Home / Artigos / Festival de Cultura Hacker em São Paulo dia 11

Festival de Cultura Hacker em São Paulo dia 11

O maior Festival de Cultura Hacker do Continente acontece em São Paulo.

Roadsec SP17
Maior festival do gênero na América Latina acontece dia 11 de novembro.

Com quase 24 horas de palestras temáticas, atividades de aprendizado interativo e shows que pretendem desmistificar e fomentar a comunidade hacker brasileira.

O Roadsec SP17 , o maior festival de cultura hacker da América Latina;

Volta a São Paulo para sua quarta edição e terá a maior infraestrutura e programação da sua história.

Serão quase 24 horas de atividades focadas em promover a troca de conhecimento entre hackers brasileiros e os maiores especialistas do mundo e desmistificar essa figura tão controversa.

O evento receberá mais de 40 palestras e painéis com as principais novidades desse universo divididas em 5 trilhas;

(Segurança, Hacking, Tecnologia, Comunidades e Carreira).

A figura central do dia será John Draper, O Capitão Crunch, uma das figuras mais icônicas do universo hacker;

E Amal Graafstra, o inventor do Biochip que, além de apresentar uma palestra sobre transhumanismo,;

Implantará a tecnologia em 100 participantes do evento, criando a primeira centena de “Hackers Ciborgues” do país.

Em paralelo, um galpão de atividades repleto de inovação, como ringue de batalha de robôs, pilotagem de drones;

E realidade virtual vai saciar a curiosidade de quem gosta de colocar a mão na massa.

Hackaflag – a final nacional do maior campeonato de invasão de sistemas da América Latina

 

Disputa em 2 categorias

 

Pela primeira vez, o Roadsec SP17 o maior campeonato de invasão de sistemas da América Latina será disputado em duas categorias:

Individual e em grupos.

Na primeira, os 18 campeões estaduais eleitos ao longo do ano vão disputar a final nacional;

Para levar uma viagem para Las Vegas, nos EUA, e participar da DefCon, a maior conferência hacker do mundo.

Na segunda, um formato inédito será inaugurado.

Os cinco melhores times de hackers do país formarão as equipes de ataque e profissionais de Segurança da Informação de grandes empresas e órgãos governamentais colocarão à prova sua capacidade técnica no papel da defesa.

 

Feira de Recrutamento

Pela primeira vez, o evento abrirá um espaço para que as grandes empresas, como Itaú e Soluti, encontrarem e entrevistarem hackers e talentos da Segurança da Informação.

Mesmo com salários generosos para novatos e uma demanda crescente – até 2022, o déficit de profissionais na área;

Deve beirar 1,8 milhão de vagas – as posições levam meses para serem preenchidas.

A expectativa é que mais de cinquenta jovens talentos sejam contratados durante todo o evento.

Música e cultura – O primeiro festival de Nerdcore do Brasil

Além da troca de conhecimento, o Roadsec SP17 propõe uma imersão na cultura hacker.

Para essa edição, o evento trará o dois maiores expoentes do NerdCore (uma espécie de Hip Hop Hacker):

Dual Core e YTCracker, que serão acompanhados de DJs e de shows especiais com as bandas Raimundos e Matanza.

O Roadsec SP17

 

O Roadsec é um evento itinerante que em 2017 passou por 18 capitais pelo Brasil, recebendo mais de 15 000 participantes. Durante as edições estaduais, o evento apresenta um formato que se divide em três partes:

Palestras com as descobertas e novas técnicas apresentadas por especialistas locais e de todo o Brasil;

Atividades que promovem o aprendizado interativo, com o uso de drones, robótica e realidade virtual;

Etapas regionais do Hackaflag, o campeonato de invasão de sistemas;

Que elege os melhores hackers do ano naquela localidade e o traz para São Paulo para a final nacional.

 

O Capitão Crunch

Roadsec SP17

John Draper foi o precursor do conceito phreaker (phone hackers) ao conseguir fazer ligações gratuitas utilizando um apito de plástico que vinha de brinde em uma caixa de cereal, que reproduzia fielmente o tom de 2600 Hz, usado para acessar diretamente o satélite nas chamadas de longa distância.

Assim era possível fazer as chamadas sem pagar pela ligação.

Com isto, Draper obrigou os EUA a trocar a sinalização de controle nos seus sistemas de telefonia.

Draper foi preso por fraude em 1972 e condenado a cinco anos de prisão.

Em meados dos anos 1970, ele ensinou suas habilidades de phone phreaking a dois jovens;

Steve Jobs e Steve Wozniak, que mais tarde fundaram a Apple Computer.

Em uma entrevista em 1995, Jobs declarou que uma blue box, hardware de fraude telefônica;

Que usava a técnica de John Draper, foi de fato o primeiro produto da empresa, antes mesmo do famoso Apple I.

 

Serviço

Roadsec SP17
Quando: 11 de Novembro
Horário: Começa às 09h e vai até às 5h do dia 12.
Onde: AUDIO
Av. Francisco Matarazzo, 694, Barra Funda – São Paulo
Saiba mais: roadsec.com.br/saopaulo2017/

Ingressos:
1º lote (meia): R$ 80
1º lote (inteira): R$ 160

2º lote (meia): R$ 120
2º lote (inteira): R$ 240

About Paulo Fernandes Maciel

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*