Conferência Besides the Screen, que ocorrerá na Universidade Federal do Espírito Santo, entre 31 de maio e 2 de junho.

A recente popularização de displays imersivos reacendeu o interesse pelo tema da realidade virtual, uma tecnologia porvir.

Esse movimento foi acompanhado pela explosão de outras formas de captura e exibição de imagens volumétricas, como o escaneamento 3D e o vídeo 360º.

O modo como são aplicados em campos que vão desde as redes sociais até a preservação de patrimônio e a medicina protética indica seu amplo impacto.
Programação:
cursos e oficinas
Grátis
Início das inscrições: Credencial plena:

5/5. Sexta, 14h. Credencial Atividades e público em geral:

9/5, Terça, 14h. Vagas remanescentes: 10/5, quarta. Local: Espaço de Tecnologia e Artes.

Pintura em Realidade Virtual
Utilizando a tecnologia do óculos de realidade virtual (VR) e os programas inovadores Tilt Brush e Quill, os participantes irão imergir em uma vivência em que poderão desenvolver experiências em técnicas de pintura e desenho 3D. A sala é a tela e a paleta de cores é a sua imaginação.

As possibilidades são infinitas:

Os participantes podem pintar utilizando texturas de traços, estrelas, luzes, água, fogo, bolhas e na sequência podem transitar pela sala e compartilhar suas obras com os outros.
Dia 17/5, quarta, das 17h30 às 22h

 

Estereoscopia: uma introdução prática e teórica
Introdução à história e aos conceitos básicos das técnicas de produção de imagens estereoscópicas. Partindo dos primeiros experimentos no século XIX, seguimos o desenvolvimento da tecnologia até chegarmos nos atuais equipamentos de realidade virtual.

Igualmente, por meio de simples exercícios, exploramos algumas dessas técnicas de produção: anáglifos, polarização, lado-a-lado e head mounted displays (google cardboard).
Obs: os alunos devem trazer smartphones com cabos para baixar fotos do celular.
Dias 23 e 25/5, terça e quinta, das 14h30 às 17h30
Áudio no cinema: Imersão sonora tridimensional
Dirigida a técnicos de áudio, sound designers e apreciadores de cinema e realidade virtual, o curso apresenta formatos, técnicas e usabilidade do áudio para levar a audiência para dentro da obra através de uma imersão sonora tridimensional.

Aborda aspectos como a história do desenho do áudio no cinema com análise das técnicas e do nível de imersão;

Os diversos sistemas (mono, stereo, surround, 3D e binaural), além de exercícios de captação.
De 24/5 a 7/6, quartas, das 19h às 22h

Realidade Virtual: Criação de Ambientes 360°
Apresentação das possibilidades, softwares e aplicativos, equipamentos e conteúdos criados para Realidade Virtual.

O participante pode criar um ambiente 360° em 3D no software livre Blender e visualizá-lo com os óculos Google Cardboard.
De 30/5 a 13/6, terças e quintas, das 10h às 12h
Realidade Virtual para a Web
As tecnologias que permitem a criação de cenários em realidade virtual na Internet, para visualização com óculos como o Google Cardboard;

São baseadas em JavaScript, sendo mais acessíveis do que as ferramentas utilizadas na criação de jogos e aplicativos com gráficos tridimensionais.

10 vagas.
De 30/5 a 8/6, terças e quintas, das 19h às 22h

Montando o seu Google Cardboard
O público aprende a montar os seus próprios óculos feitos de papelão e experimentar essa interface com os aplicativos celulares. Ao final, levam seus óculos para casa.

7 vagas. Com Camila Gondo e Vitor Marchi. A partir de 14 anos.
Dia 3/6, sábado, das 14h30 às 16h30
Vivências

 

Experiências Animadas: Realidade Virtual e Aumentada
Vivência com personagens virtuais no ambiente físico e imersão em ambientes digitais com a utilização de óculos especiais.

O participante poderá interagir com objetos, personagens e animações através de diferentes técnicas e dispositivos
Com Vanessa Pereira e Francisco Arlindo Alves.
CONVIVENCIA. Grátis – Sem retirada de ingressos.
Dias 27 e 28/5, sábado e domingo, das 14h30 às 16h30
Com Joel Melo.
Dia 4/6, domingo, das 14h30 às 16h30
Bate-papos e palestras

 

Experiências Brasileiras em Cinema Volumétrico
Com Raquel Garbelotti, Tadeu Jungle e VJ Suave
Artistas brasileiros falam do uso de tecnologias de vídeo 360º, realidade virtual e projeção volumétrica nos seus trabalhos.

Como essas novas tecnologias conversam com campos já consolidados como o documentário, a projeção urbana e o cinema de artista?
Tadeu Jungle é roteirista e diretor de cinema, TV e Realidade Virtual.

Foi um dos precursores da videoarte no país.
VJ Suave é um duo de new media art formado por Ygor Marotta e Ceci Soloaga, residentes em São Paulo. Especialistas em projeção em movimento, trabalham animação quadro a quadro projetada na superfície urbana.
Raquel Garbelotti é artista e pesquisadora. Doutora pela ECA/USP em 2011.

Docente na Universidade Federal do ES – UFES desde 2004. Sua pesquisa relaciona-se com os problemas da videoinstalação e o cinema de exposição.

Sala de Espetáculo I. Livre.
Dia 3/6, sábado, das 19h às 20h

Realidade virtual como trajetória: observações e provocações
com Michael Naimark
A realidade virtual parece ter chegado ao mainstream repentinamente, com uma voracidade raramente vista, especialmente no Vale do Silício e em Hollywood.

A arte e a ciência dos ambientes imersivos mediados possuem uma longa e rica história, da qual a realidade virtual pode ser vista como um auge revolucionário.

O estado atual da realidade virtual abre espaço para que a comunidade criativa, que por tanto tempo esteve envolvida no seu desenvolvimento, tenha um impacto excepcional.

Michael Naimark possui uma vasta experiência participando de projetos de pesquisa e de arte que antecederam a popularização da realidade virtual em décadas.

Ele vai apresentar alguns de seus trabalhos e abordar alguns pontos de interesse contemporâneos tais como presença e abstração;

Produtores e participantes, entusiasmo e criticidade, e globalização e hegemonia.

Nichos no ecossistema de realidade virtual, particularmente os sistemas interativos baseados na captura do mundo real por câmeras também serão temas abordados.
Michael Naimark é produtor, inventor e pesquisador nos campos da realidade virtual e da arte em novos meios.

Ele é mais conhecido pelo seu trabalho com mapeamento de projeções, com o Google Street View, com transmissão global de vídeo e com patrimônio virtual.
Naimark possui 16 patentes referentes a câmeras, displays, sistemas hápticos e transmissão ao vivo.

Seu trabalho já foi visto em mais de 300 exposições, festivais de cinema, e apresentações ao redor do mundo.

Ele já dirigiu projetos com o apoio de:

Apple, Disney, Atari, Panavision, Lucasfilm, Interval, Google, National Geographic, UNESCO, Fundação Rockefeller, Exploratorium, Banff Centre, Ars Electronica, ZKM e Metrô de Paris. Desde 2009, integra o corpo docente da Divisão de Mídias Interativas do departamento de Cinema da Universidade da Califórnia do Sul, do programa de Telecomunicações Interativas da Universidade de Nova York e do Media Lab do MIT. Em 2015, Naimark foi contratado como o primeiro “artista residente” da Google, no recém-criado departamento de realidade virtual.
Dia 4/6, domingo, das 14h30 às 15h15
Sala de Espetáculo I. Livre.
Fotografia não-humana: desdobrando o “nosso” mundo
com Joanna Zylinska
Hoje, na era dos drones, das imagens de satélite, da composição multicâmera, do escaneamento 3D e da fotogrametria, a captura de imagens está cada vez mais desligada da agência e da visão humana.

Essa prática abre diferentes formas de temporalidade e espacialidade: imagens agora podem literalmente chegar ao fim do nosso mundo.

O conceito de “fotografia não-humana” busca expandir a ideia antropocêntrica de fotografia de modo a abarcar formas de produção de imagem das quais o ser humano está ausente: desde exemplos de alta tecnologia como câmeras de controle de tráfego, fotografia espacial e o Google Earth, até os processos de impressão de duração profunda, tais como a fossilização.

Joanna Zylinska irá argumentar que mesmo as imagens que são produzidas pelo humano;

Sejam artistas ou amadores ;

Envolvem um elemento não-humano, mecânico.

Elas implicam a execução de algoritmos técnicos e culturais que dão forma tanto aos nossos aparelhos de produção de imagem quanto às nossas práticas de visualização.

Ao mesmo tempo, a produção de imagens se encontra cada vez mais mobilizada para a documentação da precariedade do habitat humano.

Por meio da publicidade, de pôsteres de campanha e do Instagram, vemos como ela nos auxilia a imaginar uma vida e um mundo melhores.
Joanna Zylinska é escritora, professora, artista e curadora.

Ela é professora titular de Novos Meios e Comunicação de Goldsmiths, Universidade de Londres. Possui 6 livros publicados, incluindo Nonhuman Photography (MIT Press, 2017, no prelo), Minimal Ethics for the Anthropocene (Open Humanities Press, 2014, disponível on-line) e Life after New Media: Mediation as a Vital Process (com Sarah Kember; MIT Press, 2012). Traduziu o tratado filosófico de Stanislaw Lem, Summa Technologiae (Minnesota UP, 2013).

Em 2013, foi diretora artística de Transitio_MX05 ‘Biomediations’, o festival bienal de novos meios na Cidade do México.
Dia 4/6, domingo, das 15h15 às 16h
Sala de Espetáculo I. Livre.

 

Filmando a terceira dimensão
com Mei-Ling Wong
A realização cinematográfica entrou na dimensão espacial.

Recentes desenvolvimentos no campo da computação e da fotografia possibilitam a criação de imagens que não são mais planas e sim representações tridimensionais da realidade.

Essas técnicas surgiram em laboratórios de pesquisa e companhias de alta tecnologia, mas já se encontram nas mãos de realizadores e artistas.

Nesse contexto de novas mídias, a realização cinematográfica passa a depender da colaboração de cineastas com engenheiros e artistas capazes de traduzir suas propostas em sistemas computacionais.

O estúdio Scatter é um dos principais responsáveis por essa popularização. Seus fundadores criaram o Depthkit, um dos primeiros sistemas open source para realização de filmagens volumétricas.

Nessa palestra, será abordado o processo de produção de alguns de seus projetos em realidade virtual, que vieram a ser exibidos em festivais de cinema como Sundance e TriBeCa.
Mei-Ling Wong é produtora multi-disciplinar.

É co-fundadora e gerente de produção do estúdio Scatter, pioneiro em cinema volumétrico.

Sua experiência na produção tanto de comerciais quanto de instalações interativas a possibilita combinar disciplinas tradicionais da produção numa ampla gama de meios, tais como filme, efeitos visuais, motion graphics, performances ao vivo, instalações sensoriais e narrativas documentais contadas por meio das lentes da realidade virtual.
Dia 4/6, domingo, das 16h às 16h45
Sala de Espetáculo I. Livre.
filmes

 

MOSTRA DE VÍDEOS 360O
Uma seleção de trabalhos em vídeo imersivo utilizando visores especiais.

A programação inclui o lançamento mundial do documentário Fogo na Floresta, de Tadeu Jungle, reportagens imersivas realizadas pela Vice Brasil e um vídeo experimental da artista alemã Claire Hentschker.
Espaço de Tecnologia e Artes.
Grátis – Sem retirada de ingressos.
Dias 3 e 4/6 Sábado, das 18h às 21h. Dia 4/6, domingo, das 13h às 19h

Programação de filmes
O público pode escolher o que quer assistir no seu óculos.
Rio de Lama e Fogo na Floresta, de Tadeu Jungle
Rio de Lama (Brasil, 2016, 9’34)
www.riodelama.com.br
Documentário de curta-metragem realizado em realidade virtual sobre o rompimento da barragem da Samarco em Mariana (MG).

O filme mostra o que restou da vila de Bento Rodrigues e contrapõe a paisagem arrasada com as alegres memórias de seus moradores. Direção:

Tadeu Jungle. Produção: Marcus Nisti, Rawlinson Peter Terrabuio, Tadeu Jungle. Realização: Academia de Filmes, Beenoculus, Maria Farinha Filmes.

Fogo na Floresta (Brasil, 2017, 6’55”)
www.socioambiental.org
Documentário de curta-metragem realizado em realidade virtual sobre o povo Waurá, uma etnia indígena de 560 pessoas que vive no Parque Indígena do Xingu, no Mato Grosso.

O filme passeia pelo cotidiano da aldeia Piyulaga e revela que os índios mantêm sua cultura tradicional ao mesmo tempo em que incorporam hábitos e tecnologias dos “brancos”.

O curta é um alerta para o fogo que, devido ao desmatamento no entorno do parque e ao agravamento das mudanças climáticas, saiu do controle e ameaça as florestas e a vida no Xingu.
Direção: Tadeu Jungle. Produção:

André Villas Boas, Bruno Weis, Paulo Junqueira e Tadeu Jungle. Som: JUKE! Aplicativo:Beenoculus.

Produção: Academia de Filmes. Realização: Instituto Socioambiental (ISA), 2017, Brasil. Duração: 6’55”. Cor, estéreo.
VICE BRASIL 360 O

Por dentro da Torcida do Palmeiras (Brasil, 2016, 3’40”)
www.vice.com/pt_br/article/vice-360-por-dentro-da-torcida-do-palmeiras
Acompanhamos as muitas caras dos torcedores do clube alviverde dentro e fora do estádio.

Do lado de dentro: bexigas brancas, cantos ensaiados, aplausos, óculos escuros e cabelos impecáveis;

Do lado de fora, fumaça verde, bateria, latas de cerveja, cheiro de erva, muitos bebaços, gente sem camisa, tattoos, gritos de guerra.

Tudo parecia festa, mas também havia o caos.
Direção de conteúdo: Fernanda Negrini. Direção criativa: Gabriel Klein.

Por dentro da Vila Mimosa (Brasil, 2016, 2’34”)
www.vice.com/pt_br/article/vice-360-por-dentro-da-vila-mimosa
De todos os ângulos, a Vila Mimosa é o que parece: uma das áreas de prostituição mais famosas e antigas da cidade do Rio de Janeiro.

Diariamente, cerca de mil prostitutas passam pela Rua Sotero dos Reis e arredores, na zona norte. Durante os Jogos Olímpicos, a expectativa de clientes gringos dispostos a pagar R$ 65 por meia hora de sexo foi soterrada pela realidade:

O lugar, a 25 km de distância da Vila Olímpica, ficou vazio.
Direção de conteúdo: Fernanda Negrini. Direção criativa: Gabriel Klein.
Por dentro do ato Fora Temer (Brasil, 2016, 3’18”)
www.vice.com/pt_br/article/por-dentro-do-ato-fora-temer-04-09-2016
A VICE esteve no ato intitulado “Fora, Temer” do dia 04/09/16, em São Paulo, para registrar os acontecimentos em vídeo de 360º.

Embora tenha transcorrido pacificamente, a manifestação contra o presidente Michel Temer, que foi da Avenida Paulista até o Largo da Batata, em Pinheiros, foi dispersada violentamente pela Polícia Militar (PM), que utilizou bombas de efeito moral, gás lacrimogêneo, balas de borracha e jatos d’água.
Direção de conteúdo: Fernanda Negrini. Direção criativa: Gabriel Klein.
Por dentro da Festa de Santa Bárbara (Brasil, 2016, 4’00”)
www.vice.com/pt_br/article/vice-360-por-dentro-da-festa-de-santa-barbara-em-codo-maranhao
A magia cerca não só o imaginário social como também os ares de Codó, pequena cidade localizada no Maranhão, norte do Brasil, conhecida como “Terra dos Encantados”.

Ali, todo dia 4 de dezembro começam os festejos em homenagem à Santa Barbara.

E foi entre saias rodadas, turbantes de rendas, muito batuque e cânticos africanos que a VICE instalou suas câmeras para gravar a celebração em 360º.
Direção de conteúdo: Fernanda Negrini. Direção criativa: Gabriel Klein.

Por dentro da Batalha de Santa Cruz (Brasil, 2016, 5’20”)
www.vice.com/pt_br/article/vice-brasil-360-por-dentro-da-batalha-do-santa-cruz
Tem dez anos que os entornos do metrô Santa Cruz é o endereço da Batalha do Santa Cruz, uma das batalhas de improvisação mais importantes do hip-hop paulistano e, se pá, do Brasil.

Lá já rimaram gente como Emicida, Rashid, Marcello Gugu, Projota, Bitrinho, Flow MC e Bárbara Bivolt e, até hoje, o lugar reúne semanalmente dezenas de manos e minas para um duelo de rimas.
Direção de conteúdo: Fernanda Negrini. Direção criativa: Gabriel Klein.
Catacombs II, de Claire Hentschker
Catacombs II (EUA, 2017, 8’)
Catacombs II é uma reconstrução em vídeo 360o de um shopping norte-americano que já esteve abandonado, e hoje se encontra destruído.

O vídeo é realizado a partir de vídeos encontrados no YouTube e de um processo chamado fotogrametria.

Fotogrametria é a extração de dados volumétricos a partir de imagens bi-dimensionais.

Sequências de quadros de vídeos encontrados no YouTube foram utilizadas para, desta forma, criar modelos tri-dimensionais fragmentados de espaços que já não mais existem.

A trilha original é de R. Luke DuBois.
Direção: Claire Hentschker. Composição Musical: R. Luke DuBois.

Sesc Belenzinho
Endereço: Rua Padre Adelino, 1000
Belenzinho – São Paulo (SP)
Telefone: (11) 2076-9700
www.sescsp.org.br/belenzinho
Estacionamento
Para espetáculos com venda de ingressos após as 17h:
R$ 15,00 (não matriculado); R$ 7,50 (credencial plena no SESC – trabalhador no comércio de bens, serviços e turismo/ usuário).
Assessoria de Imprensa e Credenciamento
Sesc Belenzinho
Jacqueline Guerra: (11) 2076-9762
[email protected]

300x250

About Paulo Fernandes Maciel

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*