Home / Atualidades / Fórmula E terá participação da Porsche

Fórmula E terá participação da Porsche

Porsche aposta nas corridas de automóveis elétricos da Fórmula E.

Fórmula E

 

A Fórmula E avança com toda a força e ganha novas escuderias agora é a vez da Porsche que recentemente deixou as 24 hs de Le Mans.

Anunciado o fim da participação da Porsche no Campeonato do mundo de Resistência WEC com os seus elegantes protótipos;

A marca alemã prepara-se para entrar em força nas corridas de automóveis elétricos Formula E.

O compromisso com o esporte automotivo da marca alemã parecia perdido com o abandono das 24 horas de Le Mans;

Uma das mais importantes provas do calendário desportivo mundial, e na qual se sagrou vencedora ao longo de várias edições em diferentes eras.

 

O realinhamento da estrategia da Porsche para o esporte  automotivo será feito de acordo com o plano traçado pela marca Porsche Strategy 2025;

E que tem como principal missão o desenvolvimento de automóveis de GT e automóveis esportivos totalmente elétricos.

O primeiro modelo que incorpora a nova estratégia da Porsche terá como base o futuro modelo Mission E concept car.

 

A Fórmula E, competição idêntica à Fórmula 1 mas que recorre de monolugares com propulsão puramente elétrica;

É o caminho que dará maior número de indicações à Porsche para o desenvolvimento de novas soluções que num breve espaço de tempo chegarão depois aos modelos de estrada.

A marca orgulha-se assim de optar por uma competição amiga do ambiente, eficiente e sustentável.

O primeiro monolugar da Porsche para a Fórmula E será conhecido ainda provavelmente este ano.

 

A Fórmula E atrai desde 2014 um grande número de fabricantes de automóveis e possui um calendário extenso de provas;

Que têm como palco localizações emblemáticas como por exemplo a cidade de Nova Iorque.

A entrada da Porsche que é controlada pela volkswagen, vem de encontro com o anunciado pelas grandes montadoras;

Das quais a Ford é a líder em tecnologias para carro elétrico e autônomo, mesmo a despeito da Tesla anunciar que tem 400.ooo Model 3 encomendados.

Elas as Grandes deverão colocar carros elétricos em produção de linha já em 2019.

O Reino Unido pretende deixar de comercializar veículos à combustão em 2040

A Alemanha pretende antes 2030 onde deve ser seguida por Noruega, Holanda, Dinamarca e outros países Nórdicos.

Se a Europa, Eua, Japão, China e Coréia do Sul seguirem essa pegada;

Os países desenvolvidos deverão importar energia elétrica dos  subdesenvolvidos e dos emergentes  como nós.

A Pergunta é ” Qual será o preço do Kw para nós em 2050 ?”

A conferir.

O Redator.

 

About Paulo Fernandes Maciel

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*