Home / Artigos / O e-termômetro sinaliza recuperação da economia

O e-termômetro sinaliza recuperação da economia

 

O e-termômetro da recuperação da economia no ano novo passa pelo e-commerce.

recuperação

O faturamento de R$ 8,7 bilhões do e-commerce no período de vendas do Natal.

Com um crescimento nominal de 13% na comparação com os R$ 7,7 bilhões registrados no mesmo período do ano passado;

É o e-termômetro um indicador consistente sobre a tendência de recuperação da economia brasileira.

Definitivamente, os resultados, constantes de levantamento da Ebit, que abrangem o movimento de 15 de novembro a 24 de dezembro;

Não podem ser atribuídos somente à euforia da Black Friday ou à generosidade do Natal.

 

Há mesmo sintomas de recuperação do País.

 

É importante entender que, embora virtual, o e-commerce, como todos os segmentos, está absolutamente atrelado à economia real;

E o desempenho do setor no Natal de 2017 sinaliza um ano novo melhor para os brasileiros.

É, literalmente, um e-termômetro das possibilidades, agora mais concretas, recuperação na retomada do crescimento.

Há, de fato, oportunidades para todos os segmentos em 2018:

A inflação está abaixo da meta, os juros mais baixos;

O desemprego, embora alto, começa a diminuir, e a recessão – tecnicamente – está debelada, com crescimento do PIB em torno de 1% em 2017.

Para o e-commerce, em particular, são importantes as novas perspectivas criadas por um mundo cada vez menos dependente das cédulas de papel e mais adepto à digitalização dos pagamentos, além da aderência de setores menores ou mais tradicionais da economia ao ambiente digital.

Exemplo disso é a expansão do pagamento sem contato, que levou Jundiaí;

Ser pioneira na implantação de um sistema de mobilidade urbana que aceita cartões e celulares com função crédito e débito.

O que falar também da PwC, uma das gigantes globais de contabilidade, que recebeu seu primeiro pagamento em bitcoins este ano?

Considerando o quadro otimista acima, o 2018 é – certamente – muito promissor para fomentar novos caminhos para o comércio eletrônico, no Brasil e no mundo.

Créditos: Alessandra Giner

*Alessandra Giner é CEO do Pagar.me, empresa de tecnologia Provedora de Serviços de Pagamentos. vai passar,

 

Confira também:

Vagas: 5 aplicativos gratuitos de emprego

Concurso Petrobrás – Transpetro inscrições abrem dia 9

 

 

About Paulo Fernandes Maciel

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*